Pim III – Estética e Cosmética

0
37

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.
mais usado e aceito para essa 
disfunção estética é fibro edema gelóide (FEG). Chamá-la de celulite está errado, porque 
a celulite propriamente dita é uma infecção causada por bactérias que, se não for tratada, 
podem se tornar algo grave, não tendo, portanto, nenhuma correlação com a disfunção 
estética que veremos a seguir. 
O fibro edema gelóide afeta derme e tecido subcutâneo. Não deverá ser 
confundida com gordura localizada, podendo atingir também mulheres magras. No 
espaço intercelular existe a matriz intersticial, composta de água e proteínas complexas 
chamadas de glicosaminoglicanas ou mucopolissacarídeos, as quais no processo de 
formação da celulite passa por alterações bioquímicas, resultando em aumento da 
viscosidade da matriz intersticial. Havendo um aumento da espessura da matriz 
intersticial, ela se torna gelatinosa e a condução de água no local fica prejudicada, 
ocasionando edema. Após a formação do edema, acontece a compressão dos vasos e 
capilares, comprometendo a microcirculação sanguínea. 
Com o aumento do espessamento do líquido intersticial, o funcionamento do 
sistema linfático também é comprometido, resultando em aumento da congestão do tecido 
e compressão de terminações nervosas, razão pela qual o FEG (fibro edema gelóide) 
provoca dor em estágios evoluídos. 
Acontece também uma desordem na proliferação das fibras colágenas, formando 
um tecido denso e fibroso. Nas regiões em que houver presença de FEG, a temperatura 
local pode estar mais baixa pelo comprometimento circulatório. Quando o quadro evolui, 
as fibras formam nódulos que darão origem ao aspecto da pele “casca de laranja”. 
O FEG, popularmente conhecido como celulite, possui vários níveis e formas 
clínicas, e, para cada um deles, é recomendado um procedimento. Além disso, devem ser 
consideradas as particularidades de cada pessoa, como uma possível contraindicação ao 
procedimento ou uma alergia ao produto. Vários profissionais, como o nutricionista, o 
educador físico e o esteticista, estão presentes na elaboração do tratamento. 
Os procedimentos estéticos para indivíduos obesos devem ser elaborados de forma 
que enfatizem as suas reais necessidades, tais como a desintoxicação do tecido, a 
hidratação e a drenagem de fluidos que ocasionam edemas, a sensação de fadiga e o 
cansaço, principalmente nos membros inferiores. 
Para tratar da flacidez, é fundamental saber identificar se é tissular (superficial, na 
pele) ou se é uma hipotonia muscular (profunda, nos tecidos musculares). Na maioria dos 
casos, estas estão relacionadas entre si, mas a proposta de tratamento é diferente. 
Geralmente, o tratamento é associado a correntes elétricas e recursos tecnológicos 
aplicados às alterações estéticas. Elaborar protocolos vai muito além de elaborar uma 
sequência de aplicação de produtos cosméticos. 
Para tanto, é necessário o conhecimento da fisiologia, da cosmetologia, das 
técnicas manuais e, principalmente, das particularidades de cada indivíduo, pois cada ser 
é único, e não existe uma receita quando se trata de seres humanos. Cada procedimento 
estético deve ser elaborado especificamente para atender às necessidades do seu cliente. 
4- A IMPORTÂNCIA DO CONHECIMENTO DA ANATOMIA E 
FISIOLOGIA PARA OS PROTOCOLOS 
Os procedimentos estéticos corporais devem ser elaborados após um estudo de 
anatomia e fisiologia da pele. A pele é considerada o maior órgão do corpo humano e é 
subdividida em duas camadas: a epiderme e a derme. A epiderme é constituída de cinco 
camadas, e a sua principal função é a proteção dos tecidos internos e dos órgãos. A 
camada córnea, que é a mais superficial, é constituída por células anucleadas (mortas). A 
remoção de parte dessas células através da esfoliação é uma das principais etapas dos 
protocolos cosméticos. A esfoliação aumenta a capacidade de permeação dos princípios 
ativos cosméticos utilizados. A derme, por sua vez, é considerada a camada nobre da pele. 
