Muita hidratação

0
37

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

Os rituais de cuidados preventivos, sem exagero de produtos, mas com disciplina, deve começar cedo. Dermatologistas revelam que é importante ainda tomar sol com moderação e filtro solar, usar sabonete adequado para a higiene, fazer hidratação com produtos corretos e dormir bem. Para melhorar o viço da pele é preciso ainda seguir recomendações de especialistas de acordo com a idade.

Por causa da pandemia, muitas pessoas têm deixado de lado os cuidados com a pele do rosto. Com a chegada do outono, muitos especialistas alertam sobre a importância de tratar da pele durante os dias com temperaturas mais baixas e com baixa umidade. Aline Caniçais, fisioterapeuta dermatofuncional da HTM Eletrônic, afirma que o cuidado deve começar em casa. Uma primeira dica é conhecer e escolher o cosmético ideal para o seu tipo de pele, assim o tratamento adequado irá ajudar também a potencializar os resultados, mediante as características da pele. “Quando a escolha do produto é errada, os ativos trabalharão de forma contrária ao que a pele necessita, promovendo respostas inadequadas.”

Banhos quentes e demorados durante o outono podem acabar retirando o manto hidrolipídico da pele, que é um hidratante produzido pelo próprio corpo que atua como uma camada protetora, e causar um ressecamento ainda maior. “Além disso, geralmente com a temperatura mais baixa as pessoas tendem a não sentir tanta sede, mas com o tempo seco, a hidratação se torna ainda mais necessária. Outra dica de beleza para manter o corpo e a pele hidratados é beber bastante água, ou seja, hidratar de dentro pra fora”, afirma Aline.

Mesmo nas épocas mais amenas do ano é fundamental o uso de protetor solar para colaborar com os cuidados com a pele. “A radiação ultravioleta, também no outono, provoca danos que comprometem a estrutura de sustentação da pele, causando o aparecimento precoce de rugas e flacidez, além das manchas. A orientação continua a ser a de reaplicar o protetor de quatro em quatro horas em ambientes fechados e de duas em duas horas em fotoexposição direta, exceto nos momentos de exposição para sintetizar vitamina D, essencial à saúde e à beleza”, explica Aline.

A higienização da pele deve ser sempre seguida da hidratação para repor a umidade retirada durante o processo e reestabelecer a barreira cutânea. “O ideal é que essa etapa seja feita com produtos específicos para seu tipo de pele. Por exemplo, no caso de peles secas, a hidratação deve ser realizada com produtos formulados com veículos mais pesados, como cremes e loções, enquanto quem tem pele oleosa deve apostar em veículos mais leves, incluindo séruns e géis”, afirma a dermatologista Roberta Padovan. Os produtos utilizados podem ser formulados com uma série de ativos para atender às necessidades de cada pele, como substâncias calmantes, antiinflamatórias, clareadoras, rejuvenescedores e, principalmente, antioxidantes.

A vitamina C é um excelente ingrediente para incluir em sua rotina. “Além de possuir ação reparadora por ser um poderoso antioxidante, o ativo ainda é capaz de fortalecer a barreira da pele, amenizar rugas e linhas de expressão, visto que estimula a síntese de colágeno, e uniformizar o tecido cutâneo, clareando e prevenindo mancha”, afirma Roberta.

 



Fonte