saiba tudo sobre essa área de atuação

0
45

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

A Biomedicina Estética foi aprovada como uma nova área na Biomedicina em 10 de outubro de 2010, no XII Congresso Brasileiro de Biomedicina. A partir disso, os biomédicos adquiriram o direito de exercer competências biomédicas na área da estética, como é o caso dos procedimentos injetáveis (o popular Botox) e outros tratamentos estéticos. 

Os biomédicos não são os únicos profissionais da saúde que atuam na área de estética. Os graduados em Biologia, Enfermagem, Medicina, Farmácia, Odontologia, Psicologia, Nutrição e Fisioterapia também podem aproveitar esse mercado. 

O setor de beleza não para de crescer e os biomédicos podem pegar carona nesse sucesso. De acordo com um levantamento feito pelo Sebrae, o crescimento anual deste mercado é de 10%. A procura por procedimentos estéticos também aumentou entre os homens e tornou a área ainda mais atrativa. 

A habilitação do biomédico em estética representa um triunfo para os profissionais da área. A estética é uma novidade que permite acompanhar o crescimento do setor de beleza mundial, promovendo soluções estéticas faciais e corporais, uma vez que a necessidade de se dispor de um padrão estético é uma condição que se torna indispensável, trazendo benefícios no que diz respeito à saúde, à convivência, às oportunidades e ao conforto

Ao longo de quatro anos, o biomédico estuda exaustivamente disciplinas como Fisiologia Humana, Microbiologia, Patologia, Farmacologia, Citologia, Imunologia, Biotecnologia, Saúde Coletiva e Bioquímica. Ele também aprende um pouco sobre Biologia Estética, mas o aprofundamento só é possível através do estágio ou da pós-graduação. O ensino ocorre com aulas teóricas e atividades práticas em laboratórios.

O que é Biomedicina Estética?

O biomédico esteta tem o papel de promover cuidados de beleza, saúde e bem-estar ao paciente. Ele está habilitado para realizar procedimentos estéticos não invasivos e não cirúrgicos, reconhecimentos pelo Conselho Federal de Biomedicina (CFBM).

Os profissionais que trabalham com Biomedicina Estética são capacitados para desenvolver os procedimentos que melhoram a aparência dos pacientes. As técnicas autorizadas constam nas resoluções do CFBM. 

O biomédico esteta pode realizar diversas técnicas na sua clínica, que estão classificadas nos seguintes grupos: Eletroterapia, Laserterapia, Radiofrequência Estética, Cosmetologia, Peelings químicos e Mecânicos, Carboxiterapia e Intradermoterapia.

A rotina de trabalho do biomédico esteta envolve a aplicação de diversas soluções estéticas faciais e corporais, sem perder de vista os cuidados com a saúde. 

O papel do biomédico é propor soluções para corrigir disfunções estéticas, como estrias, gordura localizada, cicatrizes de acnes, rugas, flacidez, entre outras condições que resultam na guerra com o espelho.

O profissional geralmente faz uma consulta estética com o paciente, define a estratégia de tratamento, executa o procedimento e acompanha o avanço do quadro. Além disso, ele também tem condições de dar treinamentos técnicos sobre os procedimentos e o uso dos equipamentos médicos. 

Qual a diferença entre biomédico esteta e esteticista? 

Os biomédicos estetas fazem os procedimentos que os esteticistas não fazem, como preenchimento e o uso de laser de alta potência. Por outro lado, os esteticistas estão habilitados a aplicar técnicas convencionais da área de estética (que são tidas como básicas), como é o caso de drenagens, limpeza de pele e massagens. 

O biomédico e o esteticista trabalham em parceria, sem um invadir a área do outro. Nas clínicas, por exemplo, o esteticista realiza uma limpeza de pele no cliente e, posteriormente, o biomédico esteta aplica um peeling. Quando o biomédico aplica uma enzima, o esteticista faz uma drenagem. 

