Voc sabe quais os tipos de anestesia existem? – ltimas Notcias – Sade

0
15

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.
Todo mundo j ouviu muitas coisas sobre a anestesia, mas o que ela realmente? Quais devem ser os cuidados do paciente aps se submeter ao uso de anestsicos? Quais as contraindicaes?

Para sanar essas dvidas, a reportagem do Bonde conversou com o mdico anestesista do Hospital Evanglico de Londrina, Oziel Torresin de Oliveira, que destacou entre todos os questionamentos a evoluo do medicamento e as novas tecnologias que possibilitaram a anestesia perder os antigos efeitos colaterais, como o vomito e a dor de cabea, que incomodava muito os pacientes no ps cirrgico.



“A evoluo da tecnologia nas agulhas possibilitou que os 30% a 40% dos pacientes que eram submetidos a uma raquianestesia e sofriam com nuseas e cefaleia no sofram tanto com esses efeitos colaterais como acontecia no passado. Essa incidncia praticamente inexistente, principalmente entre as gestantes, graas a evoluo da tecnologia do medicamento e tambm de uma nova agulha da peridural, destaca Oliveira.

So trs tipos de anestesia que so aplicadas nos pacientes, cada uma delas depende do tipo de cirurgia ao qual ele ser submetido. A primeira a geral, usada em grandes cirurgias. A segunda a de bloqueios regionais, a raquianestesia, que retira a sensibilidade da parte inferior do abdmen e dos membros inferiores e a peridural. A terceira a local, usada em pequenas cirurgias.

O mdico ressalta que no existe contraindicao a anestesia, mas que existem tcnicas para serem aplicadas em cada caso. “Existem tcnicas anestsicas que so aplicadas dependendo do tipo de cirurgia que ser feita e tambm o quadro clnico do paciente, sempre pensando na segurana e bem-estar. Hoje em dia existe um monitoramento cerebral do paciente durante o processo de aplicao da anestesia, por tanto rarssimo algum vir a bito por conta da medicao.

Os cuidados para o ps-operatrio, segundo Oliveira, devem ser orientados pelo mdico que realizou o procedimento cirrgico, pois a parte anestsica no interfere na recuperao.

(*Sob superviso de Fernanda Circhia)

Rodolfo Salloum – Estagirio*




Fonte



Outros sites desenvolvidos pela Lima & Santana Propaganda


Lima & Santana Propaganda