Como o TikTok e o Instagram estão influenciando os Gen Z a usar botox – Vogue

0
20

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

(Foto: Getty Images)

A internet é hoje uma das principais formadoras de opinião e tendências, e isso é fato! Com a constante evolução na nossa maneira de se comunicar graças a tecnologia, prioridades começam a mudar e novos hábitos se criam graças a essa movimentação contemporânea e incessante.

As redes sociais, por exemplo, tem desempenhado um grande papel na maneira que lidamos com o dia a dia, desde como encaramos a moda, até a nossa relação com a beleza em si. Nos arriscamos a dizer que o TikTok e o Instagram são hoje o espelho para muitas gerações, principalmente as mais jovens – o que antes era impensavel, hoje se tornou viavél. 

É o caso de procedimentos estéticos como o botox. O interesse por tais tipos de tratamento vêm aumentando entre as pessoas mais novas nos últimos anos, que buscam, entre outras coisas, prevenir o envelhecimento e fazer pequenas melhorias. Desse modo, clínicas e profissionais especializados em beleza estão mudando seus modelos de negócios para conseguir atender essa parcela da população que antes não era visto como consumidores de fato.

Oferecendo os procedimentos rápidos e de resultados imediatos que a geração das redes sociais desejam, os estabelecimentos também adotaram, ao mesmo tempo, o hábito de recrutar pacientes por meio do TikTok e no conteúdo do Instagram que desmistifica os tratamentos e explicam novos métodos e resultados.

Em uma matéria publicada pelo site Bussiness of Fashion, a Dra. Beth Preminger, cirurgiã plástica e membro da Sociedade Americana de Cirurgiões Plásticos, comentou o fenômeno: “Não é mais um tabu e [é] realmente considerado algo aceitável … até mesmo algo a ser abraçado. Por que não fazer coisas para fazer você se sentir bem consigo mesmo?”.  

O espaço está pronto para mais crescimento. De acordo com o Dr. Kay Durairaj, um cirurgião plástico facial conhecido como “Dr. Kay” também entrevistado pelo veiculo citado, e que possui mais de 300 mil seguidores no TikTok e no Instagram, bem como clientes megafluenciadores, a mídia social criou um grande grupo de pessoas interessadas em injetáveis, mas que não os consegue atualmente – um público pronto para a conversão. “A demanda vai ser tão grande – estamos educando toda esta geração de TikTok, clientes mais jovens que sairão prontos para fazer as coisas”, explica o profissional. 

As redes sociais como promotora da tendência

O papel desempenhado pelas redes sociais na normalização dos procedimentos cosméticos é expressivo. Jillian Dearwater, uma estudante de 20 anos do último ano da faculdade, disse ao BOF que ela pensava anteriormente que o Botox e similares eram reservados apenas para um certo tipo de pessoa – ou seja, mulheres mais velhas – graças à forma como tais tratamentos eram descritos na cultura pop.

Ela fez seu primeiro procedimento, uma “ inversão labial” não invasiva – e relativamente barata – ,em que o Botox é injetado perto do lábio superior para prendê-lo e torná-lo mais cheio, em dezembro de 2020 após aprender sobre ele no TikTok. A hashtag #LipFlip, repleta de vídeos de usuários compartilhando suas experiências, incluindo o antes e o depois, atualmente tem 71,3 milhões de visualizações. O vídeo de Dearwater tem 78.000 curtidas.

Sua experiência introduziu Dearwater no amplo mundo dos procedimentos cosméticos. Agora, ela também pensa em usar preenchimento labial e experimentar o Botox: “Quando eu fui [para a clínica] e eles estavam me contando todos os diferentes procedimentos que eles fazem, eu disse ‘Oh meu Deus, eu preciso fazer tudo’. Se eu tivesse dinheiro suficiente para fazer isso todo fim de semana, eu definitivamente iria.”

Davidson adora o componente exploratório de aprender sobre procedimentos cosméticos nas redes sociais e frequentemente se conecta para descobrir novos procedimentos, bem como consultar o conteúdo do Instagram de uma clínica ou spa para determinar onde fazê-los.

Proprietários de clínicas e médicos também viram o crescimento do conteúdo centrado em procedimentos cosméticos nas redes sociais e estão usando isso como uma lição sobre como impulsionar seus próprios negócios. “Você não pode simplesmente se concentrar no que faz melhor. Você precisa exibi-lo de uma certa forma e moda que seja atraente para essa geração mais jovem”, explicou o Dr. Dmitriy Schwarzburg, proprietário da Skinly Aesthetics, uma clinica especializada localizada em Nova York, nos Estados Unidos. 

O estabelecimento mudou seu conteúdo para atender às preferências da Geração Z. Há dois anos, o Instagram da empresa estava repleto de vídeos informativos e postagens sobre determinados procedimentos. Agora, ele enfatiza fotos com estilo e fotos óbvias de antes e depois. A empresa também faz publicidade paga no Instagram, Facebook e TikTok.

“O conteúdo se propaga”, disse ainda Schwarzburg. “Seus amigos, seus conhecidos, pessoas que eles não conhecem, eles compartilham isso … Minha clientela mais velha não faria isso, então esse post para eles não vai a lugar nenhum”. 

Uma grande mudança na relação com a beleza

Esse interesse crescente contribuiu para uma mudança na maneira como os consumidores mais jovens encaram a beleza em geral. Embora a Geração Z claramente queira atingir certos looks, eles estão muito mais interessados ​​na resolução de problemas e na prevenção do que, de fato, encobrir imperfeições.

“As pessoas estão realmente cientes de que não há quantidade de maquiagem que pode dar a você aquela pele esmaltada tipo rosquinha”, pontuou Claire McCormack, editora da Beauty Independent, aos Bussiness of Fashion. “Você só vai conseguir isso cuidando bem da sua pele.”

O recente lançamento de um produto de retinol pela Glossier é um bom exemplo de como as marcas estão reagindo a essa mudança, enquanto tentam ajudar os consumidores a resolver seus problemas de pele em vez de escondê-los. Por causa disso, a abordagem da Gen-Z em relação a maquiagem é encara-la mais como uma uma forma de expressão artística. 



Fonte