Conheça o procedimento estético do momento por Dr. Dalvo Neto – Surgiu

0
26

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

Academia, exercícios, dietas, cirurgias… A busca pelo corpo perfeito não é uma tarefa fácil. De acordo com o desejo da pessoa e a condição do seu organismo, atitudes drásticas ou mais simplificadas podem ser tomadas. O fato é que independente do gênero, idade e classe social, a vontade de mudar algo no corpo é muito comum nos brasileiros. Agora, uma técnica que está sendo amplamente utilizada por médicos e pacientes para permitir este objetivo é a Lipoaspiração HD. Segundo o cirurgião plástico Dr. Dalvo Neto, “a lipoaspiração de alta definição tem como objetivo não só reduzir o volume de gordura do paciente mantendo os contornos naturais, como na ‘lipo convencional’, mas, também esculpir o corpo da paciente proporcionando um resultado semelhante ao obtido com a musculação”.

No entanto, ainda existem algumas dúvidas da população geral sobre essa técnica cirúrgica. Dr. Dalvo explica que “trata-se de um procedimento invasivo sim, na verdade é uma lipoaspiração mais detalhada do que a lipoaspiração convencional. Eu sempre tento exemplificar as minhas pacientes da seguinte maneira; no procedimento tradicional se utiliza 3-4 cânulas. Na Lipo 3D, HD ou LAD utilizamos entre 10-12 cânulas, pode-se fazer uso do sistema VASER (sistema lipoaspiração com assistência ultrassom) mas não é obrigatório a utilização do sistema”.

Além disso, é preciso levar alguns detalhes em consideração durante o pré e o pós-operatório, ressalta o renomado médico de Fortaleza (CE):  “Um dos cuidados maiores da Lipo 3D são os cuidados pós-operatórios. Na Lipo convencional, os cirurgiões têm uma conduta mais permissiva no sentido de tolerarem o edema, retenção/acúmulo de líquidos pós lipoaspiração. Na lipo 3D a tendência é um pós mais ativo, por isso é fundamental evitar o acúmulo de líquidos, pois pode propiciar a formação de fibroses inestéticas. E tende a deixar orifícios de introdução das cânulas abertos ou utilizar drenos de aspiração. Mas antes de tudo isso, é importante no pré operatório que o paciente possa saber todos os detalhes do procedimento, além de colher as informações sobre a dieta, atividade física, etc”.

Foto: Divulgação

Sobre as contraindicações, o médico é taxativo: “Elas são mais relativas aos problemas de saúde inerentes ao paciente e problemas diversos”. Para realizar esta cirurgia, Dr. Dalvo ressalta que “as pessoas candidatas devem ter o peso adequado (IMC 25 ou menos) ou uma qualidade/volume muscular importante. Um dos fatores que acho mais limitante da cirurgia seria o excedente cutâneo (pele sobrando) ou flacidez cutânea que podem trazer resultados menos graciosos e deixando a desejar aos olhos do público geral”, completa.

No entanto, o médico cearense alerta para alguns detalhes que jamais devem ser ignorados pelos pacientes: “Eles têm sempre que imaginar que a cirurgia plástica não e uma ‘mudança pontual e radical da estrutura corporal’. Para um resultado eficaz e duradouro é imprescindível a ajuda da pessoa que faz o procedimento. Com dieta, atividade física, hidratação, uso de cintas. É muito difícil que uma paciente que nunca fez dieta regular, atividade física e cuidados com o corpo no geral possa por uma cirurgia mudar toda a sua estrutura corporal e o pior se manter por muito tempo com essa mudança”, completa o médico.

Médico renomado de Fortaleza, Dr. Dalvo Neto comenta detalhes importantes sobre a prótese de silicone

Existe idade mínima para colocar a prótese? Em quais casos é recomendável retirá-la? Dúvidas como essa são comuns para quem deseja colocar silicone, e são respondidas pelo renomado médico de Fortaleza, Dr. Dalvo Neto.

Uma questão estética tão comum em nossa sociedade é a colocação de uma prótese de silicone. Independente da faixa etária e classe social, o fato é que cada vez mais mulheres recorrem a este procedimento por beleza ou por algo relacionado à saúde.

No entanto, recentemente algumas celebridades deram declarações para jornais contando que decidiram retirar a prótese. E isso, de certa maneira, chamou a atenção de muitas mulheres. Afinal, por que tiraram? A prótese pode fazer algum mal ao corpo? Dúvidas como essa certamente se tornam muito comuns em situações como essa. Segundo o renomado cirurgião plástico de Fortaleza, Dr. Dalvo Neto, “acima de tudo e antes de colocar o silicone, a paciente tem que decidir o que for melhor para sua saúde, tanto física como emocional. Depois disso, junto com um profissional devidamente preparado, decidirá a melhor opção para o seu caso.”

