Idoso sofre golpe dentro de banco após ‘falso funcionário’ oferecer ajuda em SP | Santos e Região

    0
    50

    Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

    .

    Um zelador de 71 anos perdeu quase R$11 mil ao ser vítima de um golpe dentro de uma agência bancária em Guarujá, no litoral de São Paulo. A Polícia Civil confirmou a informação ao G1 nesta quinta-feira (28) e informou que o crime ocorreu após um homem se passar por funcionário do banco e oferecer ajuda enquanto a vítima utilizava o caixa eletrônico. Depois ele fingiu que a operação não havia sido realizada e seu comparsa teria finalizado o golpe.

    O crime ocorreu na Avenida Puglisi, Loteamento Silex. Conforme registrado no boletim de ocorrência, o idoso relatou que o suspeito utilizava um crachá parecendo ser funcionário da agência bancária e o abordou perguntando se ele precisava de ajuda. Nesse momento, o rapaz o levou para outro caixa eletrônico, no canto da agência.

    O zelador teria vítima do golpe no início do mês, mas registrou o ocorrido na delegacia apenas nesta segunda-feira (25), depois de notar o prejuízo. O estelionatário fez o idoso realizar alguns procedimentos, sendo até orientado a colocar a digital algumas vezes. Porém, o ‘falso funcionário’ informou que o terminal havia recusado a operação e o levou para outro equipamento.

    A vítima afirma, que, assim que se deslocou a outro caixa eletrônico, viu um rapaz indo ao equipamento que ele usou. Conforme relatou no registro da ocorrência, em seguida, uma funcionária da unidade apareceu e falou em voz alta para a dupla: “Vocês são funcionários do banco? Se não forem, vocês não estão autorizados a ajudar os clientes!”.

    Nesse momento, diversos clientes da agência bancária teriam dito que os dois eram ladrões, e eles fugiram do banco. O prejuízo foi notado pelo zelador ao imprimir o extrato da conta bancária e notar um saque de US$ 2.500 que ele não fez.

    Segundo a Polícia Civil, o extrato foi anexado com o prova e o valor convertido em reais equivale a R$ 10.873,27. O caso foi registrado como estelionato na Delegacia Sede de Guarujá, onde segue sendo investigado. Em nota, o banco Bradesco, onde a situação teria acontecido, afirma que vai apurar o ocorrido.

    Caso foi registrado na Delegacia Sede de Guarujá (SP) — Foto: Solange Freitas/G1

    Caso foi registrado na Delegacia Sede de Guarujá (SP) — Foto: Solange Freitas/G1



    Fonte



    Outros sites desenvolvidos pela Lima & Santana Propaganda


    Lima & Santana Propaganda