Baixada Santista registra 37 mortes por Covid-19 em 24h e ultrapassa marca de 145 mil casos | Mais Saúde

    0
    11

    Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

    .

    A Baixada Santista, no litoral paulista, ultrapassou a marca de 145 mil casos de Covid-19, após registrar 475 novas confirmações nesta quinta-feira (17). De acordo com os boletins epidemiológicos divulgados pelas prefeituras, a região ainda somou 37 mortes causadas pela doença no período de 24 horas.

    A região soma 145.165 confirmações e 5.749 mortes causadas pela Covid-19. Ao todo, há 4.345 casos suspeitos, 282 óbitos sob investigação e 125.089 pacientes recuperados. O número de pacientes internados com sintomas da doença registrou queda na Baixada, passando de 554 para 535.

    Santos é a cidade com o maior número de internações, porém, registrou queda nesta quinta, passando de 490 para 483 pessoas hospitalizadas no município. A taxa geral de ocupação dos 766 leitos de Covid-19 disponíveis está em 63%. Entre os 403 leitos de UTI, a ocupação é de 65%. Na rede SUS, a taxa é de 56%, e na rede privada, 75%.

    Os nove municípios da região registraram novas confirmações da doença nesta quinta. Mongaguá e Guarujá registraram o maior número de óbitos, 11 cada. Em seguida, Santos e Praia Grande somaram cinco mortes, São Vicente quatro, e Peruíbe uma. O número de pacientes recuperados ultrapassou a marca de 125 mil.

    Confira os casos na Baixada Santista

    Cidade Confirmados Suspeitos Internados Óbitos Óbitos investigados Recuperados
    Santos 46.159 1.491 215 1.769 101 42.294
    Praia Grande 22.808 421 81 787 70 21.972
    Guarujá 22.027 33 78 1.064 64 10.639
    São Vicente 17.268 895 48 976 20 15.997
    Cubatão 13.915 299 16* 438 14 13.387
    Peruíbe 6.795 197 24 199 1 5.704
    Itanhaém 6.062 748 39 250 2 5.573
    Mongaguá 4.662 161 19 124 4 4.305
    Bertioga 5.469 100 15 142 6 5.218
    Total 145.165 4.345 535 5.749 282 125.089

    * O número de internados em Cubatão é referente apenas a pacientes de UTI, conforme é repassado pela prefeitura.



    Fonte