Hemominas inaugura posto avançado de coleta de sangue em Itajubá, MG | Sul de Minas

    0
    29

    Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

    .

    A Fundação Hemominas inaugurou nesta quarta-feira (1º) o Posto Avançado de Coleta Externa (Pace) em Itajubá, no Sul de Minas. O Pace vai funcionar às quintas-feiras, das 7h30 às 12h30, a partir de quinta-feira (9), para atendimento aos candidatos à doação de sangue. A previsão é atender 60 candidatos à doação por dia de coleta

    O Pace de Itajubá vai funcionar a partir do dia 9 de dezembro na Policlínica de Varginha, que fica na avenida Henriqueto Cardinali, no bairro Varginha. A presidente da Fundação Hemominas, Júnia Cioffi, explicou o motivo de Itajubá ter sido escolhida.

    “O Pace precisa de ter algumas estruturas, como população acima de 50 mil habitantes, complexidade da saúde que demande transfusões e ter uma proximidade de uma unidade do Hemominas. Além de um interesse do município em fazer o Pace, porque é uma parceria do Hemominas, que é do estado, com o município. Isso possibilidade que as pessoas da microrregião possam vir aqui fazer a doação de sangue”, disse.

    Hemominas inaugura posto avançado de coleta de sangue em Itajubá, MG — Foto: Reprodução/EPTV

    O posto funciona como uma unidade do Hemominas. Para fazer a doação, o interessado deve realizar cadastro por um aplicativo de celular, o MGapp. A presidente explicou como funciona a triagem para doação.

    “A pessoa tem que agendar a doação, faz um cadastro, passa por uma triagem para fazer uma identificação se há alguma possibilidade de não poder doar. Passando por toda essa seleção, ele entra na sala de coleta onde é feita a doação de sangue, que demora em torno de 10 minutos. O processo todo demora cerca de 50 minutos, mas a doação em si leva 10 minutos. [Após a doação] a bolsa é levada para uma unidade de maior complexidade e depois que já tiver tudo processado e com os testes liberando a bolsa, ela retorna para os hospitais da região”, falou.

    Devido à pandemia, a presidente destaca que os estoques de sangue estão baixos. De acordo com ela, é necessária a doação de todos os grupos sanguíneos.

    “No momento, a Fundação Hemominas está com estoques baixos. Temos uma restrição dos protocolos da pandemia ainda e todas as cirurgias que estavam represadas começaram a acontecer, então temos um maior volume de utilização. Estamos precisando de doação de todos os grupos sanguíneos, principalmente os negativos. A gente precisa que o doador agende a duração”, disse.

    VÍDEOS: Veja tudo sobre o Sul de Minas



    Fonte