Vereadores vetam projeto de lei que proíbe embutidos na merenda em Praia Grande | Santos e Região

    0
    17

    Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

    .

    Vereadores de Praia Grande, no litoral de São Paulo, vetaram um projeto de lei que visa proibir a oferta de alimentos processados, como embutidos, na merenda de alunos da rede municipal de ensino. A proposta foi aprovada em primeira votação, mas acabou vetada durante a segunda discussão, realizada nesta terça-feira (22).

    O Projeto de Lei Nº 55/2020, de autoria do vereador Alexandre Correa Comin (PTB), o Delegado Comin, tem o objetivo de proibir a distribuição de alimentos como salsichas, mortadelas e linguiças nas merendas aos alunos de escolas municipais de Praia Grande.

    Como justificativa, o vereador afirma que a proposta tem o objetivo de promover uma alimentação mais saudável aos estudantes, além de que a medida foi bem sucedida quando implementada na cidade de São Paulo, bem como no Estado da Paraíba e no Distrito Federal.

    Vereadores vetam projeto de lei para proibição de embutidos na merenda da rede pública de Praia Grande — Foto: Divulgação/Câmara de Praia Grande

    A proposta foi apresentada aos parlamentares em 1º de setembro e, após passar por análise das comissões internas, foi levada à primeira votação em sessão realizada no dia 15 de setembro. Na ocasião, o projeto foi aprovado por treze votos favoráveis e uma abstenção.

    No entanto, na sessão realizada nesta terça-feira, a proposta recebeu sete votos favoráveis e nove votos contrários. Dentre os vereadores que votaram contra o projeto estão Hugolino Alves Ribeiro (PSDB), João Correa Alves Neto (PSDB), Leandro Avelino (PSDB), Marco Antônio de Souza (PSDB) e Natanael Vieira de Oliveira (PSDB).

    Os parlamentares Dimas Antônio Gonçalves (PSDB), Marcelino Santos Gomes (PSDB), Roberto de Andrade e Silva (PSDB) e Sergio Luiz Schiano de Souza (PSDB) também votaram contra a propositura. A votação também teve três abstenções. Com o veto, o projeto foi arquivado na Câmara.



    Fonte



    Outros sites desenvolvidos pela Lima & Santana Propaganda


    Lima & Santana Propaganda