Polícia conclui que advogada e amigo do filho participaram do homicídio de fiscal em Santos | Santos e Região

    0
    69

    Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

    .

    A Polícia Civil concluiu a investigação do assassinato do servidor público Sérgio Armando Gomes Ferreira, de 56 anos, e apontou que a companheira e o amigo do filho dela participaram do crime. O filho da esposa da vítima já havia confessado participação no homicídio. Ele e o amigo foram presos temporariamente, mas a prisão foi convertida para preventiva na última semana, pelo juiz Alexandre Betini, responsável pela Vara do Júri do Foro de Santos, no litoral de São Paulo. Os três viraram réus do processo de homicídio.

    O fiscal foi encontrado dentro da casa em que vivia, localizada na Rua Delfim Morreira, no bairro Embaré, já morto e com marcas de facadas pelo corpo. Na época do crime, a companheira de Sérgio, Luciana Mauá de Almeida Marnoto, de 49 anos, disse à polícia que havia ido a casa na companhia do filho, Guilherme Marnoto de Alvarenga, de 18, e encontrou a vítima morta na sala.

    A perícia constatou que o local não tinha sinais de arrombamento, o que levantou a suspeita das autoridades, então ela e o filho passaram a ser suspeitos. O caso foi investigado pelo Setor de Homicídios da Delegacia Especializada Antissequestro (Deas) de Santos. A prisão temporária dos dois foi decretada no início de dezembro. O amigo de Guilherme, o jovem Gabriel Marraccini, também de 18 anos, foi apontado como suspeito de ter participado do homicídio e foi preso.

    Guilherme acabou confessando que teria matado Sérgio, mas isentou o colega e a mãe da participação no crime. Após pouco mais de dois meses de investigação e depois da reconstituição, a Polícia Civil concluiu que é possível que Luciana tenha induzido o filho a cometer o assassinato para receber a aposentadoria da vítima e que teria feito saques com o cartão do marido, em conspiração com o filho. Apesar disso, foi descartada a hipótese de que a mulher estivesse na cena do crime.

    Diante da apresentação do inquérito, o juiz Alexandre Betini pediu a quebra de sigilo bancário para acompanhar as movimentações de Guilherme e Luciana, e também da vítima Sérgio, nos meses de agosto, setembro, outubro e novembro. Já com relação a participação de Gabriel, foram anexadas filmagens em que mostram ele e Guilherme correndo em direção ao carro deixado nas proximidades no local do crime, com capuzes.

    Eles também foram vistos juntos em um restaurante. “Outrossim, não é crível que alguém acompanhe outrem para praticar um crime de homicídio – conforme confessado por Guilherme – e permaneça no veículo aguardando, como se fosse algo corriqueiro. As imagens em torno do restaurante mostram uma pessoa no banco do passageiro do veículo do corréu Guilherme, que, de acordo com as imagens, comparando o porte físico, a tatuagem no antebraço, concluiu a autoridade policial se tratar de Gabriel Marracini. Desta feita, em tese, há indícios de que Gabriel, de fato, concorreu para a prática do crime de homicídio contra Sérgio”, afirma o juiz na decisão proferida na última sexta-feira (14).

    Ainda na decisão, o juiz manteve Luciana em liberdade, por entender que ela cumpre com seu dever com a Justiça, quando é intimada e por manter um endereço fixo. Além disso, o juiz decretou a prisão preventiva dos dois amigos. Em contato com o advogado de Gabriel, Armando de Mattos, foi afirmado ao G1 que a defesa entrou com um pedido de habeas corpus, na manhã desta quarta-feira (19) e que seu cliente alega não ter participado do crime.

    “Ele estava no terceiro andar da casa, na área da piscina. Não ouviu nada. Quando ele desceu, viu a cena e se apavorou e falou que iria embora. Eles foram embora imediatamente”, contou Mattos. O advogado da mulher e do filho, Eugênio Malavasi, informou que entrará também com um pedido de habeas corpus, para que Guilherme responda em liberdade, já que, segundo ele, há ausência dos requisitos necessários para uma prisão preventiva.



    Fonte



    Outros sites desenvolvidos pela Lima & Santana Propaganda


    Lima & Santana Propaganda