Prevenir sempre será melhor que remediar

0
34

Lima & Santana Propaganda, sua agência de publicidade e propaganda em Santos

.

Semana Nacional de Prevenção ao Câncer Bucal conscientiza sobre este tema

Semana Nacional de Prevenção ao Câncer Bucal conscientiza sobre este tema (Foto: Divulgação)

Nesta semana de 1º a 7 de novembro é a Semana Nacional de Prevenção do Câncer Bucal, o Sistema Conselhos de Odontologia reforça a importância do diagnóstico precoce como fator principal para cura da doença, o que representa 95% de chance. Como em estágio inicial o câncer de boca é silencioso e não apresenta sintomatologia, a consulta com o Cirurgião-Dentista a cada seis meses é ideal para avaliação e prevenção da doença.

“A prevenção é algo muito pouco repercutido ainda. Quando é um paciente infantil, a periodicidade de 6 meses costuma ser bem respeitada, portanto muitos pacientes na fase adulta apenas buscam orientação para alguma perda precoce, contudo, exames de rotinas são fundamentais e podem evitar desde cáries ou até mesmo algo tão nocivo quanto o câncer bucal”, afirma o Dr. Reginaldo Júnior.

O que o especialista declara vai de encontro com dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA) revelam que o Câncer Bucal é mais comum em homens com idade acima dos 40 anos. Neste ano, a estimativa do INCA é de 15.190 novos casos no país, sendo 11.180 em homens e 4.010 em mulheres. Pacientes que têm diagnóstico precoce com tumores iniciais, a chance de cura é acima de 95%. Quando um paciente apresenta alguma sintomatologia como dor ou dificuldade de mover a língua, que são dores mais avançadas, a chance de cura cai para 45%.

A consulta preventiva é um remédio

“Como citado anteriormente: Prevenir é melhor que remediar – e isto vai além do clichê – e como eu falei no caso do cigarro: São pequenas úlceras que são responsáveis por danos fatais. Então é no exame dentário de rotina que vamos encontrar os problemas maiores fora do seu estágio agravado, onde solucionar é muito mais simples.” É o que declara Reginaldo.

Proteger seus lábios do sol é necessário

“O câncer labial está diretamente ligado à radiação ultravioleta dos raios solares.

É importante limitar a exposição ao sol nos horários das 10 às 16 horas, sempre usar um protetor labial com FPS quando estiver ao ar livre. Bonés e chapéus são bem-vindos para proteção.”

Para além de proteções e consultas – que são fundamentais – é importante começar ou mudar certas práticas.

Quem dá algumas dicas sobre é o Dr. Márcio Ramos, confira:

Dr Márcio Ramos - odontologista
Dr Márcio Ramos – odontologista (Foto: Divulgação)

A boa e velha escova dental, fio-dental e alimentação saudável.

“Alguns dos sintomas principais do câncer na boca são: Lesões na cavidade oral ou nos lábios que não cicatrizam em 15 dias, manchas ou placas vermelhas na região da boca.

Estes problemas são evitados com a periodicidade da boa escovação, seguido do uso constante do fio-dental, algo que é fundamental. Junto a este cuidado básico, a alimentação rica em legumes e frutas ajuda muito no cuidado da boca. Vale lembrar que o simples, não é simplório.”

Fique o mais longe que puder do cigarro

Este hábito é causa de câncer não só na região da boca, mas em diversas outras partes do corpo. Vale ressaltar que algumas alternativas ao cigarro como o tabaco de mascar causam algumas úlceras brancas acinzentadas que levam o nome de leucoplasias e estas podem se tornar cancerosas.

 

O álcool em excesso também é perigoso

O álcool desempenha uma função de mudar a química do nosso corpo, e com isto, desestabiliza as defesas de todo o nosso corpo contra o câncer e o “ponto de entrada” destes componentes é a boca, por isso a região se torna ainda mais fragilizada. O fumo somado ao álcool tem uma função multiplicadora, então, cuidado redobrado.



Fonte