Uma pergunta frequente das pacientes aos médicos diz respeito ao tempo de duração das próteses. Por isso, o cearense Dr. Dalvo explica que “as próteses antigas tinham um tempo de duração menos prolongado, com tempo médio de cerca de 10 anos. Com a evolução das próteses modernas, hoje em dia não existe mais esse tempo estrito. Apenas recomendamos fazer sempre as revisões e atestar a viabilidade/integridade dos implantes e principalmente verificar as características das cápsulas mamárias (“pele” criada pelo organismo para envolver a prótese)”.

Outra questão tão comum nos consultórios é sobre as pacientes que desejam colocar a prótese aos 18 anos. A dúvida comum nessas horas é: Será que isso pode interferir na autoestima da paciente? Para o médico cearense, “a questão da utilização precoce de implantes mamários 18 anos ou antes com termo assinado pelos pais ou responsáveis, pode interferir no psicológico das pacientes e causar TDC (transtorno dismórfico corporal)”.

Sobre esta situação em que celebridades relataram que retiraram as próteses, o Dr. Dalvo explica que “os explanares podem ser realizados em casos selecionados. Existe uma síndrome chamada síndrome Ásia; em que as pacientes desenvolvem uma série de queixas diversas que são aliviadas com a retirada dos implantes. Realizamos a cirurgia de explante que pode ser associada a uma nova Mastopexia e lipoenxertia mamária”, completa Dr. Dalvo.

Foto: Divulgação

Dr. Dalvo Neto revela curiosidades sobre as cirurgias plásticas no Brasil

Com quase 18 anos atuando em cirurgias plásticas, o médico cearense Dr. Dalvo Neto revela os desafios da profissão e as vantagens que a pandemia trouxe para os atendimentos.

Lidar com o corpo humano não é uma tarefa fácil. Ainda mais quando envolvem questões estéticas, cabe ao médico ter uma visão crítica e saber orientar o paciente para que os resultados esperados de seus procedimentos sejam o melhor possível. Além disso, a escolha do profissional que irá conduzir o atendimento é inicialmente o primeiro passo para que tudo corra bem.

Diante deste cenário, um dos nomes mais conhecidos quando se fala em cirurgia plástica no Brasil é o do Dr. Dalvo Neto. O médico cearense já se tornou famoso por atender diversas celebridades e famosos de todo o Brasil, e ele explica quais são os procedimentos mais buscados no país: “Atualmente a procura maior é por próteses mamárias e lipoaspiração (aquela que é feita com lipoenxertia). Também as pessoas estão fazendo cada vez mais tratamentos com box e outras formas de preenchimentos”, explica.

Segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) o número de cirurgias plásticas no país vem aumentando a cada ano. Dr. Dalvo Neto explica que para justificar este crescimento, basta observar que “a população brasileira é muito felizarda em respeito à cirurgia plástica. Imagine a mistura perfeita entre pessoas que tradicionalmente, por vivermos em um clima tropical, com cultura de corpos evidentes e a própria sensualização corporal que está implícita, agregado ao fato de termos os melhores cirurgiões plásticos do mundo (do ponto de vista corporal) e com a valoração médica bem acessível. E eu diria que 1/3 dos valores praticados no mundo inteiro evidenciam um sinergismo de vertentes que culminaram na ultrapassagem, em termos de número, de um país com maior poder aquisitivo (EUA) e primeiro mundo”, destaca.

Para lidar com esse aumento de cirurgias plásticas, Dr. Dalvo Neto acrescenta que “o grande desafio profissional que enfrenta é unir o que o procedimento pode oferecer e o que o paciente idealiza. “Agregado a isso, acho fundamental a explicação a cada pessoa que me procura que as mudanças corporais exigem sempre o esforço de cada paciente para que, juntos, alcancemos um bom resultado, sem comparações com outros corpos, outras estruturas e outras cargas genéticas”.

Em tempos de pandemia, Dr. Dalvo conta que mantém contato direto com os pacientes por meio online. Ele garante que tal atividade só trouxe benefícios para seus atendimentos: “Acredito que o mundo virtual hoje faz parte do nosso dia-a-dia. Considero praticamente impossível um profissional se esquivar das redes sociais, das informações virtuais e demais afins. É claro que considero que nunca devemos esquecer de que, antes de “influencer” profissionais da beleza e bem-estar e etc. Somos médicos e devemos respeitar os preceitos da nossa profissão que é uma arte Biológica, ou seja, uma ciência inexata e que depende de muitas variáveis”, destaca.

