Mulheres são maioria entre o público que frequentou as edições 2019 da Bienal e da Flup | Rio de Janeiro

    0
    9

    Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

    .

    Mulheres foram a maioria entre o público que frequentou as edições 2019 da Bienal e da Festa Literária das periferias (Flup). Esse é um dos resultados descobertos por uma pesquisa feita pelo Ibope Inteligência, sob encomenda do Itau Cultural e Instituto Pró Livro, traçou um perfil dos públicos dos dois eventos.

    Segundo o levantamento, 60% do público que frequentou a Flup 2019. Na Bienal, esse número quase se repetiu – 58% das pessoas que foram ao evento eram mulheres.

    Esse é um dos números aos quais o G1 teve acesso antecipado. A pesquisa completa será divulgada às 10h desta quinta-feira (7), em uma cerimônia no Museu de Arte do Rio, na Zona Portuária.

    Em comparação com o da população em geral, o perfil dos visitantes da Bienal e da Flup diferem do perfil da população geral:

    • Na Flup 2019, os visitantes eram predominantemente negros – 46% do público total;
    • A Bienal é um evento frequentado por classes mais altas – 56% de classe B e 13% de classe A. Na Flup 2019, apenas 1% pertencia à classe A;
    • Nos dois eventos, os visitantes são mais escolarizados quando comprados à população brasileira em geral – 76% dos visitantes da Flup 2019 têm curso superior. Na Bienal 2019, esse número chega a 61%;
    • O maior parte público frequentador desses eventos é jovem – entre 18 e 24 anos.
    Museu de Arte do Rio, onde a Flup 2019 foi realizada, será o local onde os dados da pesquisa serão apresentados ao público nesta quinta-feira (7). — Foto: Alexandre Macieira/Riotur

    Museu de Arte do Rio, onde a Flup 2019 foi realizada, será o local onde os dados da pesquisa serão apresentados ao público nesta quinta-feira (7). — Foto: Alexandre Macieira/Riotur

    Em comparação com o perfil do leitor médio brasileiro, levantado pela 4ª edição da Retratos da leitura, de 2015, visitantes da Bienal do Livro 2019 e da Flup são mais engajados no hábito da leitura:

    • A média de livros lidos por visitantes dos dois eventos é mais de duas vezes maior do que a verificada entre a população em geral;
    • Noventa e sete por cento dos visitantes da Flup 2019 e 95% das pessoas que foram à Bienal 2019 são considerados leitores. Percentuais bem maiores que a média de leitores (53%) registrada pelo levantamento Retratos da leitura, de 2015;
    • Maior proporção de pessoas que afirmam gostar muito de ler (77% na Flup e 74% na Bienal) em relação ao total da população registrado pelo Retratos da Leitura (30%).

    Indicação de livros: entre os visitantes da Bienal 2019, foi verificado um papel muito relevante de amigos, professores e das mídias sociais na indicação do último livro que leram ou estão lendo.

    Interesse pela leitura: na Flup, os visitantes têm como principal motivação para se interessar pela leitura algum autor ou autora com quem se identifica.

    Segundo a pesquisa, a maioria do público que frequentou a Flup 2019 (60%) era feminino. Na Bienal, o número quase se repetiu – 58% das pessoas que estiveram no evento eram mulheres.

    O público jovem também predomina nos dois eventos: 31% dos visitantes da Flup 2019 tinham idades que variavam entre 18 e 24 anos. Na Bienal, esse percentual foi de 30% na mesma faixa etária.

    Na Flup 2019, 76% do público possuía ensino superior. Na Bienal 2019, foram 61%.

    Uma diferença muito acentuada quando se observa a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) 2017, feita pelo IBGE. Segundo esse levantamento, apenas 17% da população brasileira concluiu um curso universitário.

    Quarenta e seis por cento dos visitantes da Flup deste ano eram negros. Não há dados disponíveis sobre esse quesito na pesquisa da Bienal 2019.

    Na Flup, 68% dos visitantes eram das classes C, D e E. Já a maioria das pessoas que foram à Bienal (56%) pertenciam à classe B.

    Quando questionado se, nos últimos 12 meses, havia ido a algum outro evento literário, 64% dos visitantes da Flup afirmaram que sim. Respondendo à mesma pergunta, 20% do público que foi à Bienal disse que sim.

    Para diferenciar “leitores” e “não leitores”, a pesquisa utilizou o seguinte critério:

    Leitores – pessoas que leram pelo menos um livro nos últimos três meses, seja inteiro ou apenas partes.

    Não leitores – pessoas que não leram nenhum livro nos últimos três meses.

    Com esses critérios estabelecidos e aplicados aos dois eventos literários, o resultado foi o seguinte:

    95% das pessoas que foram à Bienal 2019 são leitores.

