Família segue em busca de mulher desaparecida há 6 dias em SP: ‘Filhos choram por ela’ | Santos e Região

    0
    15

    Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

    .

    O desaparecimento de Rosana Fernandes da Silva, de 32 anos, completa seis dias nesta quinta-feira (20). A família, que mora em Guarujá, no litoral paulista, afirma seguir apreensiva e desesperada, sem notícias da mulher, que nunca havia deixado os filhos para trás. Ela estava a caminho de casa, após assinar as férias do trabalho, quando teria sumido.

    “Cada dia que passa ficamos mais preocupados. A polícia está investigando e estamos aguardando, na esperança de que ela seja encontrada bem. As crianças, de 7 e 3 anos, pedem pela mãe todo dia, e a avó está tentando se manter forte para cuidar deles”, conta o primo da mulher, o promotor de vendas Williard Basílio da Silva, de 39 anos.

    De acordo com ele, as crianças são muito apegadas à mãe e ela nunca os deixaria para trás. “Ela nunca sumiria sem falar nada para a gente, isso que nos deixa ainda mais desesperados, pensando no que aconteceu depois de passar quase uma semana”, destaca.

    Para Jeniffer Inacio, que relatou ao G1 que conhece Rosana há 16 anos, a amiga não teria desaparecido porque quis. “Eu acredito que, se ela foi para algum lugar, não foi por escolha dela, não foi porque ela quis. A mãe só chora e pede que ela seja encontrada. A família está em prantos e na base de calmantes”, conta.

    “Estamos procurando todos os dias. Está muito difícil para todos que a conhecem. Além disso, apesar de procurarmos, muita gente fala mentira, que a viu em certo lugar, e quando vamos até lá, ela não está. Chegamos a olhar câmeras de alguns lugares que falaram, e nem sinal dela. Tentamos manter a esperança, principalmente para acreditar que ela está bem”, relata a amiga.

    O caso foi registrado na Delegacia Sede de Guarujá, mas já foi encaminhado à Delegacia Especializada Anti-Sequestro (Deas), que segue com as diligências para localizá-la. O G1 não conseguiu contato com a delegacia para saber de novidades da investigação até a última atualização desta reportagem.

    Familiares seguem procurando por mulher que desapareceu na última sexta-feira (14) em Guarujá, SP — Foto: Reprodução/Facebook

    A família teve contato com Rosana pela última vez na sexta-feira (14) à noite, por volta das 19h30. A auxiliar de limpeza estava saindo do trabalho, no Centro, após ir até o local para assinar os documentos das férias, e deveria ter voltado em seguida à sua residência, no bairro Santa Cruz dos Navegantes.

    A amiga e a família de Rosana foram ao local e constataram que a mulher realmente esteve na empresa e assinou os papéis. Testemunhas relataram aos familiares que Rosana esperou, por um tempo, em um ponto de ônibus localizado na Rua Miguel dos Santos, mas não souberam informar se ela embarcou em um ônibus ou se entrou em um carro particular. Desde então, ela não foi mais vista.

    No sábado (15), a irmã de Rosana recebeu uma ligação em seu telefone pessoal de um número desconhecido. O homem que ligava afirmou à família que Rosana estaria em Ilhabela (SP), desacordada, após ingerir álcool, e que voltaria para casa segunda-feira (17). Porém, a família não acredita que isso realmente tenha ocorrido, já que a mulher não era de beber muito.



    Fonte



    Outros sites desenvolvidos pela Lima & Santana Propaganda


    Lima & Santana Propaganda