Com quase 18 anos de experiência em cirurgia plástica, Dr. Dalvo lembra do início da carreira: “Formei na Universidade Federal do Ceará, fiz especialização inicialmente na mesma instituição e depois fiz em São Paulo e no Rio de Janeiro (com suporte do professor Ivo Pitanguy). Após esse período, acompanhei serviços de cirurgia plástica em Paris e nos Estados Unidos. Por isso, para mim o mais importante é que acredito na constante busca por conhecimentos, atualizações em congressos de cirurgia plástica dos quais participo e palestro todos os anos”, completa.

Foto: Divulgação

Pós-operatório da Lipo HD requer atenção do paciente, observa Dr. Dalvo Neto

Fazer uma cirurgia plástica não é algo fácil. Mas, para ter o melhor resultado o paciente precisa de tomar alguns cuidados, como observa o médico cearense Dr. Dalvo Neto.

Fazer uma cirurgia não é algo fácil. Afinal, por mais que os procedimentos estéticos estejam cada vez mais modernos, o conceito de um tratamento deste é claro: O corpo passa por alguma alteração em sua estrutura e isso afeta o organismo de alguma maneira. Por isso, é necessário que o paciente saiba se cuidar para ter os melhores resultados daquele procedimento que foi feito.

Uma das cirurgias que estão sendo mais procuradas atualmente é feita pelo cirurgião plástico de Fortaleza, Dr. Dalvo Neto: a Lipoaspiração de Alta Definição, ou simplesmente Lipo HD. Ele revela qual é o perfil indicado de quem pode passar por este procedimento: “É um questionamento bem frequente nos consultórios é sobre as indicações da lipo de definição. De princípio, afirmamos que a lipo LAD é mais indicada para pessoas que já são praticantes de atividades físicas, tem um hábito alimentar saudável e principalmente não tem flacidez e excedente cutâneo importante”.

No entanto, não é qualquer pessoa que pode se submeter à tal operação, pondera Dr. Dalvo: “O importante de todo procedimento médico é a sua adequada indicação. Nós médicos temos a obrigação ética de elucidar pontos pertinentes a cada opção cirúrgica, ou seja, se uma paciente é sedentária, tem um hábito alimentar incorreto, já tem uma pele flácida e em excesso decorrente de processos anteriores de ‘efeito sanfona’, gestações com variação grande ponderal; não adianta indicar um procedimento altamente específico de pessoas que já tem o hábito de cuidados com sua estrutura corporal”.

Especialista neste tipo de procedimento, Dr. Dalvo revela como os pacientes devem se comportar após a cirurgia: “Nos casos aonde foi indicada a lipo LAD alguns protocolos são recomendados, como a utilização de drenos pode ser factível para se alcançar um resultado mais precoce como a diminuição de líquidos no 3 espaço (edema). O trabalho em conjunto com uma profissional fisioterapeuta habilitada em pós-operatório, com a utilização de protocolos como o uso de Taping (que causam a drenagem cutânea orientada). Pode ser direcionada ao acompanhamento de um profissional Nutricionista para elaboração de um protocolo dietético nas fases da cirurgia (inicial, estabilização e tardia de pós-operatório). Orientação por um profissional educador físico com a elaboração de um protocolo direcionado as etapas cirúrgicas (de início readaptação no pós-cirúrgico as atividades físicas após a cirurgia, depois início das cargas musculares e, por último, o trabalho de estruturas musculares localizadas)”.

Dr. Dalvo segue com as recomendações: “A hidratação é fundamental para manutenção da homeostase, por isso o melhor é ingerir de 4 a 5 litros de água. E. por último e não menos importante, utilize malhas compressivas (aquelas cintas cirúrgicas) que tem um tipo específico em cada período pós-operatório (cinta completa os primeiros 15-30 dias, depois o uso de corselet, a utilização de cintas específicas durante as atividades físicas) por um período prolongado por um período de 6 meses para adequada estabilização da superfície cutânea lipada à área muscular onde a pele vai servir de cobertura. Enfim, o pós-operatório é fundamental para um bom resultado de uma Lipo de alta definição para um resultado agradável e que pode ser mantido por muitos anos. É importante a busca de um cirurgião plástico habilitado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) para elucidar maiores dúvidas acerca do tema”, completa o médico.



Fonte