Gisele Bündchen promove elogia à vida e à mãe natureza

0
44

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

Ao fazer 40 anos, ela revê a própria história e usa poder de sua voz para defender a Amazônia


Natural da pacata Horizontina, Rio Grande do Sul, Gisele Bündchen sempre teve o amor pela natureza correndo nas veias, mas durante boa parte de sua trajetória, inevitavelmente, foi a beleza, o carisma e o incofundível caminhar na passarela que a tornaram um ícone mundial da moda e uma das tops mais bem pagas da história. Hoje, celebrando 40 anos de vida, a gaúcha prova que foi além e soube transformar sua tão cobiçada imagem em voz. Uma voz em defesa do meio ambiente, do planeta e da humanidade. “Nem acredito que estou fazendo 40 anos! Sinto que um novo capítulo está começando em minha vida e queria comemorar de um jeito especial, por isso, decidi plantar 40000 árvores. Há anos venho plantando árvores em diferentes projetos, pois sinto que esta é uma forma de retribuir à Mãe Terra. Já avisei aos amigos e à família que, se quiserem me presentear, por favor, me ajudem a plantar mais árvores” disse ela, que não deixou a pandemia apagar o significado e a importância de seu gesto. “Tinha planejado ir com minha família plantar na Amazônia, mas, como sabemos, isso não é possível neste momento”, pontuou ela, que remarcou a empreitada para 2021 e aproveitou para dar mais alguns passos: criou a ação Viva a Vida, uma plataforma de doações em parceria com o Instituto Socioambiental e a Rede de Sementes do Xingu. O plantio será feito usando uma milenar técnica indígena de semeadura e abrangerá a região das bacias do Rio Xingu e Araguaia. “Minha relação com o Xingu começou em 2004. Vi de perto os problemas que eles vinham enfrentando devido ao desmatamento e à poluição dos rios e senti que precisava fazer algo para ajudar”, recordou.

No momento em que a preservação da Amazônia ganha a atenção do mundo, Gisele, orgulhosa de ser brasileira, sai em defesa da floresta. “A Amazônia é a maior floresta tropical do mundo e abriga uma biodiversidade inestimável. Mas ela é muito mais do que uma floresta estática… Ela torna a vida como conhecemos hoje possível. Não podemos fechar os olhos para o que está acontecendo na Amazônia. As queimadas crescentes, por exemplo, destroem em dias o que a natureza leva anos, séculos para construir”, alertou ela, desde 2009 no posto de Embaixadora da Boa Vontade do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente. “Aos 20 anos, minha prioridade era eu mesma. Aos 30, precisava entender as necessidades dos meus filhos, do meu marido, da minha família. Agora, aos 40, a prioridade é o mundo que vou deixar para eles”, emendou ela, mãe de Benjamin (10) e Vivian Lake (7), da união com o astro do futebol americano Tom Brady (42).

Se Gisele tem motivos de sobra para festejar suas quatro décadas de vida é porque fez do esforço e da dedicação suas premissas básicas. A carreira meteórica começou quando ela tinha apenas 14 anos. Jovem, precisou desenvolver sua independência longe da família, morar sozinha em outro país e tomar as rédeas de seu destino. E a gaúcha tirou tudo de letra! “As coisas foram acontecendo na minha vida de forma muito gradual. Fui subindo um degrau de cada vez, aprendendo e crescendo com cada novo desafio. Sempre mantive meus pés no chão, me mantendo conectada com minhas origens simples, com a minha verdade, com a minha essência”, avaliou ela, que já estampou incontáveis capas de revistas, foi disputada por estilistas e fotógrafos dos quatro cantos do mundo, se aventurou na sétima arte e, até hoje, é uma referência para as meninas que sonham ser modelo. Já a aposentadoria das passarelas veio em 2015, ao completar 20 anos de carreira. “A decisão não me afastou da profissão. Senti que era o momento de cuidar da família e de outros projetos pessoais”, apontou.

