Baixada Santista ultrapassa 153 mil casos e registra 19 mortes por Covid-19 em 24h | Mais Saúde

    0
    18

    Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

    .

    A Baixada Santista, no litoral de São Paulo, ultrapassou a marca de 153 mil casos de Covid-19, após registrar 430 novas confirmações da doença nesta quinta-feira (8). Segundo os boletins epidemiológicos, ainda foram somadas 19 mortes causadas pelo coronavírus nas últimas 24 horas.

    Ao todo, a região contabiliza 153.019 casos confirmados e 6.217 mortes causadas pela doença desde o início da pandemia. Ainda há 4.913 suspeitos, 281 mortes em investigação e 130.605 pessoas recuperadas da doença. O número de pessoas com sintomas de Covid-19 internadas na região não teve alteração, permanecendo em 434.

    Santos é a cidade com o maior número de internações, porém, teve queda nesta quinta, passando de 301 para 291 pessoas hospitalizadas com sintomas da doença nas últimas 24 horas. A taxa geral de ocupação dos 672 leitos de Covid-19 disponíveis está em 43%. Entre os 358 leitos de UTI, a ocupação é de 47%. Na rede SUS, a taxa é de 42%, e na rede privada, 56%.

    Guarujá registrou o maior número de mortes, 11 ao todo, seguida de Praia Grande, com três. Santos e São Vicente somaram dois óbitos cada, e Cubatão registrou um. O número de pacientes recuperados ultrapassou a marca de 130,6 mil.

    Confira os casos na Baixada Santista

    Cidade Confirmados Suspeitos Internados Óbitos Óbitos investigados Recuperados
    Santos 47.680 1.522 119 1.884 141 43.763
    Praia Grande 23.918 422 62 872 59 22.993
    Guarujá 24.088 23 51 1.163 32 10.812
    São Vicente 18.499 664 63 1.073 23 17.206
    Cubatão 14.459 216 8* 479 8 13.916
    Peruíbe 7.173 99 24 209 1 6.289
    Itanhaém 6.615 1.783 88 254 4 5.586
    Mongaguá 4.924 137 9 124 8 4.600
    Bertioga 5.663 47 10 159 5 5.440
    Total 153.019 4.913 434 6.217 281 130.605

    * O número de internados em Cubatão é referente apenas a pacientes de UTI, conforme é repassado pela prefeitura.



    Fonte