Grande Vitória tem 67 celulares roubados por dia | Espírito Santo

    0
    38

    Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

    .

    De janeiro a setembro deste ano, mais de 18 mil celulares foram roubados na Grande Vitória. Esse total representa uma média de 67 aparelhos roubados por dia. Os dados são da Secretaria de Estado da Segurança Pública (Sesp).

    O delegado Henrique Vidal explicou que locais com grande circulação de pessoas são os principais pontos de ocorrência deste tipo de crime. Ele atribuiu essa incidência, principalmente, à concentração de um maior número de possíveis vítimas e ao fato da multidão facilitar a fuga dos criminosos.

    Os celulares são os bens mais visados pelos assaltantes. Segundo o delegado, isso se deve à grande quantidade de aparelhos em circulação e à desatenção das vítimas. Por isso, ele alerta para os cuidados que devem ser tomados para evitar o roubo dos aparelhos.

    “O conselho que as forças públicas dão é que tenha-se atenção e não use o aparelho em via pública. As pessoas estão cada vez mais desatentas na rua, usando aplicativos de mensagem, ligação de voz e se desligando totalmente do que está ao seu redor”, orientou o delegado.

    Grande Vitória tem 67 celulares roubados por dia — Foto: Reprodução/TV Gazeta

    Ainda de acordo com Vidal, cerca de metade (52%) dos celulares roubados entre janeiro e setembro deste ano foram recuperados pela polícia.

    No entanto, para que os aparelhos sejam devolvidos aos donos, é necessário que a vítima do assalto tenha registrado um boletim de ocorrência, informando as especificações do telefone e um número de contato.

    Os aparelhos apreendidos polícia, mas que o proprietário não foi identificado, são encaminhados para destruição, após decisão judicial.

    A polícia estima que os celulares não recuperados são desbloqueados e vendidos a receptadores, ou são desmontados e comercializados como sucata ou peças. O delegado afirmou que são realizados trabalhos de inteligência para desarticular esquemas como esses, mas reconhece a dificuldade em controlar esse mercado.

    “Hoje em dia, nós temos muitas pessoas especializadas na montagem e manutenção e nem todas são honestas. Muitas estão se especializando para praticar crimes de receptação e venda dessas peças”, explicou o delegado.

    A Polícia Civil orienta que as vítimas de furtos ou roubos de celulares troquem, imediatamente, as senhas de contas conectadas no aparelho, em especial as vinculadas a aplicativos bancários. Em seguida, elas devem procurar a polícia para registrar um boletim de ocorrência, detalhando todas as características e especificações do aparelho.

    É importante que seja informado o IMEI, que é o número de identificação impresso na nota fiscal e na caixa do aparelho. Também é possível acessar o código ligando para *#06# no próprio aparelho. Neste caso, é importante que o proprietário do telefone anote a sequência em um lugar seguro.

    O boletim de ocorrência pode ser registrado pela internet, no site da Polícia Civil do Espírito Santo.

    Vídeos: tudo sobre o Espírito Santo



    Fonte