    97% das pessoas que foram à Flup 2019 são leitores.

    Média de livros lidos nos últimos três meses, inteiros ou em partes:

    Frequentadores da Bienal 2019: 6,6 livros.

    Frequentadores da Flup 2019: 7,9 livros.

    Setenta e quatro por cento do público que esteve na Bienal 2019 afirmou que gosta muito de ler. Na Flup 2019, esse número subiu três pontos percentuais: 77%.

    Não leitores: razões para não ler

    A quarta edição da Retratos da leitura, de 2015, mostrou que 35% das pessoas alega o fator “Falta de tempo” como principal impeditivo para ler um livro.

    A pesquisa feita sobre a Bienal 2019 e a Flup 2019 deste ano não consolida números nesse quesito, mas afirma que a falta de tempo também foi o motivo mais mencionado.

    Está lendo algum livro atualmente?

    Na Bienal 2019, 65% dos visitantes afirmaram ler algum livro atualmente. Na Flup 2019, esse percentual subiu para 74%.

    Motivo para a leitura do livro que está lendo

    • Por gosto ou interesse pessoal: 69%
    • Por motivo profissional: 14%
    • Por motivo religioso: 7%
    • Por indicação da escola: 4%
    • Para se distrair: 4%
    • Porque ganhou o livro: 2%
    • Por gosto ou interesse pessoal: 68%
    • Por motivação profissional: 18%
    • Por indicação da escola: 5%
    • Para se distrair: 3%
    • Porque ganhou o livro: 3%
    • Por motivo religioso: 2%
    A escritora britânica J. K. Rowling, autora de 'Harry Potter', foi uma das mais citadas na Bienal 2019. — Foto: Martyn Hicks, One Young WorldA escritora britânica J. K. Rowling, autora de 'Harry Potter', foi uma das mais citadas na Bienal 2019. — Foto: Martyn Hicks, One Young World

    A escritora britânica J. K. Rowling, autora de ‘Harry Potter’, foi uma das mais citadas na Bienal 2019. — Foto: Martyn Hicks, One Young World

    • J.K. Rowling
    • Augusto Cury
    • George R.R. Martin
    • Dan Brown
    • Machado de Assis
    • Stephen King
    • Graciliano Ramos
    • Zibia Gasparetto
    • Alan kardec
    • C.S. Lewis
    • J.R.R. Tolkien
    • John Green
    • Julia Quinn
    • Mark Manson
    • Friedrich Nietzsche
    • George Orwell

    45% não souberam ou não responderam o autor do último livro lido.

    Djamila Ribeiro - autora muito citada na Flup 2019. — Foto: João Thiago/DivulgaçãoDjamila Ribeiro - autora muito citada na Flup 2019. — Foto: João Thiago/Divulgação

    Djamila Ribeiro – autora muito citada na Flup 2019. — Foto: João Thiago/Divulgação

    • Djamilla Ribeiro
    • Angela Davis
    • Machado de Assis
    • Grada Kilomba e Jess Oliveira
    • Lázaro Ramos
    • Clarice Lispector
    • Augusto Cury
    • Graciliano Ramos
    • Anne Frank
    • Chimamanda Ngozi Adichie
    • José Saramago
    • Laurentino Gomes
    • Paulo Coelho
    • Stephen King
    • Ana Maria Gonçalves
    • Bell Hooks
    • Carolina Maria de Jesus
    • Conceição Evaristo
    • Frantz Fanon
    • George Orwell
    • Luiz Antônio Simas
    • Maya Angelou
    • Michel Foucault
    • Octavia E. Butler
    • Paulo Vieira
    • Yuval Noah Harari
    • Zíbia Gasparetto

    * 38% dos visitantes não souberam ou não responderam o autor do último livro lido.

    Último livro lido – mais citados

    • Bíblia
    • Diário de Anne Frank
    • Harry Potter
    • A sutil arte de ligar o f*da-se
    • A culpa é das estrelas
    • A cabana
    • As crônicas de Nárnia
    • It – A coisa
    • Mindset: a nova psicologia do sucesso

    De 1% a 3% de menções. Do total, 13% não souberam ou não responderam qual o título do último livro lido.

    • Na minha pele
    • Memórias da plantação: episódios de racismo cotidiano
    • O diário de Anne Frank
    • Quem tem medo do feminismo negro?
    • Vidas secas
    • Bíblia
    • Mulheres, raça e classe
    • A cabana
    • Um defeito de cor
    • 1984
    • Dom Casmurro
    • Pele negra, máscaras brancas
    • It – A coisa
    • Quarto de despejo – diário de uma favelada

    Livros relacionados à temática racial foram frequentes entre os mencionados pelos visitantes da Flup.

