Por que uma das sobrancelhas costuma ser mais arqueada do que a outra? – 14/06/2021

0
41

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

Seja por insatisfação, desconfiança, ou durante uma paquera… Erguer espontaneamente uma das sobrancelhas é normal, mas ela também pode ser assim, naturalmente levantada, mesmo com o rosto parado.

Embora tenhamos um par delas, como de olhos e orelhas, o ser humano é assimétrico nos detalhes e em se tratando do rosto, esse ligeiro desequilíbrio está relacionado a diversos fatores: desde formação uterina a expressões comportamentais e hábitos viciosos.

“Não é todo mundo que tem uma das sobrancelhas mais arqueada do que a outra. Mas quando se avalia a face das pessoas, 100% apresentam uma assimetria entre lado direito e esquerdo. Ou seja, isso pode estar na sobrancelha, mas até na altura de um dos lados da mandíbula”, explica Wendell Ughetto, cirurgião plástico da SBCP (Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica) e membro do corpo clínico do Hospital Israelita Albert Einstein (SP).

O cirurgião explica que quando essa característica é observada desde muito cedo, na infância, é porque a estrutura anatômica facial, composta por ossos, músculos, cartilagens e pele, se originou desigual no ventre materno.

Dentro do útero, o feto também pode ficar em posições que contribuam para um “amassar da face” e após o nascer, com o crescimento e desenvolvimento, o resultado pode se atenuar ou acentuar por influência de outros fatores.

Dormir, se expressar, mastigar

Imagem: iStock

São os músculos frontal, corrugador e depressor do supercílio (acima dos olhos) os responsáveis pelo franzir e elevar de testa e sobrancelhas. Quando fortalecidos mais de um lado do que de outro também podem provocar assimetria e isso se deve à maneira como nos expressamos, dormimos e mastigamos.

Essa ação muscular rotineira somada a distribuição dos pelos e eventuais estruturas ósseas faciais proeminentes então garantem um “olhar de Jack Nicholson”. As sobrancelhas empinadas do ator são tão marcantes que cunharam essa expressão.

“O hábito de dormir com o rosto voltado para baixo, expressões faciais acentuadas [ao ficar bravo ou surpreso] e contração muscular vigorosa na face contribuem para que as rugas dinâmicas, que são aquelas que aparecem com a movimentação, se tornem rugas estáticas, presentes no repouso”, afirma Isabela Faiad Leiva, médica pela Fundação UnirG (Universidade de Gurupi), no Tocantins, e dermatologista da clínica de cirurgia plástica Landecker.

Dormir e mastigar sempre unilateralmente provoca alterações faciais, mas ainda depressões na pele e pode prejudicar a fala e a respiração com o passar dos anos.

Outras condições com potencial para alterar o posicionamento das sobrancelhas e gerar queixas estéticas incluem herança genética, traumas na porção frontal do nervo facial, que pode ficar sem rugas, lesão neurológica, e o próprio envelhecimento, que tende a rebaixar a sobrancelha menos elevada.

Deixá-las iguais é possível

Obter um rosto milimetricamente simétrico é impossível, mas uma sobrancelha arqueada o tempo todo ou que se comporta assim em situações específicas, durante o expressar das emoções, pode ser corrigida com tratamentos estéticos.

Fernanda Martins, cirurgiã plástica da BP – A Beneficência Portuguesa, de São Paulo, explica que o procedimento mais indicado para reverter o levantar involuntário é a aplicação da toxina botulínica, que paralisa os músculos responsáveis pelo efeito.

“O local de aplicação do botox e sua quantidade irão determinar uma maior ou menor movimentação da sobrancelha. Em alguns casos, o preenchimento com ácido hialurônico pode auxiliar nesse processo”, indica.

Mulher com sobrancelha levantada, sobrancelha assimétrica - iStock - iStock
Imagem: iStock

Agora, quando o problema está na outra sobrancelha, que é mais caída, uma harmonização facial com implante de fios de PDO (polidioxanona) e de náilon pode garantir um resultado leve de lifting, com boa sustentação e sem necessidade de cirurgia.

Outras técnicas que ajudam a reduzir a assimetria entre as sobrancelhas incluem: usar maquiagem específica, ultrassom microfocado (para tratar flacidez), micropigmentação em 3D (iguala os fios das sobrancelhas e corrige falhas, redesenhando-as mais arqueadas) e browlifting.

Sobre essa última, o cirurgião Uguetto explica que se faz uma incisão no couro cabeludo, descola a pele da testa e eleva a sobrancelha menos arqueada. “Outra possibilidade é lesionar o nervo do outro lado propositadamente para que ele não contraia e levante”, diz.

Mas lembre-se, todos esses procedimentos devem ser cuidadosamente discutidos com um cirurgião plástico de confiança para que todas as dúvidas possíveis sejam tiradas e para que ele diga, honestamente, qual será o resultado. Afinal, ter uma sobrancelha mais arqueada do que a outra pode ser um charme, não?



Fonte