É possível fazer várias cirurgias plásticas ao mesmo tempo?

0
23

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

Abdômen definido, próteses de silicone e algumas gordurinhas realocadas, tudo ao mesmo tempo. Sair do centro cirúrgico com o corpo dos “sonhos” tem se tornado o desejo de muitas mulheres e a realidade de diversas famosas. De acordo com o Dr. Luiz Haroldo Pereira, pioneiro da Lipoaspiração no Brasil, a combinação de procedimentos é possível e pode ser proveitosa, mas inspira cuidado.

“A cirurgia associada realizada com uma equipe médica treinada e em ambiente hospitalar, possibilita ao paciente a oportunidade de em um mesmo tempo de cirurgia, ter suas solicitações atendidas, desde que não implique riscos à saúde, que deve estar em ótima condição”, ressalta o cirurgião.

Passar pelo repouso de uma só vez, economizar nas despesas hospitalares com apenas uma internação, ou estar com um corpo novo já para o próximo verão. São inúmeros os motivos que tornam a junção de procedimentos ainda mais atraente e tomando as devidas precauções, pode ser de fato uma boa escolha. Pensando nisso, o Dr. Luiz Haroldo listou o que deve ser considerado antes de encarar o bisturi.

Confira:

A escolha do médico: Pode parecer óbvio, mas escolher uma equipe qualificada é um dos tópicos mais importantes e não deve ser banalizado, em procedimentos combinados ou não. “A cirurgia plástica é uma especialidade médica e deve ser exercida apenas por médicos cirurgiões plásticos com a presença de anestesistas, para ser executada com toda segurança”, diz Dr. Haroldo.

Nada de clínicas: Cirurgias plásticas são procedimentos invasivos e, portanto, devem ser realizadas em hospitais com estrutura para conter possíveis complicações. O médico ressalta que o sucesso do procedimento também se apoiará neste ponto. “Tudo depende da experiência do cirurgião, da equipe e do hospital em que será realizada a cirurgia”.

Tempo: Um dos principais tópicos que definem quantas cirurgias o paciente poderá fazer de uma só vez é o tempo que os procedimentos durarão. “Podemos combinar mamas e abdominoplastia e até mesmo lipoaspirações associadas, desde que não leve mais do que 4 a 6 horas, dependendo do quadro de saúde do paciente”. De acordo com o cirurgião, ultrapassar este período com o paciente anestesiado, pode trazer complicações.

Custo x Benefício: Segundo o Dr. Luiz Haroldo, cirurgias plásticas devem ser a junção da indicação do cirurgião com o desejo do paciente e não devem ser planejadas apenas em cima da economia. “Os pacientes tendem a solicitar vários procedimentos de uma vez, principalmente pelo custo, mas nem sempre é possível, por todas as condições que envolvem a cirurgia”, afirma. “Em tudo, o barato sempre pode sair caro”.

Saiba mais sobre o Dr. Luiz Haroldo Pereira

Dr. Luiz Haroldo Pereira, que atende em Copacabana, no Rio de Janeiro, é referência em cirurgia corporal e facial no Brasil. Ele se especializou na França, onde participou da equipe do Dr. Pierre Fournier. O médico tem mais de 25 artigos publicados nas mais diversas e importantes revistas nacionais e internacionais sobre cirurgia plástica e é autor de vários capítulos de livros sobre lipoaspiração, lipoenxertia, próteses de silicone, cirurgias de face e gluteoplastia, sendo considerado fonte no Brasil para todos estes assuntos.

Já foi presidente regional da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) do Rio Janeiro, participou da banca de exames para título de especialista em cirurgia plástica durante 12 anos e, desde 2006, é membro da comissão de avaliação para médicos que desejam se tornar titulares da SBCP, capacitados para realizar as cirurgias de abdominoplastia, lipoaspiração, implantes de silicone e outros procedimentos.



Fonte