Mulher relata furto de placas de bronze de túmulo da família em Santos: ‘Falta segurança’ | Santos e Região

    0
    72

    Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

    .

    Uma corretora de imóveis de 51 anos relatou ao G1 nesta quarta-feira (12) que placas de bronze do túmulo de sua família foram furtadas do Cemitério da Areia Branca, em Santos, no litoral de São Paulo. Renata Gomes de Lima afirma que os objetos continham os nomes e as datas de nascimento e falecimento de alguns parentes, e foram levados no último domingo (9).

    “No túmulo da minha família, estão sepultados meu avô, meu bisavó, minha mãe, meu tio, e também há a ossada do meu primo. Minha tia contratou uma moça que limpa a campa para nós, cuida e sempre nos mantém informados. No domingo de manhã, essa moça foi fazer a limpeza, pouco antes das 10h, e viu que as placas de bronze haviam sido furtadas. Foi furtada a placa de bronze com os nomes do meu avô, da minha bisavó e datas de nascimento e falecimento dos dois. Já do meu tio, foi furtada a placa e a foto”, relata Renata.

    De acordo com a corretora, após saberem do furto, ela e a tia foram ao cemitério. “No local, outras pessoas nos informaram que já ocorreram furtos em outras campas. Então, falta ter mais segurança ali. Agora, teremos que fazer as placas com material mais barato, porque temos medo de roubarem de novo”, finaliza.

    Em nota, a Prefeitura de Santos afirma que a Guarda Civil Municipal (GCM) registrou a referida ocorrência após comunicação por parte dos parentes da família sepultada no Cemitério da Areia Branca. A GCM orientou que as vítimas registrem boletim de ocorrência, para que a autoridade policial investigue o caso.

    A administração informa que os três cemitérios municipais mantêm câmeras de monitoramento interligadas ao Centro de Controle Operacional (CCO), e que os equipamentos estão ajudando a flagrar e prevenir ocorrências. As imagens são captadas todos os dias (24 horas) e analisadas em tempo real pelos guardas municipais e policiais que atuam no CCO, em funcionamento desde setembro de 2020.

    A GCM afirma que faz patrulhamentos preventivos nos três cemitérios municipais, com equipes em viaturas, durante 24 horas, visando coibir possíveis irregularidades. Quando a guarda é acionada, ou se depara com suspeito em flagrante delito, o mesmo é conduzido ao distrito policial, onde são tomadas as devidas providências pela autoridade policial de plantão. A GCM também disponibiliza canal de comunicação para denúncias – o telefone 153.

    A prefeitura destaca, ainda, que a GCM também realiza forças-tarefas em apoio à Polícia Militar em ferros-velhos da cidade. Neste ano (2021), foram realizadas (de janeiro a abril) 24 operações nesses estabelecimentos visando à fiscalização de documentos, bem como inibir a compra de material de procedência duvidosa e a recuperação de peças furtadas.

    VÍDEOS: As notícias mais vistas do G1



    Fonte