ALMG reconhece estado de calamidade pública por causa do coronavírus em seis cidades da Zona da Mata e Vertentes

    0
    78

    Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

    .

    Os municípios de São João del Rei, Viçosa, Goianá, Santos Dumont, Pirapetinga e Bicas foram listados na proposição. Medida vale pelo prazo de 120 dias, mas pode ser prorrogada. Sessão foi realizada nesta terça-feira (14) na Assembléia de Minas Gerais
    Sarah Torres /ALMG
    A Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) aprovou na tarde desta quinta-feira (30), a proposição que reconhece estado de calamidade pública nos municípios de São João del Rei, Viçosa, Bicas, Santos Dumont, Goianá e Pirapetinga em decorrência da pandemia do novo coronavírus.
    O decreto de calamidade pública autoriza as prefeituras a obterem o direito de suspensão de prazos e limites referentes à despesas com pessoal e dívida pública, que são fixados pela Lei de Responsabilidade Fiscal.
    O G1 entrou em contato com as prefeituras citadas para saber se novas medidas serão adotadas após o reconhecimento e, até a última atualização desta matéria, não obteve retorno.
    O Projeto de Resolução (PRE) 92/20 é de autoria da Mesa da Assembleia e foi aprovado na forma original. A votação foi realizada de forma remota e um único turno.
    Além dos seis municípios da Zona da Mata e Campo das Vertentes, a ALMG reconheceu a situação de calamidade em outras 50 cidades de Minas Gerais, incluindo Belo Horizonte.
    A medida vale pelo prazo de 120 dias após a publicação, podendo ser prorrogada pela Assembleia dependendo dos impactos da Covid-19 no município.



    Fonte



    Outros sites desenvolvidos pela Lima & Santana Propaganda


    Lima & Santana Propaganda