Myra Maya lança novo clipe e fala sobre as emoções que há no trabalho: “um renascimento” – VEJA VÍDEO – Polêmica Paraíba

0
22

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

A cantora paraibana Myra Maya, lançou nesta quinta-feira (30) seu novo clipe intitulado Quantos likes você tem?

Em uma publicação em seu instagram, a artista disse que o clipe vem com um lado biográfico forte. Como exemplo disso, tem a questão do silicone, que foi um ponto de virada para ela, por representar uma alteração estética que colocou sua vida em risco.

“No vídeo, assim como na vida, no momento em que me livro das próteses de silicone, logo depois de passar pelo [email protected]… acontece uma transição na minha vida, um renascimento!”, escreveu a cantora.

 

Myra Maya lança clipe com critica aos “haters” das redes sociais

Novo trabalho chega no penúltimo dia de 2021 e é embalado pela música “Quantos likes você tem?”, marcando a parceria com o cineasta Ian Abé que participa da produção do aclamado filme “Bacurau”. A canção trata de autoimagem, construção de confiança e saúde mental nas redes sociais.

Vivemos cada vez mais conectados e, na vida que raramente se torna offline, temos nossos afetos mediados por telas. É o clichê dos nossos tempos. E é também a razão de muitos de nossos traumas e infelicidades. Diante dessa explosão de sentimentos complexos, um desafio se apresenta: como transformar essas dores em obras artísticas, que nos façam refletir e melhorar nossas relações, conosco e com os demais?

A cantora paraibana Myra Maya nos oferece uma resposta em forma de música, com o sugestivo título “Quantos likes você tem?”, e que embala o lançamento de seu novo videoclipe. Em sua composição, Myra explora justamente esse movediço universo da vida conectada, especialmente as relações desenvolvidas nas redes sociais. Como resume a própria artista: “a canção fala da maldade dos haters, que despejam ódio gratuitamente, sem levar em conta o quão prejudicial isso pode ser para a saúde mental das pessoas.”

Para musicar um tema tão atual, e também delicado, a cantora partiu de sua própria experiência nas redes. Afinal, o fascínio que Myra Maya exerce nos palcos, também se estende para a sua vida virtual. Em seu Instagram, por exemplo, ela compartilha os detalhes de seu dia a dia, para além de sua carreira, com um público extenso – e curioso.

Por um lado, o resultado disso é o que muita gente almeja: likes, comentários positivos e festivos, incentivos para se mostrar cada vez mais. No entanto, por outro lado, Myra convive com um submundo de dissabores, permeado por críticas cruéis e preconceitos disfarçados de opiniões. Justamente o lado obscuro das relações nas redes sociais que sua música retrata.

Já no videoclipe, para traduzir em imagens esse emaranhado de sensações, a artista paraibana investiu no poder da sétima arte e convidou o cineasta Ian Abé para assinar sua direção. O fruto dessa parceria pode ser visto em quase quatro minutos de vídeo, que se dividem em dois arcos narrativos.

Sobre esses arcos, o diretor esclarece que “a proposta foi trabalhar a relação com a autoimagem, focando em como tem sido difícil desvincular nossa imagem ‘real’ da nossa imagem digital”. Para ele, o uso do espelho cumpre uma função fundamental para colocar essa ideia em prática. Isso porque esse objeto, no clipe, “é uma tela, como a de um aplicativo de mensagens, que representa o mundo digital e seu julgamento ininterrupto”, explica Ian Abé.

Ao se colocar diante desse espelho, tomado por mensagens, Myra não consegue se enxergar pelo olhar dela, só através dos outros. É isso que a machuca, a corta, por dentro e por fora. Internamente, sua angústia se transforma em lágrimas. Externamente, nós vemos as marcas em seu corpo. E essas marcas também foram devidamente trabalhadas pelo cineasta. “O clipe tem um lado biográfico forte. Como exemplo disso, temos a questão do silicone, que foi um ponto de virada para ela, por representar uma alteração estética que colocou sua vida em risco”, aponta o diretor.

No vídeo, assim como na vida, no momento em que Myra se livra das próteses de silicone, uma transição importante acontece. É dessa forma que chegamos ao segundo arco do clipe, em que a cantora se reconhece diante do mesmo espelho que antes a afligia. Reconhece sua força, seu brilho e seu corpo, agora livre da censura dos outros. Para Ian Abé, a ideia principal, nesse ponto do clipe, é uma só: renascimento.

Não à toa, a própria Myra Maya resume seu momento atual a partir dessa mesma concepção. “Eu renasci, principalmente de dentro pra fora, e quis trazer essa transformação para o meu trabalho também!”, enfatiza a cantora, assumindo seu lugar no mundo, sem amarras e totalmente entregue à sua arte.

Prova disso, é que esse encontro com o mundo do cinema marca sua intenção de se expressar melhor artisticamente. “Sempre vi a música como linguagem universal, capaz de comunicar amplamente. E, se aliada ao audiovisual, com a riqueza da linguagem do cinema, certamente ela pode romper barreiras e chegar ainda mais longe”, finaliza Myra.

O videoclipe de “Quantos likes você tem?” pode ser visto aqui

Assessoria de Imprensa: Clara Câmara

Fotos: Rodolpho de Barros

Ficha técnica do clipe:

Direção: Ian Abé

Direção de fotografia: Rodolpho de Barros

Produtora de arte: Luzia Costa

Produtora de Cinema: Cordel Filmes/ André Galiza

Elétrica/maquinaria:Pedro Rasta

Finalização/motion graphics: Pedro Veiga

Make: Alysson Odell

Hair: Daniel Oliveira

Produção de Set: Laura Lima

Produção Executiva: Rômulo HOliveira e Will Fonseca

Assistentes de Produção: Maya Dias e Wanessa Dedoverde

Figurino: Myra Maya

Acessório: Guerrero Cavaleiro
Apoio: Sushi Jiro

Compartilhe:



Fonte