Prática de Drenagem Linfática Manual – Estética e Imagem Pessoal

0
123

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.
de
nenhum produto cosmético, somente com a liberação médica.
MÓDULO 3
 Reconhecer algumas cirurgias estéticas faciais
Fonte: Wikipedia.
PANORAMA MUNDIAL DAS CIRURGIAS
PLÁSTICAS ESTÉTICAS
À medida que a população envelhece, a vaidade do indivíduo rompe barreiras e,
independentemente de classe social, a busca por padrões de beleza, idealizados muitas vezes
pelo próprio indivíduo, elevou a busca por cirurgias estéticas.
O indivíduo também se tornou mais imediatista, desejando uma recuperação mais rápida, e
busca por cicatrizes menos visíveis, técnicas menos agressivas, invasivas e resultados mais
satisfatórios em seus procedimentos.
Fonte: Syda Productions / Shutterstock.com
 Cirurgia estética facial.
A cirurgia plástica visa o contentamento e a satisfação do cliente pela busca de sua aparência
desejada, seja por um nariz mais afilado, um rosto mais jovem ou lábio mais cheio, mantendo
uma harmonia facial.
Todavia, o ato de preparação cirúrgica, pré ou pós operatório, requer um trabalho estético.
Muitas vezes, há necessidade de uma limpeza de pele, hidratação facial ou peeling antes da
cirurgia ou procedimento mais invasivo.
A estética está muito presente nas etapas das cirurgias plásticas: reparadoras, reconstrutivas,
estéticas e, até mesmo, curativas. A DLM é uma grande aliada na recuperação sem
complicações, pois a técnica aplicada corretamente ajuda a diminuir o edema na região da
incisão cirúrgica, transmitindo acolhimento ao cliente e promovendo o bem-estar.
O termo cirurgia plástica origina-se da palavra grega plastikos, que significa moldar, reparar
etc. É preciso ressaltar que apesar de se relacionar com a palavra estética, existe diferença
entre ferimento e cicatriz, por mais que seja mínima.
Fonte: Gorodenkoff / Shutterstock.com
Segundo a Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS), em 2018, foram
registradas quase 1,5 milhão de cirurgias plásticas no Brasil.
Nos últimos três anos, os procedimentos estéticos com maior crescimento foram:
rejuvenescimento vaginal, abdominoplastia, gluteoplastia e rinoplastia.
Os implantes de mamas seguem como o procedimento mais popular, seguido da lipoaspiração
e blefaroplastia.
 SAIBA MAIS
O Brasil é o segundo país que mais realiza procedimentos estéticos, só perde para os Estados
Unidos.
Vamos ver agora algumas cirurgias estéticas faciais que estão presentes na prática
clínica dos profissionais da área da Saúde e Estética?
REJUVENESCIMENTO OU LIFTING FACIAL
A vaidade humana, cada vez mais, vem estimulando profissionais a buscarem novas técnicas,
para desenvolverem procedimentos que atuem contra o envelhecimento, seja por meio dos
cosméticos com novas tecnologias ou de procedimentos cirúrgicos cada vez mais avançados.
Envelhecer é algo inevitável, faz parte da ordem cronológica de todo ser vivo, mas o que todos
desejam é manter aparência jovial por mais tempo, com o mínimo de rugas possível. Assim, a
cirurgia plástica cada vez mais vem realizando os liftings faciais. Esse tipo de cirurgia consiste
em uma técnica minuciosa para remover (descolar a pele facial, esticar e cortar) o excesso de
pele da região da face e do pescoço, levando a incisão para o couro cabeludo e atrás das
orelhas como forma de “esconder” o procedimento cirúrgico realizado.
Veja a comparação entre antes e depois de um lifting facial.
Fonte: TanyaLovus / Shutterstock.com
Fonte: TanyaLovus / Shutterstock.com
Como em todo procedimento cirúrgico, o ideal é que exista um preparo desta pele (face) antes
da realização do procedimento. Alguns cirurgiões plásticos orientam ao paciente que, antes da
cirurgia, façam uma limpeza de pele a fim de contribuir com o quadro de aparência estética, ou
seja, sem comedões, miliuns e afinar a camada córnea , além de iniciar as sessões de DLM
que antecederão o preparo pré-cirúrgico, como resposta de recuperação de forma acelerar a
