Jovem produz e vende cachaça artesanal para driblar o desemprego em Cubatão, SP | Santos e Região

    0
    23

    Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

    .

    Para driblar o desemprego, Hugo Manage Groppe, de 19 anos, resolveu empreender produzindo cachaça artesanal. O jovem, que mora em Cubatão (SP), amadureceu a ideia após ter que deixar para trás duas oportunidades de emprego, por não conseguir conciliar com a faculdade. Segundo ele, a inspiração para vender bebidas veio do pai, que produzia ‘canelinha’, uma espécie de licor de canela que fazia sucesso entre amigos e conhecidos da família.

    Groppe lembra que começou o ano de 2020 procurando emprego, e encerrou o ciclo como empreendedor. Ao perceber que as oportunidades não se encaixavam com sua rotina de estudos, decidiu investir as economias em algo que pudesse dar certo. “O meu dinheiro já estava acabando, e eu não poderia gastar tudo sem usar de forma produtiva. Aí, lembrei do licor que o meu pai faz, e todo mundo gosta”, recorda.

    Para que o projeto pudesse evoluir, o estudante buscou a aprovação do pai, Marcio Groppe, que incentivou o rapaz desde o início, e até hoje ajuda no processo de produção. O negócio independente começou em julho do ano passado. Enquanto o primeiro lote de cachaça passava pelo processo de fermentação, o jovem criou perfis nas redes sociais e começou a divulgar o produto que estava a caminho.

    No entanto, conforme Hugo, as coisas não saíram exatamente como ele esperava no início. Assim que as vendas iniciaram, ele percebeu um novo desafio. “Muitas pessoas têm preconceito quando ficam sabendo que é cachaça, mas a nossa é algo mais suave, puxado para o licor, dá para tomar bastante. Quem prova gosta, só que muita gente tem preconceito antes de provar. Aconteceu muito isso, de as pessoas falarem que não bebiam, e quando experimentavam, mudavam de opinião”.

    Atualmente, Hugo produz cachaças de jenipapo, jabuticaba, canela, melancia e jaca — Foto: Arquivo Pessoal/Hugo Manage Groppe

    Groppe começou com a ‘canelinha’, que o pai já tinha costume de preparar para amigos e familiares. Após as primeiras vendas, o jovem sentiu necessidade de inovar, e atualmente o cardápio também já conta com cachaças nos sabores jenipapo, melancia, jabuticaba e jaca. Todo o processo de preparo foi ensinado pelo pai, que também é o degustador das cachaças, já que o rapaz não consome bebida alcoólica.

    Para entregar as encomendas, Hugo relata que não tem tempo ruim. “Vou debaixo de chuva, frio, calor, de manhã, à noite. É um desafio, porque, em certas situações, fica complicado, como nos dias de chuva, mas é algo que eu sempre tirei de letra”.

    Do futuro, o empreendedor espera que o negócio cresça cada dia mais. “Eu quero colocar minha cachaça no mercado e comercializar pelo país, até mesmo no mundo. Estou sempre em busca de melhorar, já fiz parceria com blogueiras nas redes sociais, e também pedi ajuda para famosos”, conclui.

    Jovem realiza as entregas de bicicleta pela cidade de Cubatão, SP — Foto: Arquivo Pessoal/Hugo Manage Groppe

    VÍDEOS: G1 em 1 Minuto Santos



    Fonte