conheça o uso dos aparelhos de ultrassom no pós-operatório ⋆ Folha de Vilhena

0
34

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

Em entrevista para o FOLHA, a Fisioterapeuta Angélica Labajos explicou como são utilizados os aparelhos de ultrassom durante o pós-operatório, na Clínica Arte de Cuidar.

 

 

Primeiramente, a profissional explica que os aparelhos de ultrassom são normalmente utilizados para tratamento da celulite, gordura localizada e flacidez. No entanto, o aparelho no pós-operatório tem características de execução muito específica.

Na Clínica, tem dois tipos de aparelhos ultrassom, o mecânico que não promove aquecimento e o aparelho que também pode fazer o efeito térmico, mas ele faz um efeito mecânico na cirurgia plástica sem gerar aquecimento, ou seja, ele vai combater o processo inflamatório, destaca a Fisioterapeuta.

Quais as funções do aparelho?

Para o tecido que foi descolado na hora da cirurgia plástica (a pele), o aparelho vai fazer com que ela volte a sua posição anatômica ou que cole de volta na fáscia. Dessa forma, vai melhorar e potencializar o resultado da cirurgia plástica, impedindo a formação de fibrose que são os “carocinhos” da cirurgia plástica, melhorando a cicatrização interna, reduzindo a inflamação e removendo as equimoses que são os roxos, os hematomas e facilitando a reabsorção do seroma (acúmulo de líquido) que acontece em algumas pessoas.

Quando e onde o aparelho pode ser usado?

Angélica conta que o aparelho pode ser usado tanto no facial, quanto no corporal, mas desde que haja uma ponteira específica. No caso do facial, a Clínica Arte de Cuidar tem um aparelho de tecnologia exclusiva da empresa Derma Clean. Ele é um aparelho de ultrassom de onda mecânica que não gera aquecimento, mas ele tem o estímulo da circulação e o estimulo de colágeno que facilita a recuperação e ajuda no retorno venoso linfático. Associado ao aparelho de ultrassom a Clínica tem as técnicas fisioterapêuticas para drenagens.

Em algumas situações no corporal, também é utilizado a Derma Clean, mas já usando a ultrassom de grande superfície, que ao invés de ele ter somente um cristal piezoelétrico, ele tem até três cristais piezoeletricos. Então, esses cristais geram uma área melhor para ser atingida, e nessa hora é regulado o pulso do ultrassom, por que ele vai ser conduzido de uma forma pulsada que vai emitir o impulso elétrico e vai segurar. Ele não é emissão de onda contínua e acaba não gerando aquecimento.

E como o aparelho não gera aquecimento, faz com que não tenha risco de aumentar o processo inflamatório. Contudo, sempre tendo que ter muita técnica pra trabalhar com o aparelho no pós-operatório. Tem que ter um conhecimento bom em corrente elétrica, para não gerar aquecimento no processo de cicatrização. O interessante é gerar um processo anti-inflamatório, então é removido as equimoses, trabalhando aquela pele para fazer uma cicatrização interna muito melhor e mais rápida, e isso facilita a recuperação da cliente.

“Como o ultrassom tem propriedades anti-inflamatórias, na aplicação da onda, eu consigo reduzir muita dor dessa paciente ao longo prazo, por que tanto a associação como a drenagem que é um tipo de massagem, e também tanto a aplicação do aparelho, eles fazem um conforto grandes nos pacientes”, explica Angélica.

A Fisioterapeuta comenta, ainda, que na Clínica é utilizado mais de uma técnica de eletroterapia de pós-operatório. Dependendo da situação do pós tem diferentes aplicações de aparelhos, no entanto o ultrassom é uma das técnicas mais importantes para ser associados juntos, e é por isso que é bom associar os tipos de aparelhos nos diferentes casos de pós-operatórios tanto em cirurgias plásticas ou não.

As restrições

Geralmente ele é indicado para pós-operatório, e vai depender do tipo de cirurgia que o paciente realizou. Não necessariamente vai ser uma cirurgia plástica, mas em geral é muito recomendado para cirurgias plásticas, tanto corporal como facial, como por exemplo:

  • Lipoescultura
  • Abdominoplastia
  • Lipoaspiração,
  • Plásticas faciais e diversas outras cirurgias.

“Para quem tem alergias, utilizamos todo tipo de produtos hipoalérgico, mas algumas pessoas tem alergia ao produto, então o aparelho facilita muito a recuperação, mesmo para quem tem processos alérgicos por que ele é a emissão de uma onda”, ressalta a Fisioterapeuta.

Os principais benefícios da drenagem são:

Desobstrução de vasos e tecidos

  • Minimização dos efeitos das fibroses pós-cirúrgicas
  • Melhorar a reativação da sensibilidade local pós-cirúrgica
  • Diminuição das dores locais
  • Remover hematomas nas regiões da cirurgia

A Clínica fica localizada na Av. Sabino Bezerra de Queiroz nº 3461, Bairro Jardim América. Para saber mais ligue ou mande uma mensagem via WhatsApp: (69) 3321-4836



Fonte