Agrotóxicos e Defensores Agrícolas: a mensagem por trás de um nome – Banco de Redações

0
21

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

O Brasil é um dos maiores exportadores de soja do mundo e se tornou uma verdadeira potência agrícola, ao longo dos anos. No entanto, conflitos acontecem diariamente na agricultura, a discussão sobre qual nome seria mais adequado para os pesticidas (agrotóxicos ou defensores defensivos agrícolas) é um deles. É interessante que o ponto mais atrativo no conflito seja a imagem que os nomes em questão podem passar à população, não, propriamente, o nome.

Visando Considerando que os pesticidas vêm agredindo o meio ambiente e envenenando a nossa “alimentação saudável” alimentação, ambientalistas os chamam de “agrotóxicos”. É um termo muito justo, visto que, de fato, os pesticidas tem têm poder contaminador. Esse fator foi divulgado há muito tempo no livro “Primavera Silenciosa”, lançado em 1962, por Rachel Carson. O livro expôs, entre outras coisas, o nível de contaminação que o uso de pesticidas possui gera. Em contrapartida, os agricultores alegam que o termo mais correto para nomear os pesticidas seria “defensores defensivos agrícolas”, pois ajudam a manter a agricultura “saudável” e em pé, ao eliminar as pragas que atrapalham as plantações.

Além disso, deve-se considerar que, se o Brasil tem mantido sua economia em pé através da agricultura à base de pesticidas, logo, a proibição desses agentes teria um devastador impacto impacto devastador na estrutura econômica brasileira. Ainda assim, pode-se colocar em questão que os alimentos com pesticidas são, economicamente, mais benéficos, pois possuem possibilitam lucro mais fácil que os alimentos orgânicos, sendo conveniente divulgá-los mais e facilitar seu o acesso a eles. A agricultura orgânica nunca se tornará favorável à economia se não for divulgada e acessível. Contudo, é perceptível que o nome dado aos pesticidas vai decidir qual verdade deve ser espalhada: os agrotóxicos venenosos e preocupantes para a saúde humana e o meio ambiente, ou, os defensores defensivos agrícola que mantêm a economia brasileira em pé.

Diante da situação, o Ministério da Agricultura, em conjunto com a ANVISA e ambientalistas defensores da causa ambientalistas, deveriam tratar os pesticidas pelo termo “agrotóxicos”, a fim de divulgar os riscos que eles trazem e devem ser tratados com urgência, diminuir gradativamente o número de pesticidas permitidos no Brasil e, simultaneamente, promover e facilitar a venda de alimentos orgânicos, bem como o uso de pesticidas naturais. A ação aumentaria a saúde do ambiente e da população em geral, além de trazer uma nova alternativa para o sustento da economia brasileira, através da venda de alimentos orgânicos.



Fonte



Outros sites desenvolvidos pela Lima & Santana Propaganda


Lima & Santana Propaganda