Ovo ajuda no desenvolvimento dos ossos das crianças

0
114

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

Especialistas e pesquisas recentes confirmam: ovo contribui com a constituição óssea na infânciaFoto: Alfeu Tavares/Arquivo Folha

Que o ovo foi considerado por muito tempo um dos grandes vilões da alimentação, muita gente sabe. No entanto, pesquisas na área de nutrição e saúde têm provado que o alimento não só faz bem, como ainda se faz necessário para a manutenção do nosso bem-estar.

Veja essa. O ovo pode ser componente importante para o desenvolvimento ósseo das crianças. Rico em cálcio, magnésio, vitamina A, vitamina D e vitamina K, ele pode fazer parte da rotina do bebê a partir do sexto mês de vida, após o período de aleitamento materno – etapa fundamental para o desenvolvimento da criança por proporcionar todos os nutrientes necessários durante essa fase da vida. Com a inserção do ovo na dieta, a criança é exposta a novos sabores e novas texturas – e a bons nutrientes.

A nutricionista Lúcia Endriukaite, do Instituto Ovos Brasil, destaca a importância do consumo de ovos pelos pequenos. “É um alimento saboroso que as crianças gostam e é uma forma interessante de oferecer vitaminas, minerais e carotenoides. Atualmente, existem evidências de que luteína e zeaxantina, que estão presentes na gema e proporcionam a cor amarelada, atuam no desenvolvimento ósseo, além de terem uma ação antioxidante no organismo”, pontua.

De acordo com estudo científico publicado pela Universidade de Tecnologia e Agricultura de Tóquio (Japão), a luteína e a zeaxantina estimulam a formação dos ossos e suprimem os osteoclastos, as células responsáveis pela reabsorção óssea. Um outro artigo da Fundação Internacional de Osteoporose avaliou se a ingestão de ovos estava associada à força dos ossos corticais – parte externa de todas as estruturas esqueléticas que corresponde a 80% de todo o esqueleto. O resultado apontou uma relação entre o consumo e o crescimento saudável de crianças.

Crescimento

As práticas progressivas do crescimento da criança como engatinhar, caminhar, brincar e as atividades físicas promovem impacto e favorecem o aumento da massa óssea. Logo, a prática de exercícios e a boa alimentação nos primeiros anos de vida podem reduzir o risco de osteoporose em idades mais avançadas. O ovo ainda possui alguns componentes que atuam positivamente no desenvolvimento ósseo como a leucina, responsável pela síntese da massa muscular.

Leia também
Carboidrato é sempre o vilão da dieta?
Jejum intermitente? Low carb? Médica Érika Guerra fala sobre a dieta ideal

A nutricionista reforça o cuidado com o futuro como mais um benefício da inserção dos ovos nas dietas infantis. “O desenvolvimento da criança ocorre com a ingestão de uma alimentação equilibrada, com brincadeiras e atividades que favorecem a formação da massa óssea saudável e que pode prevenir no futuro doenças como osteopenia e osteoporose”, acrescenta. “A oferta de ovo na alimentação colabora com o desenvolvimento da criança, é saboroso e contribui com a promoção da saúde”, finaliza Lúcia.



Fonte



Outros sites desenvolvidos pela Lima & Santana Propaganda


Lima & Santana Propaganda