Artistas fazem projeções em prédios de SP sobre ‘momento crítico do Brasil’ e homenageiam Aldir Blanc e Betinho | São Paulo

0
9

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

Alguns prédios da capital paulista serviram de suporte para uma exposição virtual de obras de artistas plásticos, chargistas e grafiteiros em homenagem ao primeiro ano da morte do cantor, compositor e letrista Aldir Blanc e também ao sociólogo Hebert José de Souza, o Betinho.

O tema da mostra “A Noite do Brasil”, criada pelo grupo Projetemos em associação a vários artistas, será um “comentário crítico sobre o atual momento brasileiro”, segundo os organizadores. O título da exposição é uma alusão à música “O Bêbado e a Equilibrista”, de Aldir Blanc e João Bosco, e que também menciona Betinho, “o irmão do Henfil”.

Obra projetada em prédio de São Paulo — Foto: Reprodução/Instagram

Nesta terça, as projeções aconteceram em pontos de grande visibilidade, como o Vale do Anhangabaú e a rua da Consolação, no Centro da cidade.

A ideia nasceu de uma conversa entre Elifas Andreato, Enio Squeff, Crau da Ilha e Aroeira: se o povo não pode ir aos salões de arte, as manifestações da arte irão ao povo.

O sociólogo Betinho — Foto: Elifas Andreato

Segundo os organizadores, as mostras virtuais têm até uma hora de duração. Os artistas convidados e selecionados para o lançamento, além de Elifas Andreato e Enio Squeff, o escultor Israel Kislansky, os chargistas Aroeira, Laerte, Cau Gomez, Brum, Carol Cospe Fogo, Gilmar e o grafiteiro Bonga, pretendem inaugurar um movimento, e também, uma espécie de procedimento estético que tenha continuidade.

Manaus SOS — Foto: Cau Gomez

O movimento aceita novos artistas e projecionistas e fará novas curadorias, pois a ideia é ampliar o grupo e levar a exposição a mais cidades do Brasil. Quem quiser participar deve preencher o formulário e enviar as obras para este link.

Arte projetada em prédio na capital paulista — Foto: Reprodução/Instagram



Fonte