Polícia Civil investiga morte de paciente que fez cirurgia plástica, em BH: outras três pessoas foram vítimas – Rádio Itatiaia

0
37

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.
Foto: Polícia Civil/Divulgação

Cinco mandados de busca e apreensão foram cumpridos nessa quinta-feira (11) para combater homicídios provocados durante cirurgias plásticas, em Belo Horizonte. 

Segundo a Polícia Civil, essa foi a primeira fase da Operação Beleza Tóxica, em que uma pessoa morreu e outras três foram vítimas de tentativa de homicídio com os procedimentos estéticos.

De acordo com a delegada Ana Paula Kich Gontijo, da 4ª Delegacia de Polícia Civil Centro, os crimes teriam ocorrido em clínicas de estética, que faziam as cirurgias em ambientes inadequados e com substâncias danosas ao corpo humano.

“Uma das vítimas faleceu no momento da aplicação do produto. Outra vítima, de 32 anos, em quadro clínico grave, teve seu diagnóstico dissimulado pelos investigados como Covid-19, com o objetivo de ocultar os danos à saúde da paciente e evitar responsabilidade em caso de eventual óbito”, revelou a delegada.

Ainda conforme Ana Paula, “a vítima chegou a ser internada em isolamento em um hospital onde o próprio médico a atendeu em seu dia de folga. A família suspeitou do fato e, mesmo com resistência dos investigados, a transferiu para outro hospital por meio da intervenção de um advogado”, complementou.

Já no novo hospital, a mulher ficou em coma por quase 20 dias até que o crime fosse descoberto. 

Dois médicos, que não possuem habilitação para realizar cirurgias plásticas, e uma biomédica estão sendo investigados pela corporação.

As duas clínicas em que os procedimentos foram realizados se tornaram alvos de buscas. Nos locais, foram encontradas substâncias e seringas usadas nos crimes, além de documentos, notas fiscais e comprovante de compra dos produtos.

A operação foi acompanhada pela perícia técnica do Instituto de Criminalística (IC) da Polícia Civil e por fiscais da Vigilância Sanitária da capital mineira.

 



Fonte