Conheça o Cemitério Israelita em Cubatão

0
99

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.
Sua história

Foi fundado em 1924 na área onde hoje está localizada a Refinaria Presidente Bernardes, para receber “as polacas” – como eram conhecidas as judias que vinham do leste europeu, trazidas por traficantes de mulheres nos fins do século 19 e início do 20 – o cemitério foi transferido para um terreno isolado ao lado do atual Cemitério Municipal de Cubatão. Entre os renegados pela comunidade judaica da época – além das 54 “polacas” – estão enterrados também os corpos de 15 homens. O último sepultamento foi em 1966.

Veja também: A história dos canais de Santos

Monitoramento

Com o crescimento e o interesse nas pessoas de irem visitar o Cemitério das Polacas, a Secretaria de Cultura deverá iniciar em breve um curso de formação para a qualificação de profissionais (de preferencia turismólogos) para monitorar os turistas que, nos últimos sete meses, já somaram mais de 300. Welington justifica a necessidade de qualificar monitores devido ao acordo firmado entre a Prefeitura e a Associação Cemitério Israelita de permitir somente visitas monitoradas para evitar a ação de vândalos, segundo ele, além de compartilhar informações históricas ao público.

Lendas e mistérios do local

Por ter sido um local escasso de habitantes em sua redondeza, o cemitério escondido sempre foi cercado por olhares curiosos. Em Cubatão, os “polacos(as)” ficavam mais escondidos da sociedade santista e, principalmente, preservando a imagem da comunidade judaica. “A questão não era racial e sim social”, adverte a professora e pesquisadora de Cubatão Evania Martins Alves “Aqui, a comunidade judia podia sepultar seus renegados”.

O jornalista Alberto Dines em seus estudos e traduções lembra que as “curves” (prostitutas em iídiche) eram consideradas impuras. Marginalizadas abriram seus próprios cemitérios, rezaram em sinagogas próprias e congregaram-se em sociedade de assistência mútua. “Viveram e morreram judias. Mais do que esquecidas, foram abolidas… perpetuaram-se Eternas Polacas”.


Siga o nosso instagram e tenha as melhores dicas de turismo, lazer e gastronomia na Baixada Santista – @revistanove 



Fonte



Outros sites desenvolvidos pela Lima & Santana Propaganda


Lima & Santana Propaganda