Alimentação saudável pode levar a distúrbios como anorexia ou bulimia

0
177

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

Nos últimos anos, ter um estilo de vida saudável passou de um conselho médico para uma verdadeira tendência e a alimentação é uma das áreas que mais tem sido influenciada. De livros de receitas a restaurantes, é extremamente positivo que uma alimentação mais saudável e equilibrada tenha virado moda no mundo ocidental. Mas esta tendência também tem trazido aspectos menos positivos. A preocupação em ter uma alimentação saudável pode tornar-se num distúrbio alimentar, fazendo com que se coma de forma prejudicial para saúde, em busca da dieta ideal ou do corpo perfeito. As pessoas que têm mais tendência para desenvolver este transtorno são, geralmente, desportistas, artistas, figuras públicas ou quem, de alguma forma, tenha de expor o físico publicamente.

LEIA DEPOIS
IPMA alerta para setembro com temperaturas anormais para a época

Ortoroxia é o nome dado a este distúrbio mental provocado pela obessão por uma alimentação saudável

A ortoroxia está classificada pelo Manual de Diagnóstico e Estatística dos Transtornos Mentais como um «transtorno alimentar não especificado» e existe quando se desenvolve uma obsessão nervosa pela qualidade do tipo de alimentos ingeridos. O maior problema deste transtorno é que os sintomas são difíceis de identificar, visto que é complicado distinguir alguém que se preocupa com a alimentação de outra que esteja perturbada. Um dos maiores alertas é quando existe ansiedade excessiva e prévia na análise dos nutrientes e quantidade energética de cada alimento. As dietas de alguém que sofre de ortoroxia têm quantidades energéticas tão baixas que acabam por ter o efeito contrário. Deficiências nutricionais, diminuição do ritmo cardíaco e da massa óssea são algumas das consequências físicas.

Uso elevado das redes sociais associado a pessoas que desenvolvem transtorno alimentar

Segundo a BBC, o uso elevado das redes sociais foi associado a pessoas que desenvolvem este transtorno. Este dado pode ter que ver com a preponderância visual do Instagram, aliada à moda actual da boa forma física e da alimentação saudável. Esses pratos inspirados pelo Instagram – com folhas de espinafre, grãos de quinoa e algumas sementes de romã – são visualmente atraentes, mas não têm nutrientes suficientes», explica o nutricionista Miguel Toribio-Mateas. Geralmente, este distúrbio pode estar a camuflar problemas ainda mais graves, como a anorexia ou a bulimia.

LEIA MAIS
Previsão do tempo para segunda-feira, 2 de setembro
Este verão nade em likes! Seis tendências do Instagram para os dias de calor



Fonte



Outros sites desenvolvidos pela Lima & Santana Propaganda


Lima & Santana Propaganda