8 novidades em procedimentos faciais para rejuvenescer

0
12

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

Foto: Arquivo Harper’s Bazaar

Novidade é o que não falta no setor da beleza e estética. A cada ano, devido ao avanço das tecnologias e das pesquisas na área, surgem tratamentos mais rápidos, com melhores resultados e menos invasivos para tratar as mais diversas alterações que podem interferir na boa aparência da pele, causando grande desconforto estético na maioria das pessoas, como flacidez, manchas, rugas e estrias.

Com tantas novidades, fica até difícil acompanhar tudo o que há de novo quando o assunto é procedimento estético. Então, para te ajudar a ficar por dentro desse mundo de novidades, reunimos um time de especialistas no assunto para apontar o que é tendência no tratamento da pele facial e corporal.

Combinação de injetáveis

A associação entre a hidroxiapatita de cálcio e o ácido hialurônico é uma das novidades para quem deseja rejuvenescer o rosto. “Enquanto a hidroxiapatita de cálcio atua como um bioestimulador, gerando uma inflamação controlada na pele que estimula a produção de novas fibras de colágeno, o ácido hialurônico promove hidratação, sustentação e preenchimento do tecido, o que resulta em maior firmeza e redução na aparência de rugas e linhas de expressão”, afirma o Dr. Daniel Cassiano, dermatologista da Clínica GRU Saúde e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Dessa forma, a combinação das duas substâncias em uma mesma seringa potencializa os resultados alcançados em uma única sessão.

Nano Fat

O Nano Fat é um procedimento que visa a melhorar o aspecto geral da pele por meio da injeção de pequenas partículas de gordura no tecido cutâneo. “No procedimento, utiliza-se da lipoaspiração para retirar uma pequena quantidade de gordura do próprio paciente, que é então transformada em partículas menores para ser novamente injetada na pele. Apesar de não conferir volume ou preenchimento, visto que as partículas de gordura são muito pequenas, a melhora no aspecto da pele proporcionada pelo procedimento ocorre devido à presença de células-tronco na gordura, que promovem uma potente regeneração dos tecidos da região tratada”, diz o Dr. Paolo Rubez, cirurgião plástico, membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e da Sociedade Americana de Cirurgia Plástica (ASPS).

Realizado sob o efeito de anestesia local, o procedimento é feito em apenas uma sessão e não possui downtime, permitindo que o paciente retorne às atividades normalmente. No entanto, a aplicação de fotoprotetor é indispensável e atividades físicas só podem ser realizadas após sete dias.

Fios de PDO

Os fios lisos e espiculados de polidioxanona também são uma nova alternativa para combater os sinais do envelhecimento. “Enquanto os fios lisos são ideais para combater a flacidez das pálpebras inferiores em pacientes mais jovens, visto que, ao serem colocados embaixo da pele, são absorvidos pelo organismo e provocam uma pequena inflamação que estimula a neocolagênese, os fios espiculados promovem, além do estímulo do colágeno, uma tração da pele, conferindo efeito lifting, podendo também serem usados para levantar o olhar, por exemplo”, diz Cassiano.

Preenchimento com ácido hialurônico para aumento dos seios

Alternativa ao implante de próteses de silicone definitivas, o preenchedor injetável de ácido hialurônico, comumente utilizado para tratar os sinais de envelhecimento da face, pode ser aplicado nos seios para torná-los maiores. “Realizado por um cirurgião plástico sob o efeito de anestesia local, não havendo necessidade de internação, o procedimento consiste na aplicação de ácido hialurônico por meio de uma cânula para aumentar o volume dos seios. Rápido e com downtime mínimo, os resultados podem ser vistos logo após o procedimento, mas não são definitivos, já que, por ser uma substância naturalmente produzida pelo organismo, o ácido hialurônico é reabsorvido após cerca de 18 meses. Dessa forma, o procedimento é ideal para mulheres que desejam um aumento sutil no tamanho dos seios ou ainda não se decidiram pela realização do implante de próteses definitivas”, destaca o Dr. Mário Farinazzo, cirurgião plástico membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP).

Microagulhamento robótico

Semelhante ao microagulhamento convencional, o microagulhamento robótico consiste na inserção mecânica de pequenas agulhas na pele que provocam uma lesão controlada e, ao atingirem certa profundidade, emitem radiofrequência, causando retração e aquecimento da pele para estimular a reorganização das fibras de colágeno.

