Escolas em Santos ficam sem merenda e alunos pedem solução | Educação

    0
    162

    Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

    .

    Duas unidades escolares em Santos, no litoral de São Paulo, estão distribuindo bolachas e bolo ao invés de comida aos alunos, conhecida como merenda seca. Mães e estudantes relataram ao G1, nesta sexta-feira (9), que alimentos como arroz, feijão, carne e salada não são mais servidos nas refeições.

    A Unidade Municipal de Ensino (UME) Ayrton Senna e a Escola Estadual Canadá são alvos de reclamações por parte dos estudantes e dos responsáveis devido a situação. De acordo com eles, a maior parte dos alunos são de famílias simples e dependem das escolas para terem uma alimentam diária.

    A estudante da Escola Estadual Canadá, Bianca dos Santos, de 17 anos, relatou ao G1 que a instituição está sem merenda desde março. A jovem ainda relata que no começo do ano, eram poucas as vezes que serviam comida.

    “Tem alunos que só comem aqui. Tinha arroz, feijão, carne ou frango, algumas vezes ovo e sempre uma salada ou fruta. Agora só servem bolacha, bolinhos, que é horrível, e aqueles docinhos de banana. Raramente uma fruta”, relata.

    Com relação à escola estadual Canadá, a Secretaria Municipal de Educação (Seduc) relata que, por meio de parceria com o Governo do Estado, fornece a merenda nas unidades estaduais instaladas na Cidade e que não há falta de alimentos. Estão sendo servidas refeições nos períodos da manhã e da tarde e à noite é oferecido lanche (suco individual, biscoito e bolachas).

    Todas as refeições, de acordo com a Seduc, seguem a orientação de uma nutricionista responsável. A fruta é fornecida duas vezes na semana. A unidade hoje conta com um cozinheiro. A pasta explica que existe um grande número de cozinheiros afastados por licenças médicas e outros que vem sendo readaptados para outras funções. A prefeitura relata estar estudando medidas para solucionar a questão o mais rápido possível.

    A situação da UME Ayrton Senna não é diferente. Pais relatam que desde o retorno dos alunos, após as férias de julho, a escola está sem merendeira e sem servir o almoço. “Pão, bolacha e fruta são servidos, mas comida não”, relata a mãe de uma aluna, que preferiu não se identificar.

    Alunos também estão sem comida nas merendas na UME Ayrton Senna em Santos, SP — Foto: Reprodução/Google Maps

    Alunos também estão sem comida nas merendas na UME Ayrton Senna em Santos, SP — Foto: Reprodução/Google Maps

    “Minha filha contou que os alunos que participam do programa Escola Total estão almoçando no UME Olavo Bilac, escola que fica ao lado, mas sem autorização dos pais, porque não foi mandado nenhum comunicado informando a situação. Além disso, a maioria dos alunos não participam do programa Escola Total e contam com esse almoço diário da escola”, destaca.

    Sobre a unidade municipal Ayrton Senna da Silva, a Secretaria de Educação afirma que uma funcionária está de licença médica, outra de licença gestante e mais uma de licença sem vencimentos.

    A pasta relata que o almoço dos alunos está sendo servido, desde ontem (8), na unidade Olavo Bilac, prédio que fica ao lado da escola. A Seduc informa ainda que o café da manhã e o lanche da tarde estão sendo oferecidos normalmente na unidade nos horários habituais. Também é afirmado que os estudantes do programa de jornada ampliada Escola Total e os que participam de projetos, como o Jovem Doutor (que ficam período integral na escola), estão almoçando na própria unidade.



    Fonte



    Outros sites desenvolvidos pela Lima & Santana Propaganda


    Lima & Santana Propaganda