5 formas de implementar uma nutrição holística

0
93

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

Atiaia Life by Milena Bittencourt.
A palavra holístico pode muitas vezes parecer complexa,…

Atiaia Life by Milena Bittencourt.

A palavra holístico pode muitas vezes parecer complexa, mas o holismo é muito fácil de ser compreendido. A palavra em si significa a união do todo, o balanço entre o corpo e a mente e o espírito. Balanço esse que ocorre a partir do momento em que o indivíduo começa a buscar por opções mais saudáveis e benéficas, seja eliminando um alimento específico, um vício ou até mesmo se afastando de pessoas que não contribuem para o seu balanço de forma geral.

Algumas pessoas só tomam tais decisões quando se veem em uma situação difícil como um problema de saúde. Por razões como essa, passam a repensar sobre suas escolhas e percebem que mudar os hábitos alimentares não é mais uma opção, e sim uma exigência para se manter saudável. Uma escolha muitas vezes de vida ou morte.

O ser humano muda por duas razões: inspiração ou desespero. Independente da razão pela qual você decidiu implementar um estilo de vida mais saudável, é importante ressaltar que todo processo de mudança e reprogramação de hábitos é um processo lento, desafiador e que exige muita disciplina, foco e conhecimento sobre as fases do processo, a fim de entender que no início processo é importante cultivar paciência e resiliência para continuar mesmo quando ainda não estiver colhendo os benefícios e os resultados esperados.

A nutrição holística vem ganhando adeptos pelo mundo todo por fazer parte de um estilo de vida capaz de trazer resultados duradouros e constantes que se diferenciam de uma simples dieta.

1. Escreva em um papel tudo que você ingere durante o dia, incluindo os pequenos lanches e até os chicletes e bebidas (bebidas alcoólicas e não-alcoólicas). Não esqueça também de escrever a quantidade de água que você ingere durante o dia. Esse pequeno exercício tem uma função específica, fazer com que você possua um conhecimento mais detalhado de seus hábitos alimentares, permitindo que você veja com mais clareza o tipo de mudanças que precisam ser feitas.

A correria do dia a dia quase sempre nos impede de fazer escolhas alimentares racionais. Sem o exercício de observação passamos a fazer escolhas inconscientemente baseadas na emoção e não na razão. A sensação de fome nem sempre pode ser uma necessidade fisiológica do corpo, mas sua mente buscando por formas de aliviar uma dor emocional não resolvida. Pense nisso! Esse exercício não é algo que você vai ter que fazer por toda sua vida, com o tempo suas escolhas naturalmente e automaticamente se tornarão mais saudáveis.

2. Pare de comprar para sua casa alimentos que você sabe que não são saudáveis. Esse é um dos passos mais importantes. Sabe aquela nutela ou aquela Coca-Cola que você sempre traz junto com as compras do mercado? Pois é, elas, inicialmente, não precisam ser eliminadas totalmente da sua vida, por isso, não se desespere, pois a nutrição holística zela pelo balanço e não pelo extremismo. Deixe a Nutela e a coca-cola para os fins de semana e faça um compromisso consigo mesmo: se sentir vontade de ingerir tais alimentos, ingira-os fora de casa. Esse é só o primeiro passo, primeiro você tira da sua geladeira e depois, naturalmente, praticando o exercício da observação você perceberá que aos poucos tais alimentos passam a ser substituídos por outras opções mais saudáveis.

Faça o teste e tire as suas próprias conclusões. Você verá que um simples passo vai ser o responsável por mudanças maiores e mais significativas.

3. Busque por mais conhecimento, leia sobre a nutrição holística, assista documentários, converse com pessoas que já são adeptas dessa nutrição e procure encontrar, no meio de todas essas informações, a melhor forma de fazer as mudanças que deseja. Pesquise sempre focando no equilíbrio e na saúde. E, claro, antes de tomar qualquer decisão relacionada a sua alimentação consulte um médico, faça os exames necessários e ache uma dieta que se alinhe com sua fisiologia e com seus objetivos.

4. Escreva em um papel cinco razões pelas quais você precisa mudar os seus hábitos alimentares e o que isso resultaria na sua vida e na vida das pessoas que são influenciadas por você, como, você acredita, que os seus filhos poderão ter uma vida saudável no futuro por causa da decisão que você tomou hoje. Afinal, nossos filhos levam para vida os hábitos aprendidos ainda na infância. Por isso, a mudança que você faz hoje nunca afeta só você, seja ela negativa ou positiva.

5. Faça um grupo de WhatsAPP ou Facebook e chame alguns amigos que também possuem o mesmo desejo de mudança que você, compartilhe objetivos, desafios, informações incentivando e motivando aos outros a seguirem, junto com você, nessa nova jornada. Como dizem “Juntos somos mais fortes!”. Mudar de hábitos exige muito de nós e é um caminho que se torna mais leve na companhia de pessoas que almejam pelos mesmos resultados e estão dispostas a pagar o preço que for para alcançá-los.



Fonte



Outros sites desenvolvidos pela Lima & Santana Propaganda


Lima & Santana Propaganda