Atividades do biomédico esteta

  • Avaliação estética: investiga as condições dermatológicas, fisiológicas e dermatológicas do paciente. Além disso, também identifica as disfunções estéticas existentes. Geralmente é feito o registro fotográfico para que seja possível acompanhar a evolução do tratamento. 
  • Execução da técnica: manipula os equipamentos de medicina estética, como laser e injeções, em busca dos melhores resultados estéticos. 

Quais são os requisitos para atuar nessa área?

Há três formas de adquirir os requisitos necessários para trabalhar na área de Biomedicina Estética. São eles:

Estágio

Durante a faculdade de Biomedicina, o aluno faz um estágio extracurricular de 500 horas numa clínica de biomedicina estética para obter a segunda habilitação.

Pós-graduação

Após concluir o bacharelado, o recém-formado deve fazer uma especialização em Biomedicina Estética para aprender sobre as atividades que um biomédico esteta desenvolve e se preparar para os desafios do mercado de trabalho. A duração é de 12 meses. O certificado da pós deve ser apresentado ao Conselho para garantir a habilitação. 

A pós-graduação em Biomedicina Estética (lato sensu) é uma das melhores formas de se qualificar para a função. O curso, com carga horária superior a 500 horas, mostra o passo a passo de procedimentos como carboxiterapia, intradermoterapia, preenchimento com toxina botulínica, entre outras técnicas.

A grade curricular da especialização na área de Biologia Estética aborda temas como avaliação estética, ozonioterapia, cosmetologia, peelings, procedimentos injetáveis, envelhecimento, complicações estéticas, protocolos clínicos, entre outros. 

Antes de escolher um curso, é muito importante verificar se ele é reconhecido pelo MEC. 

Prova de título

O biomédico pode prestar uma prova de títulos da Associação Brasileira de Biomedicina (ABBM), que ocorre uma vez por ano nos congressos de Biomedicina Estética. 

Para ter um bom desempenho no exame, o profissional deve conhecer tudo sobre a área e os procedimentos. A prova confere o título de especialista. 

Mercado de biomedicina estética

Clínicas, consultórios e redes de franquias contratam o biomédico esteta. O profissional também pode, após conseguir o título de especialista, abrir o seu próprio negócio para atender os pacientes. Outra possibilidade é desenvolver pesquisas e contribuir com a criação de novos procedimentos. 

A ascensão de uma nova classe média aumentou a procura por procedimentos estéticos. Entre as técnicas em alta, estão fotorejuvenescimento facial, depilação a laser, lipo sem cirurgia, lifting facial e corporal e harmonização facial. 

Quanto ganha o biomédico esteta?

De acordo com a plataforma Vagas.com, um dos maiores acervos de vagas de emprego do Brasil, a média salarial do biomédico esteta é de R$ 2.614,00. Com o avançar da carreira, o salário pode subir para R$4 mil ou R$5 mil reais. 

A Biomedicina Estética é uma das áreas mais rentáveis para o biomédico, especialmente quando ele resolve empreender e monta a própria clínica.

Existe uma discussão sobre a realização de procedimentos estéticos invasivos por biomédicos. Muitos médicos alegam que esses profissionais não estão preparados para lidar com as complicações que o paciente pode apresentar. No vídeo abaixo, a Dra. Ana Carolina Puga fala sobre o assunto e defende sua classe de profissionais:

A biomedicina estética é uma área promissora, que aproveitou uma fatia do mercado de beleza que foi pouco explorada pela Medicina Estética. Por esse motivo, o biomédico esteta tem boas chances de construir uma carreira de sucesso.

Asse mais informações sobre a área no site da Sociedade Brasileira de Biomedicina Estética.

Isabella MorettiFormada em Publicidade e Propaganda, pós-graduada em Gestão da Comunicação em Mídias Digitais. É também empresária e CEO & Founder do ViaCarreira.



Fonte



Outros sites desenvolvidos pela Lima & Santana Propaganda


Lima & Santana Propaganda