Praia do litoral de SP amanhece suja apesar da proibição de banhistas | Santos e Região

    0
    79

    Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

    .

    Devido à alta da maré e à ressaca registradas na região da Baixada Santista nos últimos dias, Praia Grande, no litoral de São Paulo, amanheceu com grande quantidade de algas marinhas cobrindo parte da faixa de areia, na manhã desta segunda-feira (11). Apesar da proibição de banhistas, por causa da pandemia do novo coronavírus, o G1 apurou que grande quantidade de lixo veio à superfície junto com o material orgânico.

    O lixo em meio à vegetação marítima chamou a atenção de moradores do bairro Vila Caiçara, que ficaram espantados com a praia suja. “Estava indo ao mercado pela praia e vi aquele monte de algas, mas não imaginava que tinha esse tanto de lixo. Me deparei com essa triste cena”, afirma o morador Itacy Julio.

    Segundo ele, quando ocorre ressaca e a maré traz as algas, geralmente não vem com tanto lixo. “É a primeira vez que vejo tanto lixo junto. Tinha de tudo: plástico, pedaços de isopor e até forro de PVC”, esclarece, indignado. Ao G1, o biólogo marinho Éric Comin explica que, durante o verão, há uma grande produção de algas, mas elas ficam no fundo no oceano. Com a ressaca, elas se desprendem dos costões rochosos e chegam à praia.

    “Isso tudo vem de costões rochosos, como o Xixová-Japuí. Com o movimento das águas, elas começam a se soltar. A maioria fica depositada no fundo do oceano, porque é pesada. Com a ressaca, ela vem se deslocando até chegar à praia”, afirma. Ele explica que a região tem a problemática do lixo jogado ao mar. “Inclusive, é uma questão que a gente tem destacar, porque mesmo no período de quarentena, tem gente descartando máscaras no mar”, comenta.

    Já bióloga e mestre em Oceanografia Biológica Cristina Asano explica que esse lixo não foi gerado naquele local especificamente. “Tem uma corrente que leva o lixo de Santos e de Guarujá para Praia Grande, e vai para o Sul. São correntes de deriva litorânea. Aqui, temos canais, e os moradores das palafitas que lançam lixo no mar, e tudo vai sendo carregado em direção ao Sul”, finaliza.

    Por meio de nota, a Prefeitura de Praia Grande informou que já iniciou a limpeza do material encontrado que, essencialmente, é constituído de algas trazidas pelo oceano graças à ressaca marítima registrada na região nos últimos dias. Não há fatos que comprovam qualquer tipo de relação entre os itens encontrados e os surfistas.

    Prefeitura de Praia Grande já começou a remover material da praia — Foto: Arquivo Pessoal/Itacy Julio

    Prefeitura de Praia Grande já começou a remover material da praia — Foto: Arquivo Pessoal/Itacy Julio



    Fonte