Importância da alimentação saudável para cirurgia plástica

0
77

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

Reconhecer a importância da alimentação saudável é primeiro passo para uma reeducação e mais saúde no longo prazo

A importância da alimentação saudável é reforçada por profissionais da saúde de diferentes áreas, afinal, é por meio do que ingerimos que mantemos o controle do colesterol, do peso, da saúde cardíaca e também da estética.

Assim, muitas pacientes recorrem a cirurgias plásticas visando combater o sobrepeso, o acúmulo de gordura localizada ou mesmo o excesso de flacidez, e acabam diminuindo a importância da alimentação nesse processo.

Sentir-se bem e feliz com o próprio corpo é o objetivo principal de qualquer cirurgia plástica e esses resultados podem ser ainda mais satisfatórios se a dieta for adequada. Saiba mais a seguir!

Qual a importância da alimentação saudável após a cirurgia plástica?

Ainda que as cirurgias plásticas não sejam indicadas como solução para emagrecer em si, resultado que pode ser alcançado por meio de uma cirurgia bariátrica, existem diversas técnicas que ajudam a melhorar a estética, como a abdominoplastia, lipoaspiração e lipoescultura.

Em geral, essas cirurgias plásticas são recomendadas para pacientes que desejam melhorar a aparência, mas não alcançam resultados suficientes apenas com a alimentação e a prática de exercícios físicos.

No entanto, mesmo que não garantam a totalidade dos resultados desejados, essas práticas devem ser mantidas após a cirurgia plástica para preservação dos resultados.

A importância da alimentação saudável no pós-operatório é muito valorizada por pacientes, no entanto, menos considerada na hora de preservar os resultados no longo prazo, o que pode levar ao ganho de peso e nova insatisfação estética.

Portanto, após a realização de uma cirurgia plástica o indicado é que a paciente não apenas faça uma dieta, mas sim passe por uma reeducação alimentar, inserindo novos hábitos alimentares de forma permanente na sua vida.

Quais nutrientes contribuem para os resultados da cirurgia plástica?

No longo prazo, a reeducação alimentar está associada não apenas a manutenção do peso desejado como também a preservação da saúde da paciente, com melhora da imunidade, controle de doenças crônicas, como diabetes e hipertensão e, inclusive, mais saúde e disposição física e emocional.

Pensando na importância da alimentação saudável separamos a seguir alguns nutrientes que devem ser inseridos no seu cardápio para contribuir na saúde e na estética. Confira!

Vitamina E

A vitamina E é um antioxidante que combate os radicais livres responsáveis pelo desgaste celular. Dessa forma, alimentos ricos em vitamina E, como as oleaginosas, melhoram a renovação das células e reduzem os efeitos do envelhecimento cutâneo.

Valina

A valina é um aminoácido que estimula a regeneração dos tecidos, no entanto, ela não é produzida pelo organismo, precisando ser ingerida por meio dos alimentos.

Entre as opções ricas em valina destacam-se as leguminosas, cogumelos e proteínas de origem animal.

Ferro

A importância do ferro na alimentação é mais conhecida e sua deficiência preocupante, podendo levar a quadros de anemia e desnutrição.

Ele é responsável pelo transporte de nutrientes e oxigênio pelo sangue, permitindo que eles cheguem aos tecidos. O consumo de ferro é possível por meio de legumes, folhas verde-escuras e carne vermelha.

Vitamina C

A vitamina C é muito conhecida das pessoas preocupadas com o envelhecimento da pele, inclusive com opções disponíveis na composição de hidratantes faciais.

No entanto, a vitamina C também deve ser ingerida por meio dos alimentos, ajudando na produção de colágeno, o que melhora a capacidade de cicatrização dos tecidos, além do efeito antioxidante, combatendo os radicais livres.

Esse nutriente pode ser consumido em frutas cítricas, como laranja, limão, acerola e outras.

Proteínas

As proteínas ajudam na formação dos tecidos e devem estar presentes na alimentação para evitar quadros de anemia. Elas estão presentes em leguminosas, cogumelos, leite e derivados, ovos e carnes.

Vitamina A

A vitamina A contribui nos processos anti-inflamatórios do organismo, melhorando a cicatrização e no sistema imunológico.

Por tais razões é importante adicionar na alimentação opções como beterraba, tomate, manga, cenoura e demais alimentos de tons vermelhos ou laranjas.

