Empreendedora de moda e beleza dá dicas para manter o negócio durante a pandemia – Revista Glamour

0
27

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

Se existe uma verdade que une todos os empreendedores do Brasil esta é: ter um negócio não é fácil. Imagina empreender ao mesmo tempo em que o mundo passa por uma pandemia? Vixi! Mas seu sonho de ser um girlboss não precisa ir por água abaixo.

Julia Alcântara (Foto: Reprodução Instagram)

Convidamos Julia Alcântara, sócia, junto com as irmãs, do grupo Grupo Orna, composto por uma marca de beleza, uma de acessórios slow fashion, um café, um blog e uma consultoria de empreendedorismo,  para bater um papo com a nossa produtra de conteúdo de moda Julia Carneiro em uma live no Instagram da Glamour e dar dicas pá-pum do que pode ser feito no seu negócio neste momento. 

Abaixo, segue um resumão da conversa. Quem quiser assistir à entrevista completa, é só acessar o IGTV da GLAMOUR.

1. DIGITALIZE-SE

Se o digital não era o foco do seu negócio, agora ele tem que passar a ser. O Instagram é a vitrine do seu business e o e-commerce, seu meio de vender. Ah! Digitalize também seu ambiente de trabalho. Já existem várias plataformas que facilitam reuniões, envios de documentos, chats em grupo… São os chamados “workspace”, Slack e GSuite são alguns deles.

2. PENSE NA IMPORTÂNCIA DO SEU PRODUTO NESTE MOMENTO

O momento pede reflexão e não o incentivo do consumo pelo consumo. Quando for fazer a transição para o meio digital, pense: “Meu produto oferece algo que as pessoas precisem neste momento?” e mantenha só aquilo que receber um “sim” como resposta. Saiba o seu propósito.

3. CONVERSE COM SEU PÚBLICO E CRIE UMA COMUNIDADE

“Mas como eu vou saber se minha base de clientes ainda quer meu produto?”. Conversando com ele! E vamos combinar que o meio digital facilita para caramba essa troca. Lembra da sua vitrine digital no Insta? Então! Use-a para perguntar, pedir feedback, criar uma comunidade de troca com os seus e, assim, você vai conseguir oferecer o que eles estão precisando e de maneira sensível. Deixe o marketing tradicional e agressivo para trás, não é a hora – e talvez nunca mais seja. 

4. APOSTE NO MARKETING DE INFLUÊNCIA

Trabalhar com influencer não é só coisa de marcas enormes, viu? Em um momento em que todos estão em casa, contar com este tipo de marketing é bom para todo mundo. Procure, dentro da sua comunidade, influenciadoras que estejam alinhadas com o branding da sua marca e os valores que você quer transmitir. Achou alguém bacana? Mande uma mensagem perguntando como ela trabalha, ofereça uma parceria que atenda às expectativas de ambas e, quem sabe, isso acabe virando uma relação duradoura. Lembre-se: número de seguidores não significa resultado. Muitas vezes influenciadoras menores conseguem alcançar o público de maneira mais eficaz exatamente por serem pessoas acessíveis. O marketing de influência é um trabalho 100% humano.

5. USE DA ECONOMIA CRIATIVA

Todo mundo está passando por este momento junto, lembre-se disso e procure maneiras criativas de lidar com os problemas dentro da sua comunidade. Busque fazer parcerias com outros negócios que possam se ajudar. Imagina que você tem uma marca de roupas: já pensou em se unir com uma loja de acessório e uma consultora de moda que pode usar seus produtos para expor o trabalho das três? Pense além da compra e venda direta.

6. PLANEJE A CURTO PRAZO

Lembra daquele excel com “planejamento anual”? Pode desapegar porque ele não faz mais nenhum sentido. O planejamento agora tem que ser mensal, quiçá semanal. Não tenha medo de tentar, errar, voltar atrás, analisar o que dar certo, desistir de ideias que não funcionaram, acertar e seguir. Vai ser assim por um tempo.

Gostou da nossa matéria? Clique aqui para assinar a nossa newsletter e receba mais conteúdos.



Fonte



Outros sites desenvolvidos pela Lima & Santana Propaganda


Lima & Santana Propaganda