Cirurgias plásticas conjugadas: quando fazer?

0
12

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

Definimos como cirurgias plásticas conjugadas a prática de duas ou mais cirurgias realizadas em conjunto. Dois procedimentos comuns de serem associados em uma mesma cirurgia são a mamoplastia de aumento e a abdominoplastia, por exemplo.

Apesar de ser comum, a recomendação de cirurgias conjugadas precisa ser avaliada criteriosamente por um médico cirurgião, levando em consideração o quadro clínico de cada paciente. 

Em nossa clínica uma dúvida comum das pacientes é saber quando é indicado realizar uma cirurgia conjugada. Confira: 

Quando a cirurgia plástica conjugada é indicada?

Normalmente, a cirurgia plástica conjugada é indicada para pacientes que desejam remodelar mais de uma área da região do tronco, incluindo abdômen, cintura, dorso e mamas. 

Os casos mais comuns de cirurgias conjugadas acontecem após perda de peso excessiva e pós-gestação.

No entanto, é necessário realizar uma consulta avaliativa para analisar se é possível aplicar tal técnica.  

O procedimento de cirurgia conjugada é possível para cirurgias que contam com um pós-operatório que requer cuidados parecidos, como evitar atividades físicas, manter repouso, utilizar cinta modeladora e realizar drenagens linfáticas.

Quais os benefícios da cirurgia conjugada?

Associar dois ou mais procedimentos requer um tempo maior de cuidado no pós-operatório. Contudo, o período de recuperação é um só e os resultados podem ser mais satisfatórios. 

Cirurgia conjugada depende de indicações médicas 

É importante ressaltar que cada caso é individual. No entanto, os principais fatores que levam um médico a optar ou não pelas cirurgias conjugadas relacionam-se ao histórico clínico de cada paciente, como:

  • Qualidade de vida;
  • Peso;
  • Doenças autoimunes;
  • Histórico familiar, como casos de trombose, câncer, entre outros;
  • Quadro clínico atual: se o paciente é diabético, hipertenso, entre outros.

A partir dessas informações, é decidido quantas cirurgias o paciente pode fazer simultaneamente. Além disso, o tempo cirúrgico também precisa ser avaliado.

Marque uma consulta de avaliação

A primeira consulta é decisiva para sua escolha e para estabelecer uma confiança mútua entre você e o médico. Nela, você explicará para ele seus objetivos com a cirurgia plástica e poderá esclarecer todas as suas dúvidas.

Em seguida, ele avaliará sua saúde, rotina e estilo de vida, entendendo quais são seus objetivos e pedindo a realização de exames para que você possa fazer a cirurgia com segurança.

Gostou deste post? Você também pode se interessar por: “Abdominoplastia: entenda os diferentes tipos”. Acesse o conteúdo clicando aqui.

Ficou com alguma dúvida? Entre em contato pelo 3092-3308.



Fonte



Outros sites desenvolvidos pela Lima & Santana Propaganda


Lima & Santana Propaganda