Fibras

As fibras são essenciais na circulação sanguínea e também no funcionamento adequado do intestino, evitando a constipação e inchaço que podem causar insatisfações estéticas e, até mesmo, no humor.

Uma alimentação rica em fibra é possível com a ingestão de verduras, legumes e frutas e também em cereais e pães integrais.

Gorduras boas

Nem todas as gorduras são inimigas da sua saúde, pelo contrário, a ingestão de gorduras saudáveis é fundamental para que o organismo combata processos inflamatórios.

Entre as opções ricas em gorduras saudáveis estão as oleaginosas, sementes como chia, peixes ricos em ômega 3 e gorduras vegetais, como o azeite.

Probióticos

Os probióticos são microorganismos que contribuem na eliminação de toxinas e equilíbrio da flora intestinal, portanto, ajudam na regulação do intestino quando o consumo é adequado.

Eles estão presentes em leites e derivados, mas esses alimentos devem ser evitados no pós-operatório imediato, voltando posteriormente ao cronograma alimentar.

Quais alimentos evitar em uma dieta balanceada?

Resumidamente, podemos afirmar que uma alimentação saudável é aquela que prioriza as opções naturais, especialmente leguminosas, verduras e frutas, mas também carnes magras, cereais integrais e oleaginosas.

Além de compreender a importância da alimentação saudável também é relevante saber o que se deve reduzir para manter a saúde do organismo.

Os alimentos mais prejudiciais são aqueles mais processados e industrializados, como enlatados, condimentados e embutidos.

O excesso de açúcar também deve ser evitado, assim como o consumo de carnes gordas, como de porco ou os cortes mais gordurosos da carne vermelha.

Sabendo da importância de se alimentar bem é possível organizar uma dieta que valorize bons alimentos sem excluir totalmente aqueles que você gosta, mas sabe que não são benéficos ao corpo.

Assim como a cirurgia plástica, o objetivo de uma alimentação saudável é promover o bem-estar, satisfação pessoal e autoestima, portanto, busque o equilíbrio em todas essas práticas.

 

Agende agora a sua consulta!

 

Reconhecer a importância da alimentação saudável é primeiro passo para uma reeducação e mais saúde no longo prazo

A importância da alimentação saudável é reforçada por profissionais da saúde de diferentes áreas, afinal, é por meio do que ingerimos que mantemos o controle do colesterol, do peso, da saúde cardíaca e também da estética.

Assim, muitas pacientes recorrem a cirurgias plásticas visando combater o sobrepeso, o acúmulo de gordura localizada ou mesmo o excesso de flacidez, e acabam diminuindo a importância da alimentação nesse processo.

Sentir-se bem e feliz com o próprio corpo é o objetivo principal de qualquer cirurgia plástica e esses resultados podem ser ainda mais satisfatórios se a dieta for adequada. Saiba mais a seguir!

Qual a importância da alimentação saudável após a cirurgia plástica?

Ainda que as cirurgias plásticas não sejam indicadas como solução para emagrecer em si, resultado que pode ser alcançado por meio de uma cirurgia bariátrica, existem diversas técnicas que ajudam a melhorar a estética, como a abdominoplastia, lipoaspiração e lipoescultura.

Em geral, essas cirurgias plásticas são recomendadas para pacientes que desejam melhorar a aparência, mas não alcançam resultados suficientes apenas com a alimentação e a prática de exercícios físicos.

No entanto, mesmo que não garantam a totalidade dos resultados desejados, essas práticas devem ser mantidas após a cirurgia plástica para preservação dos resultados.

A importância da alimentação saudável no pós-operatório é muito valorizada por pacientes, no entanto, menos considerada na hora de preservar os resultados no longo prazo, o que pode levar ao ganho de peso e nova insatisfação estética.

Portanto, após a realização de uma cirurgia plástica o indicado é que a paciente não apenas faça uma dieta, mas sim passe por uma reeducação alimentar, inserindo novos hábitos alimentares de forma permanente na sua vida.

Quais nutrientes contribuem para os resultados da cirurgia plástica?

No longo prazo, a reeducação alimentar está associada não apenas a manutenção do peso desejado como também a preservação da saúde da paciente, com melhora da imunidade, controle de doenças crônicas, como diabetes e hipertensão e, inclusive, mais saúde e disposição física e emocional.

Pensando na importância da alimentação saudável separamos a seguir alguns nutrientes que devem ser inseridos no seu cardápio para contribuir na saúde e na estética. Confira!

