o que é, sintomas, como evitar e tratar

0
96

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

A contratura capsular, popularmente chamada de “rejeição” da prótese de silicone, é um fator que preocupa muitas pacientes na hora de fazer uma cirurgia. Afinal, ninguém quer colocar um implante e, meses depois, ter que passar pelo mesmo procedimento novamente.

Neste post vamos falar o que é contratura capsular, quais são os principais indícios de que isso está acontecendo, além de apontar quais são as opções de tratamento e o que você pode fazer para evitá-la. Acompanhe!

O que é a contratura capsular?

Quando a prótese de silicone é colocada na paciente, pode acontecer de, nos primeiros dias, haver no local secreção e vermelhidão, parecendo uma infecção. No entanto, isso é cada vez mais raro hoje em dia.

Aquilo que muitos chamam de “rejeição” é, na verdade, um processo que ocorre em longo prazo e é conhecido como contratura capsular.

A cápsula é um processo inflamatório, normal e esperado, que ocorre porque o corpo cria uma película de tecido de cicatrização em volta do implante para isolá-lo do resto do organismo.

No entanto, essa película acaba por ter uma função importante, que é fixar a prótese e tornar o resultado mais consistente. Os exageros na formação de tecido dessa cápsula e sua reação de inflamação é que levam ao processo de contratura capsular.

Mas por que a contratura capsular ocorre?

A formação da cápsula consiste em uma resposta do organismo da paciente ao implante. No caso da prótese, o corpo cria uma membrana fina que funciona como um mecanismo de defesa. Ou seja, é o jeito de ele proteger o organismo.

É importante enfatizar que essa película não causa dano à saúde, mas pode deixar a mama mais firme ao toque. Quando essa membrana fica muito mais espessa e intensa, ocorre o encapsulamento.

Nesses casos, a contratura da cápsula começa a apertar a prótese que, com o passar do tempo, fica cada vez mais comprimida. Com o tempo e com o desgaste natural da prótese, o material do silicone pode não aguentar a pressão e se romper. Contudo, como comentamos, essa é uma situação bastante rara.

Leia mais: Medo de fazer cirurgia plástica? Veja 5 dicas para superá-lo

Sintomas

Entre os sintomas mais comuns da contratura capsular estão:

  • Assimetria das mamas;
  • Dores constantes;
  • Endurecimento e inchaço das mamas;
  • Irregularidades grosseiras na superfície da prótese.

Nos raros casos de contratura capsular intensa, e também quando ocorre o rompimento da prótese de mamas, existe a necessidade de troca de implante.

Graus de contratura capsular

A contratura capsular ocorre em 4 graus diferentes:

  • Grau 1: mamas com aparência e formato normais. Paciente não sente incômodo. A mama parece uma mama não operada.
  • Grau 2: quando a paciente apalpa a mama e sente levemente o implante, mas não há incômodo nem alterações visíveis.
  • Grau 3: surgem os primeiros sintomas visíveis. A paciente sente o implante claramente quando apalpa as mamas e vê uma assimetria entre as duas.
  • Grau 4: a mama fica endurecida e leva a dores. A assimetria é grande pode ser facilmente vista.

Assista: Curiosidades sobre as Próteses de Mamas

Diagnóstico

É essencial que a paciente fique atenta a qualquer um dos sintomas citados e comunique o cirurgião, para que, caso haja alguma complicação, ela possa ser diagnosticada no começo e evite complicações.

A partir daí, o médico pedirá alguns exames para confirmar ou descartar a contratura, e tomar as providências necessárias.

O primeiro exame feito é o físico, realizado no próprio consultório. Nele, o profissional observará e apalpará as mamas para procurar indícios da contratura. Depois, pedirá exame complamentares, como mamografia, ressonância magnética e ultrassom. Com os resultados, ele poderá fazer o diagnóstico, e direcionará o tratamento.

Leia mais: Prótese de silicone tem validade?

Tratamento

Nos casos leves e iniciais, que não há o comprometimento dos implantes, o tratamento pode ser clínico com medicação específica para diminuir o processo inflamatório que pode levar à formação de uma contratura capsular. Aqui é imperativo que, caso haja qualquer sensação diferente nas mamas, a paciente procure o cirurgião plástico para orientação.

A melhor alternativa para casos de contratura capsular avançada é a troca da prótese de silicone por uma nova. Entretanto, nem sempre isso pode ser feito de imediato, pois o cirurgião precisa tratar a inflamação e esperar que a região se recupere, o que pode levar alguns meses.

Outra opção é a capsulotomia, mas cada vez menos usada, que consiste em tirar a prótese e fazer incisões na cápsula para seu relaxamento. Após fazer isso, o médico coloca o mesmo implante de volta. Vale apontar que esse procedimento tem indicação específica.

Como evitar

Você pode ter alguns cuidados para diminuir as chances da contração capsular:

  • Analisar se a marca da prótese é aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA);
  • Consultar o profissional que fez a cirurgia e solicitar exames de rotina para acompanhar possíveis alterações nas mamas;
  • Fazer o procedimento com um cirurgião que seja membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Assista: Cirurgia Plástica – Sete Dicas para Fugir dos Picaretas!!!

Como percebemos, a contratura capsular pode causar pânico em muitas pacientes, mas isso pode ser evitado desde que se tenha as devidas informações. Por isso, fique confiante e tranquila a respeito de sua cirurgia, e esteja preparada para entender os sintomas caso eles surjam.

Ficou com alguma dúvida? Para saber mais sobre o assunto, acesse nosso Guia do Silicone e saiba todas as informações sobre aumentar o tamanho das mamas!



Fonte



Outros sites desenvolvidos pela Lima & Santana Propaganda


Lima & Santana Propaganda