5 Mitos e verdades sobre a abdominoplastia | O universo da cirurgia plástica

0
39

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

A abdominoplastia é uma cirurgia que tem como principal objetivo, a remoção de excessos de pele e gordura da região abdominal (médio e baixo-ventre), pode remover também, estrias localizadas nesta região.

Esse procedimento é muito procurado por mulheres que já passaram por uma ou mais gestações, pessoas que fizeram cirurgia bariátrica ou perderam uma quantidade considerável de gordura, e por isso, tem um excesso de pele acumulado.

Existem 3 tipos de procedimentos diferentes, para realizar a abdominoplastia: a convencional ou clássica, a mini abdominoplastia, e a circunferencial também conhecida como belt. A duração da cirurgia e o tamanho do corte, podem variar, de acordo com o tipo de abdominoplastia que será realizada.

É necessário consultar um especialista para entender melhor as diferenças de cada tipo de abdominoplastia. Ele poderá tirar suas dúvidas, e indicar qual procedimento é o melhor para a sua necessidade. Contudo, muitas pessoas têm diversas dúvidas de como é feita a cirurgia, por isso, separamos alguns mitos e verdades sobre esse procedimento que você precisa saber.

1.A abdominoplastia pode ser realizada quantas vezes o paciente quiser! Mito.

Geralmente, essa cirurgia é realizada apenas uma vez, por ser um procedimento bem invasivo e um tanto complexo. No entanto, existem casos onde é possível realizar uma abdominoplastia, se por exemplo, após alguns anos da operação o paciente tiver um acúmulo de gordura ou pele considerável na região, pode-se realizar uma nova cirurgia – mas com um espaço de tempo maior que outro tipos de procedimentos.

2.Todo mundo que faz abdominoplastia fica com um “tanquinho”. Mito.

Engana-se quem acha que a abdominoplastia é uma cirurgia para perder gordura de forma rápida. Os resultados podem variar muito, para cada pessoa, de acordo com o seu biotipo. Ficar com o efeito “tanquinho” depois da cirurgia, pode acontecer, mas depende da rotina de exercícios e genética do paciente, não é parte do resultado de toda abdominoplastia, isso pode variar.

3.Posso associar outras cirurgias junto com a abdominoplastia? Verdade.

Sim, você pode combinar outros procedimentos no mesmo ato cirúrgico, mas é importante lembrar que, isso pode variar de acordo com o estado de saúde de cada paciente, e qual será o outro procedimento combinado. É bem comum, pacientes combinarem a abdominoplastia com outras cirurgias, como mastopexia, lipoaspiração, mamoplastia entre outras. Consulte o seu cirurgião plástico para tirar suas dúvidas, ele pedirá exames para poder avaliar se é seguro realizar as cirurgias.

4.Mulheres que acabaram de passar por uma gestação, já podem optar por esse procedimento. Depende.

Há diversos motivos pelos quais não é recomendado fazer a abdominoplastia, logo em seguida ao período pós-parto. Quando a mulher acaba de passar por uma gestação, os hormônios do seu corpo estão oscilando muito, isso pode prejudicar o seu sistema imunológico, deixando ela mais sensível, então a cirurgia pode ser perigosa. Esses hormônios podem trazer também, problemas de cicatrização, como marcas e quelóides.

Mas fiquem calmas mamães! Não será necessário esperar tanto tempo para fazer a sua abdominoplastia. A grande maioria dos cirurgiões, recomendam fazer a cirurgia em pelo menos 6 meses após o parto. É claro que será necessário avaliar cada caso, e fazer exames para entender o estado de saúde da paciente, para somente então, realizar a cirurgia.

5.Posso perder o resultado da abdominoplastia se engravidar? Verdade.

Vamos relembrar, em quais casos a abdominoplastia é recomendada: em casos de excesso de pele e gordura na região do abdômen e principalmente na região inferior. Após a gestação, a mulher acaba adquirindo a diástase, que é o afastamento dos músculos (aqueles gominhos) e do tecido conjuntivo, sendo a principal causa da flacidez na região do abdômen.

Na abdominoplastia, é feita a retirada desse excesso de pele e gordura, e também é realizada na maior parte das vezes, a costura dessa musculatura que está flácida, para deixar o abdômen mais acinturado. Então, passando por uma gravidez após a cirurgia, terá uma força do útero crescendo nessa parede abdominal que foi recém costurada.

Por isso, é possível sim que a paciente perca o resultado da abdominoplastia. Podem surgir novas estrias, flacidez e excesso de pele, que eventualmente, será necessário uma nova cirurgia após a gestação. É claro que isso tudo não é uma regra, vai depender muito do corpo da paciente, mas é sempre muito importante optar por uma abdominoplastia depois que tiver filhos e sempre se atentar em como manter os resultados da abdominoplastia.

Não se preocupe! Isso não é incomum de acontecer. Apenas tome todos os cuidados normais da gestação, acompanhe o processo com um bom médico obstetra, a abdominoplastia não traz risco algum para a saúde do seu bebê. A gestão em si tem seus riscos, mas nenhum que seja consequência da abdominoplastia realizada antes da gravidez.

Depois do parto e após o período de amamentação, marque uma consulta novamente com o seu cirurgião plástico, para ele avaliar se será necessário realmente uma cirurgia de revisão. Mas lembre-se, de sempre tomar o cuidado no pós-operatório da abdominoplastia para não engravidar, pois dessa forma você terá um bom resultado por um tempo muito maior, sem precisar de uma nova cirurgia.

Existem diversos mitos e verdades acerca da cirurgia de abdominoplastia, e muitas vezes os pacientes ficam confusos diante do excesso de informações que veem nas redes sociais, grupos etc. Mas é muito importante ressaltar, a importância de escolher um médico especialista, para se sentir seguro antes do procedimento e sem nenhuma dúvida.

Ficou com alguma dúvida? Entre em contato conosco, agende sua consulta e venha nos visitar!

Dr. Romão Zeki Youssef | CRM: 15.720



Fonte