Após acidente, jovem de Brusque faz vaquinha para pagar cirurgias e recuperar movimentos do braço

0
204

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

Morador do bairro Planalto, Simão Felipe Mantovani Amaral, 19 anos, criou uma vaquinha online para tentar arrecadar recursos para pagar seu tratamento de saúde e evitar a perda dos movimentos de seu braço esquerdo. 

Ele sofreu um acidente de trânsito em janeiro deste ano, na rua Dorval Luz, no bairro Santa Terezinha, nas proximidades da Unifebe. 

O jovem colidiu sua motocicleta Honda Bros 150 em um caminhão e foi encaminhado ao Hospital Azambuja gravemente ferido. Teve fratura exposta na perna direita, perda de músculo e o osso do braço esquerdo ficou aparente. Fez várias cirurgias e precisou amputar a perna direita para poder se salvar. Foram 14 dias internado, sendo três na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Após ter alta do hospital, em fevereiro, ele precisou voltar a ser internado porque foi diagnosticado com um abcesso pulmonar. Dois meses depois, nova complicação. Precisou fazer mais uma cirurgia para retirar três metros do intestino delgado, já que estava com aderência e estrangulamento no intestino.

Ao todo, foram quase 60 dias no hospital, entre idas e vindas. Atualmente, ele permanece em recuperação e ainda precisa passar por outras cirurgias para se recuperar 100%.

A principal é uma cirurgia para enxerto de pele no braço esquerdo, pois perdeu parte dos movimentos da mão e, consequentemente, do braço.

“Eu estava fazendo fisioterapia para poder esticar o braço, mas estava rasgando a pele e chegou um ponto em que eu não posso mais forçar porque pegou um tendão, só cirurgia plástica para resolver e o SUS não paga esse tipo de cirurgia”, explica.

De acordo com ele, são necessárias, pelo menos, duas cirurgias no braço para que ele recupere seus movimentos. “Preciso da cirurgia para fazer o enxerto e depois da outra para recuperar os movimentos. A cirurgia só da mão custa, no mínimo, R$ 13 mil”.

Simão destaca que sua família não tem condições de pagar a cirurgia. Já precisou fazer rifa e empréstimo para pagar a prótese que colocou na perna, no valor de R$ 30 mil. A prótese foi implantada no Instituto de Prótese e Órtese, em Belo Horizonte, Minas Gerais, que é referência em ortopedia. Fora isso, precisa voltar com frequência para fazer as manutenções.

“Não temos condições. O SUS não cobre as cirurgias e agora em setembro preciso voltar para manutenção da prótese. Quero muito fazer a cirurgia para não perder os movimentos do braço e preciso muito dessa ajuda, a vaquinha foi a forma que encontrei para tentar arrecadar esse dinheiro”.

Simão criou a vaquinha no dia 10 de julho, com prazo de doação até 31 de dezembro deste ano. O objetivo é arrecadar R$ 50 mil.

Como ajudar

Para contribuir com as cirurgias de Simão, basta entrar no link https://bit.ly/336NXqf , fazer o cadastro e doar qualquer valor.



Fonte