Tati Minerato relembra sufoco após procedimento estético: ”Muita dor e agonia”

0
50

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

Ao se submeter a um procedimento estético invasivo, a ideia de Tati Minerato, 32 anos, era trocar suas próteses de silicone e remodelar as curvas. Dias depois, porém, as notícias não eram boas: febre alta, processo inflamatório e risco de infecção generalizada. “Foram tempos de muita dor, febre, inchaço e agonia”, relembra ela, que precisou ficar internada por 11 dias

Desde o início, a loira recebeu o amparo da mãe, Regina Minerato, 58 anos. “É a mulher mais incrível desse planeta”, elogia. Após o susto e ainda em processo de recuperação, confessa o aprendizado. “Pode parecer clichê dizer, mas estética não é tudo”, declara.

BUSCA PELO IDEAL 

Vaidosa e sempre atenta aos cuidados com o corpo e boa forma, Tati Minerato é o tipo de mulher que não teme intervenções estéticas. Sua primeira cirurgia foi há dez anos, quando colocou próteses de silicone. “Eram 500 ml”, detalha. Já em 2018, optou por uma rinoplastia. Desta vez, seu objetivo era trocar as próteses antigas por um tamanho um pouco maior e aproveitar para se livrar de algumas “gordurinhas excedentes”. 

“Já tinha marcado a cirurgia para trocar minhas próteses de silicone e, por isso, aproveitei para fazer uma microlipo”, explica ela sobre o procedimento invasivo. Tudo corria bem até que, alguns dias depois, manchas vermelhas começaram a aparecer em seu corpo e ela teve febre alta, na faixa dos 39 ºC. 

“Ninguém soube explicar, de fato, o que aconteceu. Alguns dias após a cirurgia, teve início um processo inflamatório que evoluiu para uma infecção. Tentei conter com medicação oral, mas não adiantou e, com o passar dos dias, o quadro foi se agravando cada vez mais. Um processo muito doloroso, com perigo de sepse e internação em UTI”, relembra Tati, que ficou internada no Hospital Ipiranga, na zona sul da capital paulista. 

Durante um tempo, ela chegou a ser apontada como uma das participantes da próxima edição de A Fazenda, reality show da RecordTV com estreia da nova temporada prevista para setembro, e teria encarado o procedimento por estar motivada à nova empreitada nas telinhas. 

No entanto, Tati esclarece a informação e abre o jogo sobre seu futuro profissional. “Não vou participar do reality”, afirma. Ainda em processo de recuperação, ela segue sob cuidados médicos. “Estou bem melhor. Tomo algumas medicações e faço sessões diárias de câmera hiperbárica, indicada para cicatrização”, conta.

MEDO E ARREPENDIMENTO 

Ciente de seus riscos, a modelo temeu a morte enquanto esteve internada. “A todo momento tive medo. Foram dias de muita dor, febre, inchaço e agonia. Temia as complicações”, entrega ela, sem esconder que, se pudesse voltar atrás, não teria se submetido ao procedimento. 

“Me arrependo, mas, infelizmente, não podemos prever o futuro. Não esperava que tudo isso fosse acontecer. Ao fazer uma cirurgia estética depositamos muita expectativa e, quando não sai como o esperado, é muito frustrante”, diz. 

Em todo momento, seu apoio foi a mãe, Regina, que também é sua empresária. A parceria entre as duas é evidente. “Ela é tudo para mim. Esteve comigo desde a primeira consulta e já puxou minha orelha, falou para eu não inventar de fazer mais nada”, revela, aos risos.


Com a mãe, Regina, deixando o hospital após 11 dias de internação, no início de junho. ​(Foto: Thiago Duran / AGNews)

APRENDIZADO 

Após o susto, a bela fez uma publicação em agradecimento à equipe médica que a amparou. “Graças a Deus, com muita fé, uma equipe excelente e muito profissional do Hospital Ipiranga, saímos dessa! Sim, vencemos. Não era corona, mas foi algo terrível, só quem viveu sabe. A toda a equipe que cuidou de mim, gratidão eterna”, publicou. 

Embora tudo tenha acontecido da forma que não planejou, Tati garante que o trauma lhe deixou grandes lições. “Pode parecer clichê, mas aprendi que estética não é tudo. Muitas das coisas que nos incomodam estão somente em nossa cabeça. Às vezes, o que temos de diferente é o que é mais bonito em nós”, declara.

EM QUARENTENA 

Seguindo à risca as medidas de segurança e proteção ao novo coronavírus, Tati diz tentar se distrair enquanto se recupera em casa. “No início, antes de minha cirurgia, procurei manter uma rotina leve de exercícios e caminhadas. Moro em um condomínio com uma grande área verde e que me permite fazer isso tomando todos os cuidados e evitando aglomerações”, conta. 

Com tempo livre, agora ela aproveita o período para estudar inglês e culinária. “Tenho lido bastante e feito cursos on-line. Ainda quero me aventurar na cozinha”, diz, aos risos. 

Acostumada com uma rotina bastante agitada, repleta de shows e eventos VIP, ela não vê a hora de poder sair às ruas novamente, livre de riscos. “Sinto falta da minha antiga rotina, da agitação do dia a dia e de andar sem medo e preocupação de pegar um vírus”, confessa. 

Para quando tudo isso passar, Tati sabe que terá diversos motivos para comemorar. “Quero encontrar meus amigos, festejar e brindar à vida”, adianta. 

FELIZ E EM PAZ 

Após um ano e três meses do fim do casamento com o empresário Marcelo Rocha, 41 anos, também conhecido como Marcelo Galático, a bela garante estar em boa fase consigo mesma. “No momento estou feliz”, resume, sem definir seu status atual de relacionamento. Tati e Marcelo ficaram juntos por dez anos e venceram a terceira edição do Power Couple Brasil, reality show de casais da RecordTV, em 2018. 

Eles haviam oficializado a união após deixarem o programa. O casamento durou apenas três meses. Quando questionada sobre subir ao altar novamente, Tati se mostra bastante positiva e entrega a vontade de se vestir de noiva outra vez, mas não tem pressa. “Tenho vontade, sim, mas tudo no seu tempo”, diz, aos risos. 


Último acesso: 10 Jul 2020 – 17:35:07 (1116362).



Fonte



Outros sites desenvolvidos pela Lima & Santana Propaganda


Lima & Santana Propaganda