Como diminuir as estrias? Médica revela os métodos mais utilizados · Alto Astral

0
27

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

As estrias são aquelas famosas marquinhas, brancas ou mais avermelhadas, que costumam aparecer repentinamente em nosso corpo. Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), elas são comuns em homens e mulheres de todas as idades. E, apesar de não provocarem nenhum risco para a saúde, acabam incomodando algumas pessoas. Portanto, pode-se afirmar que o desejo de acabar com elas é comum.

O que provoca estria

O aparecimento das estrias acontece por causa do rompimento das fibras colágenas e elásticas da pele, que acabam gerando cicatrizes. Isso significa que, elas aparecem quando ocorre algum tipo de estiramento da pele, seja por conta de uma gravidez, ganho de peso, ou mesmo o crescimento de músculos.

Não à toa, de acordo com a dermatologista Dra. Barbara Carneiro, existem grupos de pessoas que estão mais suscetíveis ao aparecimento de estrias. São eles:

  • Gestantes;
  • Praticantes de exercícios físicos exagerados;
  • Pessoas em fase de crescimento;
  • Quem colocou alguma prótese de silicone nas mamas ou nos glúteos, por exemplo;
  • Obesos;
  • Usuários prolongados de corticosteroides tópicos, orais ou injetáveis.

Prevenção e tratamento

Para quem se incomoda com as estrias e quer se manter longe das marquinhas, existem algumas atitudes importantes, como: “evitar ganho de peso em excesso, mantendo uma alimentação balanceada. Hidratar a pele, com ingestão hídrica adequada, praticar atividade física, investir em alimentos ricos em vitamina C e realizar massagens, como a drenagem linfática, por exemplo”, cita a médica.

Porém, se você já sofre com o problema, fique tranquila. Durante muito tempo, uma crença popular afirmava que não existia nenhuma maneira de amenizar as cicatrizes provocadas pelas estrias. No entanto, de acordo com a Dra. Carneiro, existem sim alguns tratamentos que amenizam a condição e, em alguns casos, podem até promover a cura total. São eles:

  • Peeling com ácido retinóico;
  • Jato de plasma;
  • Lasers como etherea ou CO2 fracionado;
  • Microagulhamento;
  • Carboxiterapia.

O que significam as diferentes colorações das estrias

É importante também atentar-se à cor das estrias. Não é segredo que as marquinhas podem ser brancas ou avermelhadas. E isso costuma ser decisivo no resultado do tratamento.

“As estrias avermelhadas são mais recentes e indicam que ainda existe inflamação. Como ainda não passaram por um processo de cicatrização, são bem mais simples de serem tratadas. Possuem, portanto, maior chance de remoção quase total. Já as estrias brancas são antigas, não estão mais em inflamação. Por isso, são mais difíceis de serem eliminadas”, finaliza a Dra. Carneiro.

Fonte:Saúde em Dia e Barbara Carneiro, médica, pela faculdade de tecnologia e ciência, especialista em dermatologia pelo IPEMED, especialista em medicina estética pelo ISBRAE, membro da Associação Brasileira de Medicina Estética e membro da Sociedade Portuguesa de Medicina Estética.



Fonte