    18% dos visitantes da Flup não souberam ou não responderam qual foi o último livro lido.

    • Livros de literatura, como contos, romances ou poesia: 65%
    • Livros de outro tipo, como publicações técnicas ou profissionalizantes, biografias, sobre esportes, culinária ou outros assuntos: 63%
    • Livros didáticos, ou seja, livros utilizados nas matérias da escola ou de um curso: 59%
    • Bíblia: 37%
    • Livros religiosos, sem contar a Bíblia: 29%
    • Livros de literatura, como contos, romances ou poesia: 77%
    • Livros de outro tipo, como publicações técnicas ou profissionalizantes, biografias, sobre esportes, culinária ou outros assuntos: 74%
    • Livros didáticos, ou seja, livros utilizados nas matérias da escola ou de um curso: 60%
    • Livros religiosos, sem contar a Bíblia: 25%
    • Bíblia: 22%

    Indicação para o livro que está lendo ou para o último livro que leu

    • Amigo: 20%
    • Professor ou professora: 14%
    • Viu matérias ou textos na televisão, jornais ou revistas: 7%
    • Viu no Youtube, Instagram ou Facebook: 13%
    • Marido, esposa ou companheiro (a): 2%
    • Pai ou responsável do sexo masculino: 1%
    • Mãe ou responsável do sexo feminino: 3%
    • Filho (a), enteados (as) ou tutelados (as): 2%
    • Outros: 8%
    • Não recebeu indicação / Ninguém especial: 28%
    • Não sabe / Não respondeu: 1%
    • Amigo: 25%
    • Algum professor ou professora: 19%
    • Viu matérias ou textos na televisão, jornais ou revistas: 8%
    • Viu no Youtube, Instagram ou facebook: 5%
    • Marido, esposa ou companheiro (a): 3%
    • Pai ou responsável do sexo masculino: 2%
    • Mãe ou responsável do sexo feminino: 2%
    • Filho (a), enteados (as) ou tutelados (as): 1%
    • Outros: 3%
    • Não recebeu indicação / Ninguém especial: 30%
    • Não sabe / Não respondeu: 0%

    Como teve acesso ao livro que está lendo ou ao último livro que leu

    • Comprado em lojas físicas ou pela internet: 72%
    • Presenteado: 10%
    • Emprestado por alguém da família ou amigos: 5%
    • Livro baixado da internet: 5%
    • Emprestado por biblioteca da escola: 2%
    • Fotocopiado, xerocado ou digitalizado: 3%
    • Emprestado por biblioteca pública ou comunitária:1%
    • Emprestado em outro local: 1%
    • Não sabe / não respondeu: 1%
    • Comprado em lojas físicas ou pela internet: 62%
    • Presenteado: 15%
    • Emprestado por alguém da família ou amigos: 6%
    • Livro baixado da internet: 4%
    • Emprestado por biblioteca da escola: 4%
    • Fotocopiado, xerocado ou digitalizado: 3%
    • Emprestado por biblioteca pública ou comunitária: 3%
    • Emprestado em outro local: 2%
    • Não sabe / não respondeu: 1%
    • Total literatura: 44%
    • História, Economia, Política, Filosofia ou Ciências Sociais: 7%
    • Artes: 3%
    • Biografias: 4%
    • Bíblia: 9%
    • Ciências: 7%
    • Direito: 2%
    • Educação ou Pedagogia: 3%
    • Culinária, artesanato ou “como fazer”: 2%
    • Auto-ajuda: 4%
    • Didáticos (livros utilizados nas matérias da escola ou de um curso): 2%
    • Total literatura: 41%
    • História, Economia, Política, Filosofia ou Ciências Sociais: 17%
    • Artes: 12%
    • Biografias: 7%
    • Bíblia: 4%
    • Ciências: 4%
    • Direito: 3%
    • Educação ou Pedagogia: 3%
    • Culinária, artesanato ou “como fazer”: 2%
    • Auto-ajuda: 2%
    • Didáticos (livros utilizados nas matérias da escola ou de um curso): 2%
    • Romance: 22%
    • Contos: 9%
    • Poesia: 2%
    • Juvenis: 7%
    • Ficção: 0%
    • Infantis: 1%
    • Literatura: 3%
    • Romance: 18%
    • Contos: 10%
    • Poesia: 8%
    • Juvenis: 2%
    • Ficção: 1%
    • Infantis: 1%
    • Literatura: 1%

    Tamanho da amostra: 1 mil entrevistas.

    Margem de erro: três pontos percentuais.

    Tamanho da amostra: 600 entrevistas.

    Margem de erro: quatro pontos percentuais.



    Fonte



    Outros sites desenvolvidos pela Lima & Santana Propaganda


    Lima & Santana Propaganda