Modelo de 24 anos é deixada morta em frente à hospital, em Los Angeles; amiga está em estado grave

0
17

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

Que tristeza! No último final de semana, a modelo Christy Giles, de 24 anos, foi deixada sem vida na porta de um hospital de Los Angeles, na Califórnia. Na mesma noite, Hilda Marcela Cabrales-Arzola, amiga da modelo, foi encontrada na entrada de outro hospital local e está em estado crítico, lutando para sobreviver. As informações são da revista People.

Segundo a publicação, Giles saiu com duas amigas para uma festa em West Hollywood, incluindo Hilda. Algumas horas depois, a modelo apareceu morta na calçada da emergência. A família alega que três homens mascarados foram vistos pelas câmeras em veículos que tinham a placa removida, o que dificulta ainda mais a investigação.

De acordo com a emissora ABC7, duas horas depois, a outra moça também teria sido abandonada em um hospital. Aparentemente a designer está sem atividade cerebral e sua chance de recuperação é considerada remota. A polícia ainda disse ao canal que uma “investigação preliminar” mostra uma possível overdose que se tornou fatal.

No entanto, Jan Cilliers, viúvo de Christy Giles, que estava em San Francisco quando a esposa faleceu, afirma que nenhuma das duas usaria drogas de forma voluntária e suspeita dos homens que as deixaram no hospital. Segundo sua explicação, ele acessou as mensagens do celular de Christy e viu que ela conversou com a amiga de madrugada, ainda na festa, e pediu para que elas fossem embora do local.

Continua depois da Publicidade

“O relatório toxicológico de Marcela voltou, e acho que eles encontraram heroína em seu sistema, o que não é nada que qualquer uma dessas meninas jamais faria, não voluntariamente”, garantiu ele.

A modelo Christy Giles tinha acabado de completar 24 anos (Foto: Reprodução/Instagram)

Ainda, a ABC7 disse que a terceira amiga, que foi pra casa mais cedo naquele dia, afirmou que as duas mulheres conheceram alguns homens enquanto estavam em uma festa no centro de L.A. e acabaram em um conjunto de prédios em West LA.

Após a revelação da troca de mensagens, a mãe da modelo, Hilda Marcela Cabrales-Arzola, está preocupada que a filha possa ter sido mantida no lugar contra sua vontade. “O Uber esperou mais de cinco minutos. As meninas e nenhum dos meninos do apartamento saíram para avisar o motorista, para falar com ele, para pedir que esperasse. Nada”, disse a mulher que mora no estado do Alabama.

Hilda deve voar para LA no próximo final de semana para assistir a um memorial em homenagem à sua filha, e está determinada a obter respostas: “Significa muito para nós que nossa filha tocou tantos em sua curta, mas ainda assim maravilhosa e extraordinária vida”.

Continua depois da Publicidade

Ao E! News, o Departamento de Polícia de Los Angeles disse que “os detetives estão tratando o incidente como uma morte com causa indeterminada e é uma investigação em andamento”.

Uma vaquinha foi criada pelo viúvo no “GoFundMe” e já arrecadou mais de US$ 92 mil (cerca de R$ 512 mil), dinheiro que irá para despesas de funeral e memorial, assim como para a contratação de investigadores particulares para o caso. “Christy e sua amiga Hilda foram supostamente drogadas. Doze horas depois, três homens vestidos de preto, mascarados com bandanas, com as placas removidas, deixaram Christy na calçada de um hospital. Christy já estava sem vida e foi declarada morta no local. Duas horas depois, o mesmo veículo com dois homens mascarados deixou sua amiga, Hilda, em um hospital diferente”, diz a descrição.



Fonte