O colágeno presente nessa camada é produzido por células denominadas fibroblastos. As 
fibras de elastina e colágeno são responsáveis pela firmeza e juventude da pele. 
A hidrolipodistrofia é uma alteração estética, conhecida popularmente por 
celulite, e acomete a maior parte das mulheres devido à atividade hormonal do sexo 
feminino. A hidrolipodistrofia pode ser desencadeada por vários fatores; entre eles, 
destacam-se a predisposição genética e os hábitos de vida irregulares. A retenção hídrica 
está associada a essa alteração estética. As células adiposas (células que armazenam 
gordura) aumentadas comprimem os vasos sanguíneos e linfáticos, o que dificulta a 
circulação do sangue e a eliminação de toxinas. Procedimentos estéticos como a 
drenagem linfática manual e protocolos com talassoterapia são indicados para amenizar 
essa alteração e diminuir a aparência ondulada da pele. 
A obesidade é caracterizada pelo aumento de tecido adiposo corporal. O indivíduo 
obeso possui retenção hídrica, ressecamento na pele, sensação de fadiga e cansaço e 
flacidez associada. Protocolos com esfoliação, hidratação e argila são indicados como 
auxiliar na desintoxicação corporal. A flacidez tissular é caracterizada pela diminuição 
dos elementos do tecido conjuntivo. O sedentarismo, o fumo e o envelhecimento estão 
associados ao surgimento dessa alteração estética. São indicados protocolos com 
princípios ativos ortomoleculares e massagens para estimular a circulação e intensificar 
a nutrição endógena. 
Para diminuir a flacidez muscular, é necessário estimular a contração muscular. 
Os exercícios de força são indicados. Na Estética, esse estímulo é realizado através de 
correntes elétricas e recursos tecnológicos. 
Os protocolos devem ser elaborados individualmente. Para tanto, é fundamental o 
conhecimento das alterações estéticas e como se formam. Inicialmente, é preciso 
conhecer o cliente, as necessidades, as possíveis contraindicações e particularidades, além 
de fazer a associação correta dos procedimentos manuais e cosméticos para cada tipo de 
alteração estética. 
CONCLUSÃO 
Os protocolos de tratamento corporal devem ser elaborados sempre de acordo com 
as características individuais do cliente. Para tal, é necessário aprofundar os estudos em 
Anatomia e Fisiologia, além de saber fazer associações com os princípios ativos 
cosméticos, procedimentos e massagens manuais e recursos tecnológicos aplicados à 
Estética. 
Portanto, a interdisciplinaridade na Estética é importante para a elaboração de 
protocolos. Cada ser é único, e o dever do profissional de Estética é realizar as associações 
coerentes e integrar os recursos cabíveis e adequados a cada indivíduo. 
Os métodos aplicados à terapia estética corporal são um aspecto muito 
recompensador do trabalho de um profissional na área de estética. Realizar uma diferença 
que marque positivamente a aparência de um cliente e ser testemunha da melhora que 
envolve sua autoconfiança é uma situação verdadeiramente “terapêutica” do tratamento 
de beleza que envolve a estética corporal. O profissional do ramo atuará em uma área da 
saúde que está associada ao bem-estar físico e mental do indivíduo. Um tratamento 
estético pode ser o único momento em que o cliente tem um tempo apenas para si, dessa 
forma, essa ocasião deve ser transformada em algo personalizado. 
Os tratamentos corporais estéticos têm como objetivo dar uma melhor definição 
aos contornos corporais por meio de redução de medidas, combate à celulite, flacidez, 
gordura localizada e todas as disfunções que comprometem a silhueta. Não será algo que 
resolverá definitivamente nenhum dos problemas estéticos que apresentaremos nesta 
seção, mas será um grande aliado para as mudanças positivas que o cliente obterá como 
consequência do tratamento. É fundamental seu preparo para avaliar o cliente, pois dele 
dependerá os resultados do acerto da conduta no tratamento estético corporal.



Fonte