O poder do olhar com o uso da mscara – Sade

0
45

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.
(foto: StockSnap/ Pixabay )

Com a obrigatoriedade do uso da mscara por causa do poder de contgio da COVID-19, os olhos ganham papel de destaque por transmitir as emoes na nova forma de contato entre as pessoas no dia a dia. Por isso, o olhar tem sido o mais cuidado, tanto no ramo da esttica quanto clinicamente. A cirurgi plstica Cntia Mundin, membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plstica, est com a agenda lotada e com cirurgias agendadas em sequncia: “Com todos os cuidados de biossegurana, com consultas marcadas de hora em hora (antes era a cada 20 minutos) e atendimento at as 22h, a procura por intervenes cirrgicas neste perodo est enorme. Inclusive, pacientes acima de 60 anos”.

 

Ela percebe dois tipos de comportamento: aqueles que no colocam o nariz para fora de casa, nem no elevador; e quem toma os cuidados, so mais destemidos e seguem a vida com suas atividades, em todas as faixas etrias. Muitos aproveitam a quarentena para ter uma recuperao ps-operatria tranquila em casa.

Cirurgi
Cirurgi plstica Cntia Mundin diz que a procura por intervenes cirrgicas neste perodo est enorme (foto: Thyago Rodrigues/Divulgao)

Cntia Mundin confirma que aumentaram os procedimentos para os olhos: “A mscara chama a ateno para o olhar. Ento, muitos pacientes querem ter os olhos descansados e com menos ps de galinha. Tenho operado muito plpebras. Mas o campeo de pedido continua sendo o botox. H muita procura tambm para os estimuladores de colgeno, que ter o auge do efeito em 30 dias. H agendamentos para harmonizao facial e preenchimento que podem deixar um roxo, inchar um pouco e, novamente, em casa, ganham tempo de recuperao. E, se trabalham em home office, uma maquiagem resolve, disfara”.

E a busca, garante Cntia Mundin, tanto de mulheres quanto de homens, jovens e idosos. Para ela, com todos sendo obrigados a se ver mais via telas, o despertar para a imagem ficou mais forte: “Muitos pacientes no esto gostando da imagem refletida no Zoom, nas reunies por vdeo, virtuais. Eles se olham mais, se veem falando e, assim, percebem defeitos que no viam antes e que, numa selfie, por exemplo, uma imagem parada e sempre com a garantia de escolher o melhor ngulo”.

A mdica revela que h pessoas com medo da consulta presencial, mas no de passar por uma cirurgia. “Uma paciente de 16 anos no quis vir ao consultrio, receio da me, mas j definiu data da cirurgia para se recuperar a tempo do retorno das aulas presenciais.”

Para a cirurgi plstica, a deciso de agora simples e tem fora: “Vou cuidar de mim”. Para ela, existe tambm uma positividade, de no vou me abandonar, vou me acarinhar. “Quem me procura est otimista, tenho a mesma reao dos pacientes da clnica em So Paulo, tambm com horrios lotados. E bom ressaltar que esttica diferente de procedimento mdico. Fao clnica mdica, fiquei com o consultrio fechado por um ms, mas voltamos diante da demanda dos pacientes.”


A pele e a mscara

Paola Pomerantzeff, mdica dermatologista membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia. (SBD) e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatolgica (SBCD), enfatiza que deixar de usar a mscara no uma opo. No entanto, seu uso constante como proteo pode levar ao surgimento de dermatite de contato, tanto irritativa, quanto alrgica, devido aos materiais e presso exercida sobre a pele. Ainda possvel observar, segundo ela, o aparecimento de secura, vermelhido, descamao, infeces secundrias e macerao na pele, o que pode causar o agravamento de doenas preexistentes, como a dermatite atpica, roscea, psorase e dermatite seborreica. Alm do aparecimento e agravamento de quadros de acne, com a obstruo dos poros.

Agravamento que tambm ocorre com a chegada do inverno, estao mais fria e seca que, combinado ao uso constante da mscara, pode intensificar o ressecamento e a irritao da pele. A dermatologista alerta que a melhor maneira de evitar o surgimento desses problemas na pele apostar em uma rotina diria de cuidados visando manter intacta a barreira responsvel por proteger o tecido cutneo.

“Se surgirem alteraes na pele pelo uso constante da mscara, consulte seu dermatologista, consulta on-line ou presencial, para diagnstico correto e indicao do melhor tratamento”, enfatiza Paola Pomerantzeff.



Fonte



Outros sites desenvolvidos pela Lima & Santana Propaganda


Lima & Santana Propaganda