6 Alimentos relacionados ao Câncer e como substitui-los; Veja!

0
169

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

Que qualidade de vida e alimentação andam juntas não é novidade pra ninguém.

O estilo de vida moderna acomete má atividades como sedentarismo, exposição sem proteção aos raios ultravioletas do sol, fumo, consumo excessivo de bebidas alcoólicas e má alimentação e, por isso, em algum momento da vida, é muito comum que doenças apareçam.

Segundo o Ministério da Saúde, o câncer chama atenção com seu rápido crescimento entre a população. A doença é a terceira no ranking das que mais matam no mundo, atrás apenas das doenças do coração e sistema circulatório.

Dados do Fundo Mundial de Pesquisa sobre o Câncer, revelam que sua incidência tende a crescer 58% no mundo nos próximos 15 anos. A doença, em grande parte das vezes, pode estar ligada a alimentação.

Alimentos ultraprocessados, como aqueles prontos para consumo ou prontos para aquecer, e bebidas açucaradas podem ser fatores de risco capazes de ocasionar a doença.

Assim, é necessário adotar uma dieta saudável, de modo a reduzir a ingestão de comidas e bebidas relacionadas ao câncer e substituí-las de forma saudável.

Dentro dessa perspetiva, Michele Samora, chefe da residência de oncologia clínica da Escola Paulista de Medicina da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo) e Georgia Bentes, coordenadora de nutrição na Oncologistas Associados – RJ e nutricionista da SBOC (Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica), explicam a seguir quais são esses alimentos e como eles podem ser substituídos de forma saudável.

1
Carnes processadas

Carnes processadas como bacon, salsicha e linguiça sempre tiveram um rótulo negativo.

De acordo com relatório da OMS, a ingestão diária de 50 gramas de carne processada, o que equivale a menos de duas fatias de bacon, aumenta em 18% o risco de desenvolver câncer no intestino, estômago e reto.

Isso porque essas carnes possuem aditivos químicos, principalmente nitrato e nitrito substâncias usadas com o objetivo de prolongar sua validade ou realçar seu sabor.

Como substituir: É possível usar como alternativa para esse tipo de carne, carnes feitas em casa e preparadas para consumo semelhante (fatiadas, cortadas em cubos, desfiadas etc.).

2
Legumes em conserva

Palmitos, cebolinhas, pepinos e legumes em conserva são práticos por durarem mais, mas, para isso, carregam uma quantidade excessiva de sódio.

Essa substância em grande proporção causa alterações na mucosa gástrica e tornam o estômago mais vulnerável a lesões ao desenvolvimento de tumores.

Caso seja a única opção para consumo, prefira sempre versões com a menor quantidade de adição de açúcar.

Como substituir: pelos mesmos alimentos in natura e preparados de forma caseira com azeite, vinagre e temperos variados

3
Alimentos industrializados com uso de conservantes

Alimentos industrializados levam uma grande carga de conservantes, para que possam durar mais.

Sua composição é baseada em sódio e substâncias químicas que podem lesionar a mucosa gástrica e levar ao câncer de estômago. Desse modo, é recomendável que esse tipo de alimento seja evitado.

Como substituir: Cereais, biscoitos, massas e demais alimentos frescos e integrais ou que não apresentem tantas substâncias química em sua composição são uma boa alternativa.

4
Frutas, verduras e legumes tratados com excesso de agrotóxicos

O agrotóxico é usado para eliminar fungos e pequenos insetos que possam prejudicar uma lavoura. Todavia, estes podem ter efeitos maléficos no organismo do ser humano.

Essa substância age nas células humanas, podendo ocasionar o desenvolvimento de câncer de próstata e de bexiga, além de leucemia, linfoma não-Hodgkin e mieloma múltiplo.

O risco existe no momento em que há o consumo repetitivo e acumulado de alimentos com esses produtos químicos. Por isso, seu uso é regulado por agências como a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

Como substituir: opte por produtores com uso de agrotóxicos regulado certificadamente, ou não os consuma, optando por frutas e legumes com cascas mais grossas (como melancia, melão e abóbora), capazes de proteger seu interior contra a entrada dos agrotóxicos.

5
Refrigerantes sem açúcar

Apesar de não terem açúcar, os “refrigerantes zero” são abundantes em sódio e adoçantes, não possuindo valor nutricional.

Para manter um aspecto agradável, sua composição leva adoçantes artificiais (os edulcorantes), os quais são potencialmente cancerígenos, segundo o Inca.

Esse tipo de bebida causam mucosas internas suscetíveis a alterações celulares que aumentam o risco de desenvolvimento de câncer.

Como substituir: por água ou sucos naturais.

6
Carnes bem passadas demais, com crosta dura ao redor

Carnes bem passadas, com um aspecto duro ao redor aumentam o risco de câncer de intestino.

Para que a carne chegue até esse ponto, ao seu redor são produzidos alcatrão e aminas heterocíclicas, substâncias relacionadas ao câncer.

O bife pode estar bem passado, só é importante não passar do ponto, sugerem indicações do Inca.

Como substituir: por carne, no máximo, bem passada, sem crosta ao redor.

Veja também: As Doenças Que Mais Matam No Mundo



Fonte



Outros sites desenvolvidos pela Lima & Santana Propaganda


Lima & Santana Propaganda