cicatrização, com menos equimoses entre outros efeitos.
Atualmente, esse tipo de cirurgia está muito avançado e as intercorrências são mínimas, que
normalmente são responsabilidade do próprio paciente que descumpriu as orientações e as
recomendações pós-cirúrgicas. O mais ocorrente nesta fase inicial são os hematomas, muito
presentes, devido à resposta ao trauma cirúrgico promovido na pele; em seguida, o edema de
forma unilateral, devido ao descolamento facial, acompanhado de dor e desconforto por parte
do paciente.
RINOPLASTIA
Caracteriza-se pela cirurgia de reconstrução do nariz. Ao contrário do que muitas pessoas
pensam, é um procedimento muito antigo. Papiros egípcios datados em 1.500 A.C relataram
que ladrões e assassinos tinham seu nariz mutilado como forma de punição.
[...] A CIRURGIA PLÁSTICA REALIZADA NA REGIÃO
DO NARIZ, ENTRE TODAS, É A QUE REQUER MAIS
HABILIDADE, CONHECIMENTO ANATÔMICO E SENSO
ESTÉTICO APRIMORADO PARA REALIZAÇÃO DA
ARTE CIRÚRGICA ESTETICAMENTE PERFEITA DO
NARIZ.
Mauad, 2001.
Ao agendar a cirurgia de rinoplastia, é ideal que o indivíduo já tenha o profissional qualificado
para realizar a DLM de preparo para o procedimento; também é preciso ter o acompanhamento
em atendimento domiciliar já agendado. Indica-se que o pré-operatório inicie trinta dias antes
da cirurgia, com a execução da DLM facial para a preparação, a fim de contribuir com uma
recuperação assistida, redução de edemas, equimoses, relaxamento entre outros.
No pós-operatório de rinoplastia, a presença de edema, equimoses e rubor tende a se
encontrar por toda região facial, abrangendo olhos (orbicular dos olhos), lábios, entre outras
áreas, o que é perfeitamente normal, pois este procedimento compromete todo o entorno
nasal.
O paciente recebe uma imobilização (tala ou gesso) após a cirurgia para preservar a região e
ajudar na modulação nasal. Dessa forma, a DLM deve ser executada sem retirar o aparato
(tala, curativo ou qualquer recurso que esteja protegendo o nariz).
As manobras da DLM facial no pós-operatório são as mesmas da drenagem manual facial, mas
o que difere é a cautela na realização dos movimentos e na preservação da região nasal (não
trabalhar sobre a região da incisão, e sim em seu entorno), respeitando a tala colocada e o
período de permanência que o cirurgião determinar. Depois que o próprio médico fizer a
retirada, o que acontece aproximadamente até quinze dias após a cirurgia, a DLM facial deixa
de ser pós-operatório imediato, permitindo-se sua realização na região nasal.
O pós-operatório de rinoplastia costuma ser bastante desconfortável, muitos pacientes relatam
dor. A recomendação médica é a ingestão somente de líquidos. Os pacientes que não seguem
as orientações podem apresentar sangramento leve, moderado ou intenso. O paciente deve
ser orientado a permanecer com a cabeça a pelo menos 30 graus, sendo o ideal 45 graus, ou
seja, elevada.
Fonte: eldar nurkovic / Shutterstock.com
 Pós-operatório rinoplastia.
 DICA
Após sessão de DLM no pós-operatório tardio (após 28 dias), realize a finalização com
máscara calmante (Tília, Camomila, Betaglucan etc). Confira a autorização médica para
realizar a máscara.
Veja a comparação entre o antes e o depois de uma cirurgia de rinoplastia.
Fonte: logika600/ Shutterstock.com
Fonte: logika600/ Shutterstock.com
OTOPLASTIA
Trata-se de uma cirurgia corretiva na situação denominada popularmente “orelha de abano”
ou “orelha de lobo” (ponta dobrada) e “orelha de concha” (quando não apresenta bordas).
Essa situação ocorre devido a uma deformidade de origem congênita e, se não corrigida, pode
fazer com que o indivíduo sofra com bullying, causando, inclusive, baixa autoestima.
Fonte: Vladimir Gjorgiev / Shutterstock.com
Os procedimentos de DLM são realizados de forma mais segura em comparação a outros
procedimentos cirúrgicos porque a incisão fica protegida na região atrás do pavilhão auricular,
por não ser uma área de movimentação.
Fonte: HENADZI PECHAN / Shutterstock.com
ANÁLISE MÉDICA ANTES DA CIRURGIA
Fonte: Lana



Fonte