“Realizado sob o efeito de anestesia tópica, o procedimento, geralmente, dura de 30 minutos a 60 minutos, sendo que uma ou duas sessões são suficientes para alcançar resultados satisfatórios.

Indicado para o tratamento de estrias, cicatrizes de acne, melasma, queda capilar e melhora da firmeza da pele, o microagulhamento robótico não possui downtime, mas a fotoproteção é necessária e a prática de atividade física deve ser suspensa por dois dias. No entanto, o procedimento é contraindicado para pacientes que utilizam anticoagulantes ou sofrem com dermatites e infecções ativas no local a ser tratado”, ressalta o especialista.

Litlift

O Litlift consiste na aplicação estratégica de preenchedores e neuromoduladores injetáveis em uma sessão de, no máximo, 30 minutos para rejuvenescer e melhorar a aparência global da face. “A toxina botulínica é um neuromodulador capaz de paralisar a musculatura, diminuindo rugas de expressão, e apresentar excelentes resultados, podendo ser utilizado em diversas áreas da face. Já o preenchimento com ácido hialurônico é capaz de conferir volume e hidratação ao rosto, sendo indicado para combater os sinais da idade, como a perda de gordura, ou para projetar mais o queixo e outras estruturas da face, garantindo a otimização. Esse preenchedor ainda tem a vantagem de corrigir deformidades nasais, do queixo ou do contorno da mandíbula justamente por atuar em camadas mais profundas da pele”, diz Farinazzo.

O resultado do tratamento, que é natural e satisfatório, pode ser visto em apenas uma semana. “Sem downtime, o litlift é o tipo de tratamento ideal para ser feito uma semana antes de um casamento ou de um evento importante, pois o paciente não se afasta de suas atividades e nem sofre com inchaço, vermelhidão ou descamação da pele”, completa.

Pico Ultra 300

O Pico Ultra 300 é um laser ultrarrápido que trabalha com pulsos em picosegundo, podendo tratar, na mesma sessão, flacidez, rugas, poros, cicatrizes de acne e manchas. “Para o tratamento de manchas, o laser gera um efeito mecânico capaz de causar uma microfragmentação no pigmento responsável pela formação das alterações, que é então eliminado pelo organismo. Já para o tratamento dos sinais do envelhecimento, como rugas e flacidez, o Pico Ultra 300 emite pulsos de energia que produzem microvesículas de ar no interior da pele para promover o estímulo da neocolagênese e o alinhamento harmônico das fibras de colágeno e elastina, promovendo o rejuvenescimento da pele com redução da aparência das rugas e linhas de expressão e aumento da firmeza e da elasticidade. E, por produzir comprimentos de onda de 1064nm e 512nm, o equipamento age tanto na epiderme quanto na derme profunda, promovendo assim um tratamento global da pele”, explica o dermatologista Dr. Abdo Salomão, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Atuando por meio de reações fotoacústicas sem que haja conversão para um efeito fototérmico, o equipamento possibilita o uso de energias altíssimas para potencializar resultados, mas com desconforto reduzido e, no caso do tratamento de melasma, sem risco de causar efeito rebote, com consequente piora da condição. “Além disso, por trabalhar na velocidade de 300 picosegundos, o pulso emitido pelo Pico Ultra 300 é tão veloz que age sem causar danos nos tecidos ao redor e na superfície da pele, o que torna o processo de recuperação extremamente rápido”, diz o especialista.

Associação de bioestimuladores e laser

Os bioestimuladores, substâncias que estimulam a produção natural de novas fibras de colágeno, já são velhos conhecidos nas clínicas dermatológicas. Mas uma nova abordagem para o uso dessa substância é sua combinação com o laser 1064nm Multistation. “O laser 1064nm Multistation gera choques térmicos na derme média e profunda que estimulam os fibroblastos e a síntese de colágeno. Dessa forma, a produção de novas fibras de colágeno é duplamente estimulada, tanto biologicamente quanto farmacologicamente, o que promove resultados ainda mais potentes e rápidos, sendo visíveis logo após a primeira sessão. Sem downtime, o procedimento pode ser realizado em todos os tipos de pele e durante todo o ano e, no geral, são recomendadas de 2 a 3 sessões”, afirma o dermatologista.



Fonte



Outros sites desenvolvidos pela Lima & Santana Propaganda


Lima & Santana Propaganda