Número de pessoas com obesidade atinge quase 19% da população do DF | Distrito Federal

    0
    171

    Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

    .

    O último levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) estima que o DF tem 3.015.268 habitantes. Desses, 18,9%, ou seja, 570 mil pessoas estão obesas.

    O número faz parte de um levantamento da Secretaria de Saúde do Distrito Federal divulgado nesta quarta-feira (4), Dia Mundial de Combate à Obesidade. A doença crônica – de progressão lenta e longa duração – atinge todas as idades. No Brasil, entre 2006 e 2018, a taxa de obesidade aumentou 20%.

    Mas cuidados com a alimentação e a prática de exercícios físicos podem ajudar a prevenir o aumento de gordura no corpo, afirma a coordenadora do Grupo Condutor Central da Linha de Cuidado do Sobrepeso e da Obesidade da Secretaria de Saúde, Mariana Martins.

    “A obesidade não vem sozinha, ela pode causar diferentes doenças e levar a óbito.”

    Entenda a relação do câncer com a obesidade

    Principais doenças ligadas à obesidade

    • Hipertensão
    • Diabetes
    • Colesterol alto
    • Problemas respiratórias

    Segundo Mariana Martins, a atenção ao sobrepeso na rede pública de saúde do DF, ocorre em três níveis:

    1. Unidades básicas de saúde acolhem os pacientes e classificam o tipo de tratamento
    2. Tratamento nas unidades com especialistas
    3. Ações de educação destinadas às crianças para prevenção do sobrepeso e da obesidade
    Aumento da obesidade infantil é apontado como um importante fator para o avanço da diabetes — Foto: PA MediaAumento da obesidade infantil é apontado como um importante fator para o avanço da diabetes — Foto: PA Media

    Aumento da obesidade infantil é apontado como um importante fator para o avanço da diabetes — Foto: PA Media

    Cuidados com as crianças

    A alimentação na infância requer uma atenção especial, alertam os especialistas. Doces, refrigerantes e alimentos processados – como biscoitos – quando em excesso fazem muito mal a saúde.

    Dados da vigilância alimentar e nutricional, demonstram que, das crianças menores de dez anos, 47,36% apresentaram excesso de peso. Dessas, 14,09% foram diagnosticadas com obesidade.

    “É nessa fase, que os hábitos alimentares são desenvolvidos e pesquisas apontam que crianças acima do peso têm 75% mais chance de serem adolescentes obesos, que por sua vez, têm 89% de possibilidade de serem adultos obesos.”

    Como prevenir a obesidade?

    A prevenção só é possível com a mudança na alimentação e a prática de atividades físicas, dizem os profissionais ligados à saúde. E mudar alguns hábitos ajudam; entre eles:

    • Parar de comer em frente à televisão
    • Comer apenas quando sentir fome
    • Ter uma boa noite de sono

    Leia mais notícias sobre a região no G1 DF.



    Fonte