Gastronomia e dieta saudável também são boas amigas

0
181

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

Unsplash

Confira as dicas da especialista para quem deseja entrar no mundo fitness

Quando o assunto é dieta, logo surge aquela imagem de folhas e mais folhas de vegetais em um prato ou uma batata doce acompanhada de frango grelhado. E só, para azar de quem gosta de comer de tudo um pouco, mas precisa cuidar da saúde. Entretanto, saiba que dá para aliar a boa gastronomia à alimentação balanceada. Não apenas é possível, como pode se tornar uma oportunidade única aos profissionais da Gastronomia e Nutrição. No mundo fitness, está uma oportunidade valiosíssima para conquistar espaço no mercado de trabalho e, consequentemente, o estômago daqueles que desejam se alimentar bem.

A coordenadora do curso de graduação de Tecnologia em Gastronomia do Centro Universitário Senac, Zenir Aparecida Dalla Costa de Melo Ferreira, derruba o mito de que dieta é sinônimo de sofrimento. ”É indispensável que o cardápio saudável seja feito com comida gostosa para que seja possível mantê-lo. Caso contrário, ele terá curta duração”.

De acordo com ela, para a dieta não virar sinônimo de sofrimento, é necessário desenvolver um trabalho para que os pratos sejam gostosos, atendam às necessidades nutricionais e sociais do indivíduo. “Por isso, na Gastronomia, os alunos aprendem sobre as restrições e como supri-las, fazendo que os alimentos de uma dieta sejam desejados até mesmo por quem não possui restrições alimentares”

Segmento promissor

Aliás, o nicho saudável se consolida a cada dia como uma área com possibilidade de sucesso no mundo da Gastronomia. “Vem crescendo exponencialmente”. Em sala de aula, conta Zenir, há disciplinas que abordam análises de mercado e empreendedorismo.

“Isso é fundamental no processo de construção de conhecimento, pois os alunos conseguem observar essa fatia interessante do mercado, recebem orientações de áreas que têm potencial de crescimento e são orientados a observar quando um fenômeno mercadológico é uma tendência ou simples modinha”.

Possibilidades

Para quem ficou animado em trabalhar no setor, há uma infinidade de possibilidades. Pode-se atuar na cozinha de um restaurante ou hotel como cozinheiro, confeiteiro e padeiro, entre outras atividades. Há, ainda, a chance de ingressar na indústria de alimentos, para o desenvolvimento de produtos, ou no mercado, vendendo os itens desenvolvidos por essas empresas, fazendo demonstrações de uso ou treinamento.

Quer mais? É possível, de quebra, trabalhar com eventos, indo desde os domésticos (como personal chef) até os coorporativos, para um grande número de pessoas. “Dá para trabalhar na área hospitalar, visando uma alimentação saudável e gostosa, ou focar no catering para aviões ou navios”.

Explosão

Com a explosão de reality shows de culinária na TV, a coordenadora do Senac admite que houve aumento na procura de alunos pelo curso de Gastronomia. Segundo ela, a televisão é uma mídia muito forte, atinge grande número de pessoas e, com isso, a cada dia mais gente conhece ou pensa nesse ramo como “uma área de trabalho”.

Entretanto, a quem só vislumbra os momentos de fama e glamour, é necessário deixar claro que o serviço exige dos futuros profissionais “interesse, resiliência, pesquisa e muita curiosidade e vontade de sair para comer e conhecer restaurantes”.

Serviço

No Centro Universitário Senac, o curso de Tecnologia em Gastronomia forma profissionais para o mercado em dois anos, com aulas nos campi Santo Amaro, Campos do Jordão e Águas de São Pedro. Os alunos contam com aulas práticas e teóricas com professores e profissionais de mercado, participações em eventos, vivência profissional, possibilidades de intercambio, estágio supervisionado e muito mais. Sem dúvida, vida universitária é no Centro Universitário Senac.



Fonte