Após doações, Juju nega golpe e reclama dos Pix de R$ 0,01

0
31

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

Houve reviravolta no caso protagonizado pela transexual Juju Oliveira, de Passo Fundo (RS). Ela virou alvo de críticas e contestações, especialmente em perfis no Instagram e TikTok, ao apelar por novas contribuições em dinheiro para “sobreviver”.

Após aparecer no programa ‘A Tarde é Sua’, de Sônia Abrão, na RedeTV, uma vaquinha virtual arrecadou cerca de R$ 20 mil para que a jovem pagasse a cirurgia plástica para retirar a substância (acredita-se ter sido óleo mineral) que deixou seu rosto com aspecto de inchaço extremo. Dezenas de pessoas participaram da arrecadação.

Pouco depois, Juju anunciou que havia desistido do procedimento por não ter conseguido o valor total da operação. Disse ter doado a quantia recebida a pessoas necessitadas e obras assistenciais. Como não apresentou nenhum comprovante, passou a ser questionada por doadores e pessoas que acompanham o caso na internet e pela TV.

Juju Oliveira dividiu as redes sociais: uma parte se compadece dela, a outra a acusa de má-fé por interesse financeiro

Foto:

A situação piorou quando descobriram que ela comprou uma moto. Sob pressão, a transexual afirmou ter adquirido o veículo com dinheiro recebido diretamente de colaboradores anônimos, não com a arrecadação da vaquinha. Ela nega uso indevido das doações e refuta a suspeita de golpe.

Nas redes sociais, muita gente não acreditou e começou a pressioná-la por explicação detalhada. Irritada, Juju respondeu não ter a obrigação de provar nada a ninguém. Pouco depois, fez novo apelo por doações. Afirmou precisar de dinheiro para pagar exames.

Com a suspeita crescente, foram criados perfis contra a transexual. Um deles (@oliveirajuju358_) diz atuar para “mostrar as mentiras e incoerências da Juju”. Sem se mostrar intimidada, ela avisou que vai acionar a Polícia Civil contra os ‘haters’ e supostos caluniadores.

Para provocá-la e também como protesto, várias pessoas fizeram PIX de poucos centavos para sua conta. Ela chegou a postar ‘prints’ de transferências de apenas R$ 0,01 em seu perfil oficial (@oliveirajuju358).

Em um dos comprovantes há uma mensagem ofensiva: “É o que (você) merece. Boicote ao Fofão”. O apelido pejorativo compara Juju ao personagem de bochechas grandes que fez parte de programas infantis.

Inúmeros seguidores da transexual manifestaram apoio contra o que chamaram de “humilhação”. A desconfiança a respeito de sua honestidade e o deboche das doações irrisórias deixaram Juju revoltada. Mesmo assim, ela voltou a pedir mais ajuda financeira.

A transexual Juju Oliveira antes e depois da aplicação com finalidade estética que deformou seu rosto

A transexual Juju Oliveira antes e depois da aplicação com finalidade estética que deformou seu rosto

Foto:

A transexual gaúcha, de 30 anos, viralizou na internet em agosto do ano passado, quando postou um vídeo para desabafar sobre o bullying sofrido nas ruas de sua cidade, onde trabalhava como garota de programa.

Logo ganhou espaço na imprensa online e na televisão para tentar conseguir a cirurgia reparadora. A história dramática na qual a vítima agora também é vista como vilã virou uma espécie de reality show. Impossível prever o próximo episódio.



Fonte