O sorriso iluminado e a atitude soberana nas passarelas teve reflexos em sua vida pessoal. Sabendo como poucos a lidar com o assédio e a exposição, Gisele casou-se com Tom Brady em 2009 em uma discreta cerimônia em Santa Mônica, na Califórnia. No mesmo ano, fizeram outra celebração intimista, desta vez, em uma praia da Costa Rica. Em suas duas gestações, fez o mesmo e preservou o momento. “Não me sinto pressionada por ser uma pessoa pública, vivo minha verdade. Mas adoraria poder ter mais privacidade”, já declarou ela, que faz da família seu porto seguro. “A família mudou minhas prioridades, ela é o bem mais importante para mim. Sempre quis ser mãe e ter família”, falou ela, hoje morando com o clã na Flórida e se reinventando diante do isolamento social. “Explico para as crianças que, neste momento, precisamos ficar bem, cuidar um do outro… Eles estão ajudando muito em casa. Somos família e todos precisam contribuir. Sempre gostei de cozinhar, limpar, cuidar da casa e estou ensinando isso para as crianças. Elas estão até mais independentes e eu estou orgulhosa delas!”, derreteu-se a mãe coruja. “Quando a pandemia começou, fiquei sem saber o que iria fazer, mas percebi que o importante é fazermos coisas que nos façam bem. É um momento para aprender a sermos mais flexíveis”, emendou.

Como toda mulher moderna, Gisele se desdobra entre os compromissos profissionais e os papéis de mãe, mulher e esposa, sem contar no de fiel torcedora do amado. “É preciso foco. Quando estou com meus filhos, não atendo celular e não faço coisas paralelas, fico com eles. Se estou com Tom ou trabalhando, é a mesma coisa. Vivo os momentos como se eles fossem únicos”, frisou ela, vendo-se como um termômetro da casa. “Quanto melhor cuido de mim, melhor consigo desenvolver meus papéis de mãe, mulher, profissional e amiga. A mulher é a grande base da família e, se ela não estiver bem, nada está bem. Na minha casa, pelo menos, é assim!”.

Condição inerente aos grandes ícones do mundo, o poder da influência também caminha lado a lado com a gaúcha. Tanto em seu engajamento ambiental quanto em seu lifestyle. Adepta de estilo de vida simples, ela gosta de cultivar os próprios alimentos, tem refeições para lá de saudáveis e aposta na meditação. “Vim de uma família de costumes simples, onde havia muito amor e onde aprendi desde cedo valores que me guiam até hoje. Sempre que aprendo algo novo, algo que me inspire e que acredito que também possa beneficiar os outros, me sinto no dever de dividir.

Com desapego, Gisele também não pensa duas vezes antes de expressar arrependimentos, como as próteses de silicone nos seios. “Tudo na vida nos ensina algo e, nessa situação, aprendi que não vale a pena fazer algo por me sentir pressionada e querer agradar aos outros. Eu me arrependi e não sei se faria plástica novamente. Não tenho esta necessidade, mas nunca sabemos como nos sentiremos no futuro e se fará algum sentido para mim”, declarou ela, em recente entrevista.

Por falar em estética, a estrela garante se sentir confortável com a nova idade. “Eu acho que mantive uma certa inocência. Estou mais madura, consciente e segura de mim. Beleza não está ligada à idade, mas à nossa luz interna. Se cuidarmos da sáude, mesmo que o tempo mude a nossa aparência, viveremos bem e com muita vitalidade. Não dá para ficar querendo ter a mesma cara que você tinha no passado. É importante aceitar as transformações e manter um espírito jovem”, ensinou ela, sem dúvida, em sua melhor fase!


Último acesso: 24 Jul 2020 – 22:43:14 (358193).



Fonte



Outros sites desenvolvidos pela Lima & Santana Propaganda


Lima & Santana Propaganda