Vitamina E

A vitamina E é um antioxidante que combate os radicais livres responsáveis pelo desgaste celular. Dessa forma, alimentos ricos em vitamina E, como as oleaginosas, melhoram a renovação das células e reduzem os efeitos do envelhecimento cutâneo.

Valina

A valina é um aminoácido que estimula a regeneração dos tecidos, no entanto, ela não é produzida pelo organismo, precisando ser ingerida por meio dos alimentos.

Entre as opções ricas em valina destacam-se as leguminosas, cogumelos e proteínas de origem animal.

Ferro

A importância do ferro na alimentação é mais conhecida e sua deficiência preocupante, podendo levar a quadros de anemia e desnutrição.

Ele é responsável pelo transporte de nutrientes e oxigênio pelo sangue, permitindo que eles cheguem aos tecidos. O consumo de ferro é possível por meio de legumes, folhas verde-escuras e carne vermelha.

Vitamina C

A vitamina C é muito conhecida das pessoas preocupadas com o envelhecimento da pele, inclusive com opções disponíveis na composição de hidratantes faciais.

No entanto, a vitamina C também deve ser ingerida por meio dos alimentos, ajudando na produção de colágeno, o que melhora a capacidade de cicatrização dos tecidos, além do efeito antioxidante, combatendo os radicais livres.

Esse nutriente pode ser consumido em frutas cítricas, como laranja, limão, acerola e outras.

Alimentação saudável para cirurgia plastica

Proteínas

As proteínas ajudam na formação dos tecidos e devem estar presentes na alimentação para evitar quadros de anemia. Elas estão presentes em leguminosas, cogumelos, leite e derivados, ovos e carnes.

Vitamina A

A vitamina A contribui nos processos anti-inflamatórios do organismo, melhorando a cicatrização e no sistema imunológico.

Por tais razões é importante adicionar na alimentação opções como beterraba, tomate, manga, cenoura e demais alimentos de tons vermelhos ou laranjas.

Fibras

As fibras são essenciais na circulação sanguínea e também no funcionamento adequado do intestino, evitando a constipação e inchaço que podem causar insatisfações estéticas e, até mesmo, no humor.

Uma alimentação rica em fibra é possível com a ingestão de verduras, legumes e frutas e também em cereais e pães integrais.

Gorduras boas

Nem todas as gorduras são inimigas da sua saúde, pelo contrário, a ingestão de gorduras saudáveis é fundamental para que o organismo combata processos inflamatórios.

Entre as opções ricas em gorduras saudáveis estão as oleaginosas, sementes como chia, peixes ricos em ômega 3 e gorduras vegetais, como o azeite.

Probióticos

Os probióticos são microorganismos que contribuem na eliminação de toxinas e equilíbrio da flora intestinal, portanto, ajudam na regulação do intestino quando o consumo é adequado.

Eles estão presentes em leites e derivados, mas esses alimentos devem ser evitados no pós-operatório imediato, voltando posteriormente ao cronograma alimentar.

Quais alimentos evitar em uma dieta balanceada?

Resumidamente, podemos afirmar que uma alimentação saudável é aquela que prioriza as opções naturais, especialmente leguminosas, verduras e frutas, mas também carnes magras, cereais integrais e oleaginosas.

Além de compreender a importância da alimentação saudável também é relevante saber o que se deve reduzir para manter a saúde do organismo.

Os alimentos mais prejudiciais são aqueles mais processados e industrializados, como enlatados, condimentados e embutidos.

O excesso de açúcar também deve ser evitado, assim como o consumo de carnes gordas, como de porco ou os cortes mais gordurosos da carne vermelha.

Sabendo da importância de se alimentar bem é possível organizar uma dieta que valorize bons alimentos sem excluir totalmente aqueles que você gosta, mas sabe que não são benéficos ao corpo.

Assim como a cirurgia plástica, o objetivo de uma alimentação saudável é promover o bem-estar, satisfação pessoal e autoestima, portanto, busque o equilíbrio em todas essas práticas.

 

Agende agora a sua consulta!

 

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica – SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).
http://www.lucianapepino.com.br/

Dra. Luciana Pepino

Formada em 1996 pela Faculdade de Ciências Médica de Minas Gerais em Belo Horizonte, fiz minha especialização em Cirurgia Geral por 2 anos e Cirurgia Plástica por mais 3 anos no Hospital São Universitário São José, também em Belo Horizonte (MG).



Fonte



Outros sites desenvolvidos pela Lima & Santana Propaganda


Lima & Santana Propaganda