Primeiro fundo para Startups da Baixada Santista

0
7

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

A FCJ Baixada Santista está implantando o conceito de Ventude Builder. A proposta da empresa é criar um ecossistema de projetos inovadores de negócios, apoiando principalmente startups em estágio inicial.

O objetivo principal é fomentar a criação de um ecossistema de startups em Santos e Região e implantar o conceito de Venture Builder, um modelo que compartilha recursos, como infraestrutura, marketing, jurídico, contábil, entre outros, conhecido como “Fábrica de Startup”.

São, portanto, organizações que viabilizam projetos inovadores, rompendo os modelos correntes de investimento de capital de risco, como Venture Capital, Aceleradoras e Incubadoras.

“São investimentos para gerar tecnologia e inovação. É investir no futuro. A grande diferença deste modelo em relação aos outros é que o foco está nas chamadas startups ´early stage`, aquelas que não são atendidas pelos investidores anjo – pessoas físicas ou jurídicas que fazem investimentos com seu próprio capital em empresas nascentes com um alto potencial de crescimento”, explica Santiago Carballo, COO da FCJ Baixada Santista.

Nesta primeira etapa, a FCJ Baixada Santista está captando recursos com investidores locais para o criar o fundo. A expectativa inicial é de captar cerca de R$4 milhões para que, nos próximos três anos, cerca de 30 startups passem por processo de incubação e aceleração. “No futuro pretendemos que o número de projetos inovadores passe de 100, consolidando o ecossistema de startups na região”, acrescenta Carballo.

Nova economia

Uma região que tem um dos maiores PIBs do Brasil, mais de dois milhões de habitantes, e uma economia variada que abrange turismo, indústria, serviços e petróleo apresenta um grande potencial, aponta Thomaz Neto, santista, que após oito anos fora atuando no segmento de startups e inovação, retorna à cidade como CEO da FCJ Baixada Santista.

“Santos e região têm um enorme potencial, pois o ecossistema local de startups ainda é embrionário. Há oportunidades para a nova economia nas mais variadas vertentes pois ainda temos negócios tradicionais e enraizados em velhos costumes. Nosso foco é de que os investidores, tanto quanto as startups, sejam locais para que consolidemos um ecossistema”, explica Thomaz.

Os investidores interessados em conhecer o projeto podem acessar o site clicando aqui 

A FCJ faz parte da Venture Builder, holding pioneira no segmento de negócios com a StartSe e ambientes de inovação, além de estar a frente da Startup Cup, o primeiro campeonato esportivo para o ecossistema de inovação do Brasil.


Siga o nosso instagram e tenha dicas diárias de turismo, lazer e gastronomia na Baixada Santista – @revistanove



Fonte



Outros sites desenvolvidos pela Lima & Santana Propaganda


Lima & Santana Propaganda